Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Sites de compras colectivas, negócios com muitos descontos

Uma das últimas modas na internet são sem dúvida os sites de compras colectivas, em que oferecem uma forma de divulgação para empresas através do contacto com novos clientes e a troco de um mega desconto. As compras colectivas existem desde há muito tempo e assentam no facto de existir um agrupamento de vários interessados na compra de um bem ou serviço o que aumenta o poder negocial e é possível realizar a aquisição por um valor mais baixo.

O modelo de negócio

O negócio parece bastante simples e tem tudo para ser um sucesso, pois é um modelo win win win, ou seja todos ganham, o proprietário do site ganha uma percentagem na venda dos vouchers de desconto, as empresas ganham novos potenciais clientes e o consumidor final compra a super preços que podem ir até aos 90%. Os vouchers, como são chamados estes talões de desconto, têm um prazo de validade, o que caso não seja utilizado não pode ser reembolsado.

Como sabemos o pagamento adiantado de um bem, gera rendimentos só por si, pela retribuição do capital, por exemplo: os consumidores pagam na hora e os fornecedores (empresas que concedem os descontos) recebem a sua parcela após a utilização do voucher, ou após x dias da sua utilização. Este capital fica na posse do proprietário do site, que pode receber juros, sobre o saldo bancário.

Factores críticos de sucesso

Para um site de descontos ter sucesso são necessárias 2 coisas: 1ª elevado número de membros para distribuir as ofertas, em 2ª lugar ter empresas dispostas a conceder descontos a troco de novos clientes.

É fácil perceber que se um destes sites tiver 100.000 membros e se conseguir vender a 1% por dia, realiza 1000 vendas, se o valor médio for 20€ (deve ser mais) estamos a falar de uma facturação diária de 20.000€. Apesar de serem contas por alto, evidenciam todo o potencial deste negócio e a demonstrá-lo está o surgimento de sites de ofertas de descontos como cogumelos!

Afinal o que é que pode falhar

Este modelo de negócio tem tudo para ser um sucesso e dar a ganhar milhões aos detentores do website que oferece os descontos, contudo a banalização deste tipo de ofertas trás consigo algum desinteresse para muitos consumidores, pois as ofertas estão dispersas por vários sites. Ideia de negócio: agregador de ofertas dos sites de descontos, resumidamente um site destes apresenta todas as oportunidades do dia nos vários sites.

A massa crítica para poder realizar um número elevado de vendas, milhares de membros do site e potenciais clientes é obtida através de um elevado investimento financeiro, o que se pode traduzir num retorno do investimento demasiado extenso.

E se a pessoa que compra o voucher, afinal não  pode usar! Mais uma nova ideia de negócio, venda (revenda) de vouchers já por si baratos a metade do preço do dia da oferta, que o consumidor que os adquiriu não vai poder utilizar. As pessoas às vezes compram e depois verificam que não podem utiliza-los dentro da sua validade.

Tudo isto está mais do que visto, provavelmente vão existir novos conceitos no mercado, contudo e como o café/restaurante que estava a ter sucesso se vê confrontado com a concorrência ao que ali se instala ao seu lado, caminhando lentamente os dois para prejuízos.

O que se pode aprender com os Brasileiros neste negócio

Mas pode-se aprender com os brasileiros, pois o povo canarinho, pensou em implementar este negócio num âmbito mais regional e com isso ganha pela diferenciação. Ao invés de apostarem no mercado global (Brasil), criaram sites para as suas cidades/regiões/provincias, assim o empreendedor faz a própria prospecção de clientes/empresas que oferecem descontos através de contactos pessoais, oferecendo publicidade, sendo altamente especializado consegue atingir o sucesso regional. O facto de ser o proprio empreendedor a fazer a prospecção e a estabelecer os contactos também conta como um factor de discriminação positiva. A concentração de esforços em publicidade e angariação de membros é mais facilitado. Em Portugal estamos longe de cobrir todo o país, concentrando-se a actividade principalmente em Lisboa e no Porto, com alguns cidades a terem apenas presença residual nas ofertas locais.

Ao que parece, existem já perto de mil sites de compras colectivas no Brasil, foi/é uma febre e muitos não vão conseguir sobreviver no mercado, pois sem clientes, sem empresas e sem vendas o site acabará por sucumbir, mas isso é próprio de uma industria em fase de crescimento.

Lista dos sites de compras colectivas em Portugal

  • Groupon
  • Letsbonus
  • Sapo Voucher
  • Goodlife
  • Bacalhau Urbano
  • Cardume
  • Planeo
  • Plubee
  • Vale 1 Voucher
  • Compra Comigo
  • Dzcount
  • GetDiscount
  • YupiDeal
  • CityOut
  • LisboaDiscount

As imagens têm as ligações para os sites!

 

Conclusão

O último site até incluiu um modelo que pode ter sucesso através da expansão via Franchising, mas pelo que li/vi, quem realmente ganha é o empreendedor/proprietário, ficando uma pequena percentagem para os franchisados (então porque lançar o franchising?). Se por acaso o negócio der certo, tenho de dar os parabéns ao mentor da ideia e do projecto, é que ainda não vi nenhum franchising baseado em serviços web que tenha sobrevivido! Existe espaço para criar mais sites de descontos em Portugal, apenas encontrei 12!18. Ainda só temos um site por distrito 🙂

Comentários

Os comentários deste artigo estão fechados.