Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Simular e comparar é a melhor forma de poupar

Parece simples e consensual, já que simular e comparar parecem fazer parte do dia a dia, contudo nem sempre se dedica o devido tempo a comparação de custos/rendimentos. Assim é de grande importância ter em mente que esta é uma das formas mais divertidas de poupar, pois adquirir o mesmo bem ou similar por um valor inferior ao praticado em outros locais deve encher de orgulho e entusiasmo a quem procura sempre o melhor negócio.

A simulação é o que atribui factor a determinada aquisição, seja a crédito, sejam seguros ou simplesmente investimentos. Sem simular não se sabe o custo/rendimento antecipadamente. E como sabemos conhecer situações futuras é de extrema importância e tem um valor fundamental na tomada de decisão.

Comparar

Antes de mais demos que dizer, que só se pode comparar o que é comparável. Se num investimento podemos comparar risco versus rendibilidade. Na aquisição de produtos ou serviços temos de comparar apenas o preço para o mesmo produto, ou então procurar produtos substitutos, que satisfação a mesma necessidade.

No crédito: periocidade da amortização Horizonte temporal, taxas e comissões de contratação, seguros associados, e só por fim a taxa de juro, A TAEG é a referência, pois engloba todos os custos. No crédito apenas se pode comparar a TAEG, pois é a taxa que pode ser comparável.

Nos Seguros: Para poupar seguros deve-se fazer simulações, mas para ser possível fazer uma comparação directa as coberturas têm se ser exactamente iguais, caso contrário corre-se o risco de tirar falsas conclusões e decidir erradamente. A oferta no mercado é tanta, que não existe razão para não tentar obter o melhor prémio para os seguros que possui. Bastando efectuar algumas simulações junto do seu mediador de seguros.

Nas compras: Quando se adquire qualquer bem é quase sempre bom fazer uma consulta, prospecção no mercado, para poder decidir de forma mais informada e assim permitir arrecadar aos Euros de poupança.

Quanto maior for o valor (ou preço) do que vamos adquirir maior deverá ser a quantidade de tempo utilizada para fazer estas análises.

Serviços

Como vimos no artigo sobre telecomunicações é possível usufruir do mesmo tipo de serviços por valores inferiores, basta fazer uma comparação entre a oferta existente. Poucos são os sectores onde não existe concorrência.

Não compare

Se é a comparar que se pode poupar, existem também situações em que não é até aconselhável não perder muito tempo com a pesquisa de preços, nomeadamente nas compras de cêntimos. Pois o tempo também vale dinheiro.

Não tenha medo de pedir orçamentos, pois as empresas gostam de os fazer, já que são oportunidades para a realização de um negócio, sem eles não existe a competição competição desejada. Os orçamentos/propostas também são óptimos, pois sabe-se o custo antes de efectuados certos serviços, o que evita surpresas indesejáveis.

Exemplo de como pode ser vantajoso comparar

Em tempos necessitei de uma marquise, fiz apenas 2 orçamentos: o 1º foi-me proposto 1000€, na 2ª consulta, foi-me pedido 500€, adjudiquei logo a obra!

Comentários

Os comentários deste artigo estão fechados.