Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

O que é preciso para fabricar pastelaria a partir de casa

bolo caseiroFabricar a partir de casa, pode ser simples e ao mesmo tempo complicado, a questão do espaço a afectar ao negócio é simplesmente um problema, caso o negócio cresça. Antes de Iniciar o negócio convêm ter em mente tudo o que necessita e apurar o investimento inicial que é necessário fazer, pois os necessitará de algo mais do que tem em casa, como também a formação em pastelaria será sempre uma mais valia, pois fazer bolos está ao alcance de todos quantos queiram. Importa também analisar o que já aqui foi referido sobre esta temática: negócio de venda de bolos.

O que não se precisa de preocupar na fase inicial:

  • Forno para a cozedura
  • Acondicionamento de ingredientes
  • Batedeira
  • Recipientes

Por norma todos os lares têm estes utensílios de cozinha, logo apenas utilizará o que já possui.

O que precisa de adquirir

  • Formas de bolos: Para não fazer os bolos todos iguais
  • Formas de recorte: para fazer os enfeites do bolo
  • Bases para os bolos e caixas para o transporte
  • Vários tipos de velas
  • Ingredientes específicos: massa de açucar, massa pan, etc.

Quando os negócios estão numa fase de construção existem sempre aspectos a melhorar e a pensar, montar a estratégia de todo o negócio necessita de fazer questões e responder às mesmas, como exemplo:

  • Como serão feitas as entregas?
  • Quais as formas que vou utilizar para divulgar o negócio?
  • Preciso de vender quantos bolos por mês, para justificar o investimento inicial?
  • E se o cliente não ficar satisfeito? Porque não ficou?
  • Qual a capacidade de produção? Consigo fazer 30 bolos num dia?
  • Qual a formas de pagamento que aceito?
  • Onde encontro fornecedores? Qual o stock adequado?
  • Como vou expandir o negócio? Interessa-me?
  • O que quero realmente fazer? Nicho de mercado ou mercado de pastelaria?
  • Quanto dinheiro quero ganhar? O que preciso fazer para atingir esse valor?
  • Tenho o conhecimento necessário para iniciar esta actividade?
  • Quero apostar neste negócio a sério? Ou só em part-time?
  • Posso prescindir dos fins de semana? E as férias?

Se bem que a fase das perguntas pode ser aplicado a muitas outras actividades, é necessário ter consciência do que se quer realmente fazer, para não tomar passos estratégicos errados. Iniciar um negócio sim, mas totalmente planeado para não haver depois constrangimentos e aborrecimentos. Se bem que pode ser um lição, e a capacidade de improviso é inata aos portugueses, até o sucesso acontece por acaso, agora fazer tudo em cima do joelho é meio caminho andado para o sonho de ter um negócio próprio se tornar num pesadelo. Um pequeno exemplo de como as coisas podem correr mal: bolo de aniversário de 1Kg, a entregar em Almada, se a pessoa reside na Amadora, provavelmente nem ganha para o combustível consumido na entrega. Um exemplo motivador: vender 10 bolos/dia a um preço médio de 15 Euros cada, prefaz a módica quantia de 4500 Euros de facturação num mês.

O que é mesmo necessário para iniciar um negócio é ideias claras de como tudo se irá desenrolar, quanto mais objecções analisar menos problemas vai ter, se bem que depois existirão sempre novas situações condicionaram todo o negócio e que necessitam de resposta “just in time” ou no momento.

Divulgar o negócio

Todos os negócios necessitam de divulgação, assim é fundamental pensar em formas de divulgar a actividade para encontrar mais clientes. A internet pode ser o local ideal para fazer a divulgação, para saber mais visite: divulgação de um negócio e saiba também que pode criar um site gratuito para a sua actividade através dos sites para criar sites grátis.

Comentários

  1. Cátia Lopes diz:

    E que licenças são necessárias para iniciar este negocio?

    Ou onde posso consultar toda a legislação ?

    Muito obrigada!

  2. Nuno diz:

    Olá Cátia
    Tudo depende do conceito de negócio e da dimensão com que pretende iniciar a actividade.
    Pode encontrar algum informação através dos websites listados na seguinte página: http://investidor.pt/onde-encontrar-informacao-credivel/
    Votos de sucesso

  3. Jorge diz:

    Existem algumas variáveis que não estão aqui referidas… e que dificultam a iniciativa.

    Uma pastelaria não é propriamente uma actividade que se possa fazer em casa.

    • Nuno Casimiro diz:

      Olá Jorge
      Completamente de acordo.

      Mas já vi inúmeros negócios caseiros de bolos decorados. Por vezes apenas se vende a amigos.
      Votos de sucesso

  4. Cecília Almeida diz:

    Falta tanta informação! Aliás, parece-me que é ilegal vender bolos feitos em casa…

  5. josé diz:

    olá, sou um jovem que gostaria de abrir um pequeno negócio de pastelaria com a minha mama, pensamos em fazer o fabrico em casa e vender numa loja alugada perto de casa. Isso é possível? Que papeis temos de tratar? O que fazer para abrir assim um pequeno negocio?
    cumprimentos josé

    • Nuno Casimiro diz:

      Olá José

      Penso que terá de se informar bem.
      Produzir em casa e vender numa loja, penso que não seja permitido. Mas existem sempre soluções para contornar os obstáculos.

      Votos de sucesso

  6. Henrique diz:

    É verdade que qualquer actividade industrial – bolos incluídos – têm que decorrer em espaços próprios, não sendo permitida a venda de bolos feitos em casa.
    Todos os negocios que vêm por aí não são legais e provavelmente os “gerentes” desses negocios nem estão colectados para o seu exercicio.
    O dono deste site deveria estar melhor informado

  7. Henrique diz:

    “Venda particular de bolos, rissóis e outros alimentos confeccionados em casa – O fabrico de produtos alimentares para venda é uma actividade que se enquadra como actividade industrial, estando sujeita às imposições do regime legal para o seu exercício, pelo que a venda destes produtos em local não licenciado para o efeito não é permitida. Para os estabelecimentos onde se efectuam operações de manipulação, preparação e transformação de produtos de origem animal, onde se incluem os rissóis e empadas, é necessária a atribuição de número de controlo veterinário, a atribuir pela Direcção-Geral de Veterinária.”

  8. Nuno diz:

    Olá Henrique
    Agradeço os seus comentários

    “O dono deste site deveria estar melhor informado”
    Estou bem informado, obrigado

    Eu apenas dou ideias, cada um terá de tratar das questões legais relacionadas.

  9. Ivo Borges diz:

    Falta o mais importante! Licenciamentos etc…o que preciso?

    • Nuno Casimiro diz:

      Olá Ivo

      Não, penso que esse não seja o factor mais importante. Teria de falar do que é materialmente relevante, como se diz em auditoria. Fica para um novo artigo.

  10. Sylvie Correia diz:

    Boa tarde Nuno,
    Este artigo é muito interessante: é precisamente o tema que me preocupa neste momento, mas estou preocupada com as questões legais relacionadas. Tem mais alguma informação relativa à eventuais restrições / obrigações legais quanto à venda de bolos de aniversário ou de cerimonia feitos em casa? Muito obrigada.