Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Recuperar ou renovar casas para vender ou arrendar

escadote num quartoOs negócios ligados ao imobiliário são muito apreciados, não fosse Portugal um dos países onde existe uma das maiores taxas de habitação própria. E tal como solicitado por alguns leitores, vamos aprofundar mais uma forma de estar nos negócios imobiliários: Recuperar casas para rendimento é uma ideia de negócio comum entre muitos, nos quais me incluo eu próprio. A ideia é comprar barato e depois obter rendimentos, sob a forma de mais valias na venda ou rendimentos constantes através de arrendamento.

Com as oportunidades no sector imobiliário, decorrentes dos factores que todos conhecemos, dificuldade de acesso ao crédito, procura inferior à oferta e também o factor psicológico que afecta todas as decisões em tempos de indefinição face ao futuro este negócio volta a suscitar interesse.

Para iniciar um negócio nesta área é necessário ter “alguns” capitais próprios ou em contrapartida fortes garantias para assegurar o financiamento dos imóveis.

Encontrar os imóveis

Encontrar  casas para venda é muito fácil, pois o que mais há são sites de venda de imóveis e imobiliárias, numa das minhas pesquisas consegui identificar 1300.  Mas os melhores negócios encontram-se nos leilões imobiliários que se tornaram frequentes em Portugal nos últimos anos ( nesta página pode ver onde encontrar leilões, será melhorada brevemente com a introdução de novas leiloeiras). Nunca esquecer os factores a ter em conta na avaliação de imóveis, como seja a localização, tipologia, etc, como foi abordado neste artigo: como avaliar imóveis.

 Recuperar ou renovar

Temos que distinguir que é muito diferente recuperar ou renovar, se recuperar pode necessitar de licenças camarárias dependente dos trabalhos que se pretendem efectuar, por renovação entende-se uma recuperação mais ligeira e menos profunda.

O estado das casas condiciona muito o negócio e  pode ir muito além da simples pintura de paredes, pode necessitar substituir canalizações e o sistema eléctrico, o que pode representar custos significativos.

Se a ideia é colocar o imóvel com bom aspecto, então as casas de banho e as cozinhas têm quase que obrigatoriamente ser renovadas.

Quem é que faz o quê?

Um dos maiores erros é querer fazer as coisas por conta própria, sei que os portugueses são muito jeitosos, habilidosos e polivalentes, mas nos negócios as coisas devem ser feitas de outra maneira. Deve contratar-se quem faça. Esse é também um principio básico da Gestão.

Assim o investidor deve concentrar-se em gerir apenas os recursos financeiros, as tarefas devem ser executadas por quem sabe. Digo isto depois de ter perdido muito tempo com este tipo de actividades (com apenas uma moradia de 2 andares, que agora está desocupada).

Uma ideia pode ser contratar um empresa de mediação de obras, criar uma ou encontrar as pessoas para realizarem os serviços que necessitar. Canalizadores, electricistas, pintores, carpinteiro, ladrilhadores  são alguns dos profissionais que necessitará de contactar.

Plano de negócios para o imobiliário

Devemos perceber que comprar imóveis para venda ou arrendamento é um investimento avultado, pois estamos a falar de milhares de euros, assim criar um plano de negócios, onde constem todos os aspectos é uma forma de melhorar o processo e consequentemente de obter melhores resultados.

Algumas das questões que devem ser consideradas e que requerem consulta de mercado:

  • Onde se compram as tintas
  • Onde se compra o material sanitário
  • Mobiliário de cozinha
  • Electrodomésticos

Colocação no mercado

O imobiliário tem 2 grandes mercados, a compra e venda e o arrendamento, assuntos que já aqui abordamos de uma forma ou outra e disponíveis nos artigos na área dos investimentos imobiliários.

Um factor importante

Existem determinados tipos de investimentos em que a recuperação do investimento leva algum tempo, neste negócio devemos ter em mente que o tempo que decorre entre as obras e o tempo de concretização e fecho do negócio ( venda ou arrendamento) pode ser significativo.

Derrapagens

Como em tudo o que é previsto, não é certo, há que ter atenção aos possíveis deslizes orçamentais e temporais, trabalhar com uma margem de segurança é fundamental, para que um negócio com possibilidades de ser rentável não se transforme numa menos valia.

Penso que investir neste sector é aliciante e pode conseguir dar-se um passo de gigante para a obtenção da independência financeira, contudo, os riscos e o capital necessário para fazer este investimento pode não ser oportuno para a maioria das pessoas.

Comentários

  1. paulo diz:

    boa tarde
    nao me sabe dizer empresas de investidores que comprem apartamentos?
    tenho um para vender nas caldas da rainha e necessito urgentemente de o vender
    obg