Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Negócios ambulantes, vender onde estão as pessoas

Um dos negócios que todos conhecemos é a venda ambulante, pois é comum depararmo-nos com estes empreendedores em muitos locais. Uma das principais vantagens destes negócios é que podem ser desenvolvidos em regime de part-time, ou seja apenas no tempo que se tem disponível, por exemplo os fins de semana, para alêm da óbvia mobilidade.

Estes negócios também podem ser bastante rentáveis permitindo a sua expansão e/ou fazer dos mesmos a actividade principal da pessoa. Praticamente todos os locais que concentrem um elevado número de pessoas ou tenham uma elevada circulação pode servir de base a um negócio ambulante. A vantagem é que se o local escolhido não for rentável pode-se sempre mudar de localização 🙂

Vamos então reunir uma lista de negócios ambulantes, já que existem imensos!

Roulote  de bifanas

As roulotes de bifanas e cachorros são bastante vistas e conhecidas pelo seu horário de funcionamento. Durante a noite são o local frequentado por aqueles que pretendem preencher o seu estômago com algum alimento ou para beber qualquer coisa fresca. São uma oportunidade nas cidades do interior, pois por exemplo em Castelo Branco não existe nenhuma 🙁

Farturas, churros, pipocas e algodão doce

Se existem produtos clássicos nas vendas ambulantes, são estes! Desde pequenino que me recordo destes vendedores em qualquer lugar que fosse. Estando próximos de  feiras, festas populares e outras concentrações de pessoas, podemos então encontrar estes vendedores. (a massa de pão frita polvilhada com açúcar e canela é o máximo!)

Venda de fruta da época

Existem carros em inox que são autênticas montras de fruta, por vezes colocadas em ruas de movimento, comercializando fruta de época, provavelmente adquirida a produtores, mas uma óptima forma de escoar a produção de pequenos minifundios.

Vendas à beira da estrada

É normal passar por vendedores de produtos alimentares junto a estradas nacionais nos locais onde existem agricultores, que ao invés de revenderem aos grossistas, apostam na venda directa ao consumidor. O melão e a batata são talvez os produtos mais conhecidos, mas outros produtos compõem a banca nesses locais.

Venda de balões e brinquedos

Frequentes junto a parques infantis, por exemplo no jardim zoológico, podemos encontrar inúmeros vendedores de produtos plásticos volumosos, que as crianças podem ter interesse. Podem ser vendidos balões, bolas com areias lá dentro ou simplesmente figuras ou bonecos coloridos.

Venda de produtos temáticos

A venda de gelados no Verão ou a venda de castanhas assadas no Outono são alguns dos negócios que se desenvolvem por essas ruas e praças. Sendo também um negócio sazonal pode ser desenvolvido por exemplo para rentabilizar férias.

Pão com chouriço

A venda de pão com chouriço cozinhado em forno de lenha que pode ser também complementado pelas pizzas, sendo também um negócio que pode ser encontrado em determinadas zonas, por exemplo em Mafra. Será que não é possível iniciar mais uns quantos locais de venda destes pães!

Vender na praia

A vendas nas praias deixaram de estar reservadas às famosas bolas de berlim, por exemplo no último Verão fizeram sucesso as vendas de artigos de bijutaria feminina, como pulseiras e colares. Nas imediações das praias também é frequente encontrar vendedores de todo o tipo de produtos relacionados com as mar: boías, toalhas, pranchas , chapéus de sol, etc.

Venda nas próximidades de espectáculos

Qualquer evento desportivo que se preze consegue nas suas imediações juntar vendedores ambulantes, aqui podemos encontrar artigos relacionados com o desporto em si. O futebol é rei, os cachecóis são vistos como recordações, especialmente nos jogos mais importantes. Existe um conjunto que seguem os principais clubes. Existem oportunidades onde existam adeptos desportivos, é só saber onde vai ser a próxima concentração de pessoas.

Venda de snacks

Os consumo de snacks, como batata frita, fritos e outros aperitivos em Portugal é um mercado em crescimento lento, pois apesar dos portugueses os consumirem ainda estão num patamar abaixo da cultura vizinha, Espanha. Mesmo assim é possível encontrar e vender este tipo de produtos em muitos locais. Especialmente como complemento a outra actividade.

Vender em feiras

Para finalizar o artigo, a actividade que dá nome a este tipo de negócio, os vendedores ambulantes, vistos em feiras e mercados. Fazem sucesso pelos seus preços baixos, a reunião destes vendedores formam as próprias feiras. A feira do Relógio que se realiza todos os domingos, já para não falar das feiras de Cascais e Carcavelos. Existem um pouco por toda a parte. Muitos são os produtos que se vendem, mas pode-se destacar o vestuário e o textil lar.

Depois não me digam que não existem ideias para criar um negócio!

Comentários

  1. João Soares diz:

    Bom diga,
    Tenho uma pequena questão. Então e para realizar vendas ambulantes neste ou naquele sítio, não é necessário algum tipo de licença?
    Obrigado pelo seu blog!

  2. Nuno diz:

    Boas João, agradeço

    Para fazer vendas ambulantes é necessário possuir uma licença camarária. Os requisitos podem ser diferentes de municipio para municipio. O melhor é sempre obter informações na Camara Municipal da area onde se pretende desenvolver o negócio.
    Votos de sucesso

    • anthony diz:

      Ola gostaria de saber qual é mais ou menos o valor das licenças? e se posso trabalhar em vários distritos com uma só licença???
      obrigado

  3. carla diz:

    Ola gostaria de saber se vendem roulotes.
    E o valor se for o caso.

    • nuno albuquerque diz:

      Carla, procura em concessionarios automoveis, em sites de artigos usados, etc… o pobre do nuno casimiro so lançou a ideia!…

  4. Nuno diz:

    Olá
    Anthony, não faço a mínima ideia, não sou vendedor ambulante, ainda. O melhor é perguntar directamente a um ou procurar a informação numa CM.

    Carla, não vendo roulotes.

    Votos de sucesso

  5. Nfos diz:

    Alugo parcela de terreno privado, junto à praia da Zambujeira do Mar para estacionamento de roulote-bar devidamente licenciada. Aproveite as enchentes dos meses de verão!! Grande oportunidade!!!

    • Michael diz:

      Ja alugou este terreno em Zambujeira? Pena que eu só vi agora esse seu anúncio, tenho uma roulote de cachorro quente e não tenho lugar para a meter 🙁
      Para quem não sabe, aqui em cascais funciona assim, a câmara atribui-lhe ou não uma carteirinha de ambulante, para alem dessa carteirinha, precisa da licensa para parar a roulote em lugar determinado pela camara, se não tiver nem a carteirinha nem a licensa de uso de algum espaço publico, é melhor nem comprar a roulote, senão acabam como eu, com uma roulote na garagem sem ter onde a meter.

      • nuno albuquerque diz:

        Bom dia Michael, faço intenção de experimentar um negocio de sanduiches. gostava de poder ver a roulote…

    • André carmo diz:

      Boas tardes,ainda tem o terreno para alugar para fins de estacionar uma roulote?obrig

  6. Joao Luz diz:

    Boa tarde NFOS, qual o valor que pede?

  7. melo diz:

    tenho a oportunidade de adquirir uma roulote de venda de enchidos e queijos regionais e outros produtos do genero.Mas estou com algum receio no investimento por causa do licenciamento.Posso adptar para outro ramo,será que a licença serve para varios ramos embora a actividade seja ambulante:
    quanto ao licençiamento municipal , será facil ou como tantos outros pedidos a burocracia dos papeis , demorará imensso tempo ?

    • Nuno Casimiro diz:

      Olá Melo Silva

      Não faço a mínima ideia, o melhor será contactar a autarquia onde pretende estabelecer o seu negócio

      Votos de sucesso

  8. RSilva diz:

    Boa tarde a todos ! Estou a pensar em ser feirante vender vestuário acham que tem saida . Sou de braga . Obrigado

  9. Josefa diz:

    Boa noite gostaria de saber se por acaso não existe uma licença de venda ambulante a nível nacional. Obrigada.

  10. Paulo França diz:

    Olá, a todos. Gostaria de saber se é possível trabalhar por conta de outro e, por exemplo aos fins de semana ser vendedor ambulante, por exemplo nas praias. Se, oficialmente, pode-se efectuar as duas atividades profissionais. Obrigado.

    • Nuno Casimiro diz:

      Olá Paulo

      Regra geral sim. Existem até vantagens,por exemplo a isenção de descontos para a segurança social.

      Votos de sucesso

  11. Vitor diz:

    Bom dia a todos

    Gostaria de saber qual é o CAE para Vendedor Ambulante ?
    Quem já esteve nesta profissão, diga a titulo informativo ( pois varia de local ), o valor de licença camarária e o valor da licença do uso do espaço ( por m2). ?

    Obrigado

  12. Ricardo costa diz:

    boas, é o seginte prentendo comprar uma carrinha e começar no negocio de venda de pao ambulante!!
    gostaria de saber se algem sabe se existe algum apoio da segunraça social ou so centro de emprego?
    obrigadoooo

  13. JP diz:

    Boas

    Gostaria de saber se o veículo terá que estar licenciado para a área de negócio específico, ou seja, para um negócio de alimentação, por exemplo.

    Obrigado

  14. Magda diz:

    Bom Dia,

    Estamos a realizar um evento designado por “Mixing Art”, dirigido para jovens, que irá conter diversos espectáculos, workshops, animações de rua, entre outros… que se realizará nos dias 20, 21 e 22 de Junho de 2014 em V. N. de Famalicão.

    Estou a procurar contactos de roulotes, de todo o tipo, alimentares e bebidas
    Queria perguntar se alguém sabe de contactos de veículos de roulotes.

    Agradecíamos uma resposta com a máxima brevidade possível.
    Atenciosamente.

    • soraia ingles diz:

      Boa tarde,
      Temos uma roulote e estamos disponiveis para trabalhar.
      Roulotte de comes e bebes,se ainda precisar mais informacoea via e mail.obrigada.

  15. Rita dos Santos diz:

    Boa tarde,

    Estou à procura de sítios onde se vendam carrinhos ambulantes mas até agora não encontrei nada em Portugal, só no Brasil e em Espanha. Será que me pode ajudar? Ou alguém sabe? Obg.

  16. fatima sousa diz:

    ola , gostava de saber se posso ter um cabeleireiro ambulante , como fazer onde fazer … bem todos os procedimentos . obrigado

  17. António diz:

    Ah, que visão romântica e ingénua da coisa. Nunca, mas nunca, é o vendedor que escolhe o local, é sempre a Câmara. Em regiões muito procuradas, como Lisboa, por exemplo, é preciso estar preparado para investir uma fortuna no leilão onde são atribuídas as poucas (sim, são finitas e são poucas) licenças de cada ano, custando, normalmente, mais por ano do que o investimento inicial que é preciso fazer em equipamento.

  18. elisa ribeiro diz:

    pensei em criar o meu próprio negócio em vender pizzas á fatia em roulotes, uma vez que não se vê muito, pelo menos na margem sul….agora em termos de investimento, será um negócio viável fase á situação económica do país….aceito ideias e conselhos
    …obrigada

  19. Helder Oliveira diz:

    Boas!Procuro autoreloute bar para comprar e pagar a prestaçoes…Sou do Algarve!Obrigado