Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Subarrendamento, arrendar propriedades alheias

Saiba que subarrendar é uma actividade que gera bons rendimentos. No entanto requer concordância dos proprietários

O subarrendamento não é mais que arrendar um imóvel e posteriormente fazer o arrendamento do mesmo a outra entidade, assim o objectivo deste negócio é ganhar dinheiro entre a diferença do valor da renda paga ao proprietário e a renda recebida pelo utilizador do imóvel.

Fluxograma da actividade:

  1. Decidir o mercado a explorar, tipo de imóvel localização, etc
  2. Encontrar um imóvel que seja possível efectuar subarrendamento.
  3. Efectuar o contrato de arrendamento
  4. Procurar arrendatário para o imóvel
  5. Celebrar o contrato de arrendamento (subarrendamento)
  6. Receber as rendas
  7. Pagar ao proprietário.

Existe mercado para este tipo de transacções, estudar o mercado e procurar as oportunidades é essencial e obrigatório, para não cair no erro estar a pagar o arrendamento e não obter qualquer dividendo com isso. O negócio parece bastante promissor, contudo existe ainda o risco da falta de pagamento por parte do utilizador do imóvel, o sub-arrendatário poderá ter de avançar com capital para além do inicial, convêm sempre pedir fiadores com imóveis para poder hipotecar ou como ideal obter uma garantia bancária.

O sub-arrendamento surgem como uma alternativa a quem quer possuir exposição ao arrendamento sem ter de adquirir os imóveis, assim os recursos financeiros para lançar este tipo de actividade resume-se aos meses que medeiam entre a celebração de contrato com o proprietário e a entidade que vai efectivamente utilizar o imóvel.

Ideias para valorizar o espaço

Arrendamento residencial – Uma boa ideia para potenciar este negócio é procurar por imóveis degradados, fazer uma pequena remodelação, colocando esse imóvel no mercado novamente. Pode-se arrendar uma casa vazia, mobilar a mesma e obter assim um vantagem comercial na realização do negócio. ou arrendar um apartamento e depois arrendar os quartos, por exemplo a estudantes.

Arrendamento comercial – Na vertente comercial, pode-se arrendar um armazém montar um oficina e fazer o arrendamento da mesma já equipada, ou arrendar uma loja montar um salão de beleza e fazer o arrendamento de estabelecimento comercial já equipado.

De qualquer das maneiras o arrendamento no estado original de conservação do imóvel é menos trabalhoso e as mais valias podem ser sensivelmente na mesma percentagem.

Legalidade de actividade

O artigo 1088º e seguintes do Código Civil abortam este tipo de contrato.

Pesquisa do blog