Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Razão porque as empresas conseguem mais lucros no estrangeiro

Como investidores somos confrontados e surpreendidos nas apresentações de resultados das empresas, com o crescimento das empresas internacionalmente, enquanto que em Portugal os resultados são quase sempre miseráveis. Quase sempre é assim, mas nem sempre.

Na maior parte dos casos são artimanhas contabilistícas, através de empresas sediadas em países com menor carga fiscal, nem é preciso ir para OffShores, na Irlanda estão escritórios de empresas portuguesas bem conhecidas, onde o seu papel é comprar internacionalmente e depois vender à casa mãe. É natural que um escritório com 4 ou 5 pessoas consiga resultados espectaculares, mas não passa de uma forma de pagar menos impostos. É um intermediário controlado!

Os negócios que se internacionalizam

Ninguém pensa em exportar os negócios e conceitos que não conseguem boas margens de rendibilidade, assim apenas a nata é alvo de internacionalização. Os negócios menos conseguidos que as empresas detêm, ficam por cá. Ainda bem que é assim, pois existe mais investimento falhado em Portugal. O investimento internacional convêm que seja de sucesso, para gerar um fluxo positivo, com a entrada de dinheiro.

Onde estão os trabalhadores?

Um outro aspecto a ter em consideração é onde estão localizados os recursos humanos dessas empresas, lá fora estão simplesmente um número muito reduzido. Por exemplo no caso dos bancos são apenas escritórios de representação ou alguns balcões. São empresas sem Orgãos de Gestão, esses estão por terras lusas. Que também contribuem com um enorme custo nas Demonstrações de Resultados locais.

Onde se faz o desenvolvimento e inovação

Mais uma vez pode-se constatar que  a maior parte destas actividades é no país de origem que estão situadas, sendo que representa sempre um enorme custo quando falamos de novas tecnologias e produtos altamente inovadores. Não quer dizer que não se invistam noutros países, mas grande percentagem está situada nas grandes sedes.

Onde estão as sedes das empresas

As grandes empresas têm grandes sedes em Avenidas de renome, que custaram ou custam um valor astronómico, as amortizações decorrem durante 20 anos, assim será possível que o bem ainda esteja a enviar custos para as demonstrações de resultados, internacionalmente quais são os edifícios tipo? Escritórios. Os orgãos de Gestão estão nas sedes. E é aí que são criados grandes custos. Administradores, directores e responsáveis de topo estão alocados a Portugal e depois as suas deslocações a países onde a empresa detem negócios são contabilizadas como custo nacional (com todos os custos associados às viagens).

A desinformação é mais que muita, muitos jornalistas não conseguem perceber como as coisas acontecem, e percebe-se porque: são jornalistas, não são gestores nem economistas. É por causas destas coisas que quem quer investir no mercado de acções deve ter sempre muita atenção em tudo o que lhe é apresentado. Para assim poder tomar decisões mais acertadas.

Comentários

Os comentários deste artigo estão fechados.