Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Negócios ambulantes, vender onde estão as pessoas

Um dos negócios que todos conhecemos é a venda ambulante, pois é comum depararmo-nos com estes empreendedores em muitos locais. Uma das principais vantagens destes negócios é que podem ser desenvolvidos em regime de part-time, ou seja apenas no tempo que se tem disponível, por exemplo os fins de semana, para alêm da óbvia mobilidade.

Estes negócios também podem ser bastante rentáveis permitindo a sua expansão e/ou fazer dos mesmos a actividade principal da pessoa. Praticamente todos os locais que concentrem um elevado número de pessoas ou tenham uma elevada circulação pode servir de base a um negócio ambulante. A vantagem é que se o local escolhido não for rentável pode-se sempre mudar de localização 🙂

Vamos então reunir uma lista de negócios ambulantes, já que existem imensos!

Roulote  de bifanas

As roulotes de bifanas e cachorros são bastante vistas e conhecidas pelo seu horário de funcionamento. Durante a noite são o local frequentado por aqueles que pretendem preencher o seu estômago com algum alimento ou para beber qualquer coisa fresca. São uma oportunidade nas cidades do interior, pois por exemplo em Castelo Branco não existe nenhuma 🙁

Farturas, churros, pipocas e algodão doce

Se existem produtos clássicos nas vendas ambulantes, são estes! Desde pequenino que me recordo destes vendedores em qualquer lugar que fosse. Estando próximos de  feiras, festas populares e outras concentrações de pessoas, podemos então encontrar estes vendedores. (a massa de pão frita polvilhada com açúcar e canela é o máximo!)

Venda de fruta da época

Existem carros em inox que são autênticas montras de fruta, por vezes colocadas em ruas de movimento, comercializando fruta de época, provavelmente adquirida a produtores, mas uma óptima forma de escoar a produção de pequenos minifundios.

Vendas à beira da estrada

É normal passar por vendedores de produtos alimentares junto a estradas nacionais nos locais onde existem agricultores, que ao invés de revenderem aos grossistas, apostam na venda directa ao consumidor. O melão e a batata são talvez os produtos mais conhecidos, mas outros produtos compõem a banca nesses locais.

Venda de balões e brinquedos

Frequentes junto a parques infantis, por exemplo no jardim zoológico, podemos encontrar inúmeros vendedores de produtos plásticos volumosos, que as crianças podem ter interesse. Podem ser vendidos balões, bolas com areias lá dentro ou simplesmente figuras ou bonecos coloridos.

Venda de produtos temáticos

A venda de gelados no Verão ou a venda de castanhas assadas no Outono são alguns dos negócios que se desenvolvem por essas ruas e praças. Sendo também um negócio sazonal pode ser desenvolvido por exemplo para rentabilizar férias.

Pão com chouriço

A venda de pão com chouriço cozinhado em forno de lenha que pode ser também complementado pelas pizzas, sendo também um negócio que pode ser encontrado em determinadas zonas, por exemplo em Mafra. Será que não é possível iniciar mais uns quantos locais de venda destes pães!

Vender na praia

A vendas nas praias deixaram de estar reservadas às famosas bolas de berlim, por exemplo no último Verão fizeram sucesso as vendas de artigos de bijutaria feminina, como pulseiras e colares. Nas imediações das praias também é frequente encontrar vendedores de todo o tipo de produtos relacionados com as mar: boías, toalhas, pranchas , chapéus de sol, etc.

Venda nas próximidades de espectáculos

Qualquer evento desportivo que se preze consegue nas suas imediações juntar vendedores ambulantes, aqui podemos encontrar artigos relacionados com o desporto em si. O futebol é rei, os cachecóis são vistos como recordações, especialmente nos jogos mais importantes. Existe um conjunto que seguem os principais clubes. Existem oportunidades onde existam adeptos desportivos, é só saber onde vai ser a próxima concentração de pessoas.

Venda de snacks

Os consumo de snacks, como batata frita, fritos e outros aperitivos em Portugal é um mercado em crescimento lento, pois apesar dos portugueses os consumirem ainda estão num patamar abaixo da cultura vizinha, Espanha. Mesmo assim é possível encontrar e vender este tipo de produtos em muitos locais. Especialmente como complemento a outra actividade.

Vender em feiras

Para finalizar o artigo, a actividade que dá nome a este tipo de negócio, os vendedores ambulantes, vistos em feiras e mercados. Fazem sucesso pelos seus preços baixos, a reunião destes vendedores formam as próprias feiras. A feira do Relógio que se realiza todos os domingos, já para não falar das feiras de Cascais e Carcavelos. Existem um pouco por toda a parte. Muitos são os produtos que se vendem, mas pode-se destacar o vestuário e o textil lar.

Depois não me digam que não existem ideias para criar um negócio!