Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Marketing de recomendação. Ganhar dinheiro a fazer recomendações.

As actividades comerciais necessitam de clientes, clientes compradores. Se no marketing de rede tradicional é necessário algum tipo de compromisso ou até mesmo adquirir os produtos para posterior revenda. O marketing de recomendação não exige nada disso, é apenas necessário indicar compradores.

Este tipo de comportamento por parte dos comerciantes, não tem nada de novo, sempre houve este procedimento mas de forma menos visível e muito reservada a negócios de valor elevado. Chamava-se a essa retribuição: gratificação, hoje são apenas comissões.

Ganhar dinheiro pela recomendação

É um sistema justo, pois se eu gosto de uma coisa porque não recomendá-la à minha rede de contactos. Antigamente isto era feito através da publicidade boca-a-boca. Hoje muito menos conseguida, já que a sociedade parece que agora só gosta e de fazer recomendações negativas e protestos. Assim para incentivar as pessoas a dizerem bem das coisas, paga-se.

Esta forma de vender tem vindo a roubar parte dos orçamentos publicitários, já que os resultados são facilmente medidos, podendo apurar o ROI (retorno do investimento) sem margem para duvidas. O sistema tem dá por nome de  CPA, custo por acção.

Os 2 sistemas de comissionamento que conheço pela angariação de clientes são:

Retribuição por cliente.

A pessoa que promove ou recomenda o produto ou serviço, recebe uma comissão fixa por cada cliente angariado. Como geralmente não existe compromisso, a comissão é crescente por forma a premiar quem tem melhores resultados, originando com isso um nível de aderência e exclusividade ao produto superior. Neste sistema é possível detectar aumas fragilidades e consequente expulsão dos promotores, já que a tentação de ganhar dinheiro pode conduzir à obtenção de clientes fraudulentos (clientes fictícios, etc)

Partilha de lucros

A organização distribui parte dos lucros provenientes dos clientes angariados, também aqui poderão haver escalões de comissionamento para incentivar as recomendações.

Sendo uma forma mais justa de remunerar a angariação de clientes, os ganhos iniciais podem ser reduzidos, mas podem formar um renda constante ao longo do tempo.

O papel da internet

Existem cada vez mais negócio a desenrolar-se através da internet, este novo canal de comunicação aproxima o comerciante/produtor/distribuidor do consumidor final, mas mesmo aqui é necessário chegar até ao cliente final (o que compra).

As verbas despendidas em publicidade estão a ser cada vez mais canalizadas para “novas” estratégias de angariação de clientes, o Marketing de afiliados ou só afiliados. Afiliados são pessoas ou empresas que promovem (recomendando) produtos e serviços, recebendo à posteriori uma retribuição por essa indicação. Para isso são utilizados cookies que vinculam os utilizadores ao promotor durante determinado período de tempo.

Com estas alterações os distribuidores independentes, angariadores e mediadores serão substituídos pelos profissionais do marketing online. Especialistas em análise de números, estatísticas, taxas de conversão, técnicas de venda, especialista em trafego, dominam as ferramentas de promoção, publicidade online, etc. Criam um site num espaço muito reduzido de tempo.

Chegar a profissional de afiliação ou técnico de Marketing online é um longo caminho, onde claro está existe oportunidade para ganhar dinheiro, mostrando o caminho para fazer as coisas, formando as pessoas para o assunto. Já que a internet ainda é um mundo novo para a maioria das pessoas.

Exemplo

Os casinos online são talvez o exemplo que todos conhecem, com milhares de sites a recomendar esta ou aquela casa de apostas, ou simplesmente a comparar umas com as outras. Ou até mesmo ensinado a jogar (para ganhar). Se existem tantos sites é porque a indústria gera muito dinheiro.

Com o passar do tempo e com os resultados tão positivos (para todos) será normal que muitas industrias venham a estar presentes nesta técnica de angariação de clientes. Já que pagam apenas por resultados. Até as industrias convencionais ou mais tradicionais estão já presentes no mundo da afiliação/recomendação.

Opinião pessoal

Na minha opinião, devesse ser muito rigoroso nas recomendações, já que depois se fica colado de certo modo à indicação que se dá. Se o amigo/cliente/utilizador ficar insatisfeito poderá ser negativo para o autor do conselho. Claro está, que se pode ganhar muito dinheiro, deixando a moralidade um bocadinho de parte, recomendando tudo e mais alguma coisa.

Pessoalmente gosto mais de mostrar as opções disponíveis, (plataformas de trading), A pessoa depois escolhe a que quiser. Até porque na maioria das vezes as pessoas apenas conhecem o que utilizam, eu não poderei dizer que a plataforma de negociação do BancoBig é melhor que a do Banco Best, é que última nunca a utilizei. Apenas poderia falar das razões que me levaram a escolher o BIG em detrimento das outras opções.

Comentários

Os comentários deste artigo estão fechados.