Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Investir em criptomoedas

O temas das criptomoedas ou moedas virtuais é daqueles temas que pode parecer controverso, mas não o é. É até bem simples: afaste as suas poupanças deste “tipo de investimento.”

No início do fenómeno achei por bem não falar dele, depois estive um pouco ausente, agora ainda não vou tarde para dar a minha opinião sobre o tema.

Antes de mais um esclarecimento, não me agrada a ideia de investir em criptomoedas, eu não invisto em bitcoins nem pretendo investir, moedas virtuais ou moedas digitais para mim não.

Moeda virtual

Se não são reguladas, onde está a confiança associada à moeda? Isto é um esquema com um marketing bem arrojado.

A parte fundamental neste tema é o principio da confiança. No passado o valor da moeda estava associada ao valor do ouro. A Moeda (notas e moedas) teoricamente poderia ser trocada pelo seu equivalente em ouro. Através dos acordos de Bretton Woods, o valor moeda deixou de estar associado ao ouro. Tenho também uma opinião pouco favorável sobre este marco na história da humanidade. Ou seja o valor do “dinheiro” passou a ser controlado por bancos centrais. A Moeda fiduciária, que reflete a confiança no emitente, geralmente bancos associados a países. Exemplo o Banco de Portugal quando emitia Escudos. Isto veio permitir a manipulação do valor do dinheiro, por exemplo através da taxa de juro.

O aproveitamento de uma fragilidade das moedas é um golpe de mestre.

Moeda livre

A falácia da liberdade das moedas digitais. Se não é regulada, nem regulamentada soa-me a negócio ilegal. No caso das moedas digitais existe ausência de lei.

Mas vamos um pouco mais longe: o trafico é apenas algo que não é permitido por lei, onde não há pagamento de impostos. Muitas coisas foram traficadas no passado e depois passaram a estar regulamentadas, por exemplo a importação de bebidas alcoólicas ou até o café. Era ilegal e passou a ser legal. Sempre se ganhou muito dinheiro nos negócios ilegais.

O bitcoin foi inicialmente adoptado para fazer o braqueamento de dinheiro proveniente de negócios ilegais, e provavelmente continuará a se-lo. Vejamos: compra de “moeda virtual” através de um paraíso fiscal e recebimento numa conta bancária doméstica. Quem controla isto?

A liberdade dá azo à manipulação, hoje dizem que o Bitcoin é uma fraude, depois afirmam que se enganaram. Até nos mercados regulados existem manipulação, sem instituições de controlo é e será ainda pior.

Onde guardar estas moedas?

Carteiras virtuais ? O que é isso,  que segurança transmitem? A quem pertencem?

Comunicação social sem orientação

Na minha opinião todos os artigos sobre as criptmoedas, bitcoins e afins são um meio de promover este investimento, a menos que desaconselhe o seu investimento. Tal como é o mote principal deste artigo.

Faz-me lembrar um esquema que provavelmente nem todos se recordaram, o investimentos em selos da Avinsa e do Forum Filatélio. Todos os jornais económicos falavam sobre o investimento em selos, o que  até faz algum sentido uma vez que eram bons anunciantes, só não tiveram a perspicácia de ver que era uma fraude.

Fraudes e esquemas tenho visto vários ao longo dos anos, há sempre pessoas que ganham dinheiro e vão a correr dizer a outros que entram na pirâmide. Mas serem promovidos em meios de comunicação social é que me assusta, as pessoas menos informadas entram em investimentos que não compreendem nem sabem minimamente no que está em investir.

Promover certos tipos de investimentos, apenas por umas visualizações assusta-me bastante. Nem promover para ganhar generosas comissões, quanto mais visualizações!

O Facebook por exemplo já não permite anúncio de criptomoedas, provavelmente o Google também fará o mesmo.

Reguladores europeus alertam para “elevado risco” das criptomoedas (negocios.pt) o que interessa mesmo ler

Nos sites de notícias que pesquisei todos eles têm artigos sobre bitcoin. :-/

Podia ter ganho milhões nos bitcoins

Esta é a melhor parte, a oportunidade para investir em bitcoins surgiu há uns anos atrás, na altura ainda pensei se deveria aprofundar o tema, mas resolvi não o fazer. A segunda moeda digital mais popular, Ethereum foi dos $20 aos $1000 em menos de 1 ano. São mais-valias potenciais estrondosas.

Dificilmente teria ganho milhões, pois quando a subida fosse considerável, teria vendido.

Olhando para trás é fácil ver as oportunidades, mas não me arrependo de não ter investido em bitcoins, tal como não me arrependo de não ter investido na Apple ou no Google há uns anos atrás. Ambas permitiam ganhos muito bons.

Criar uma moeda digital é que dá dinheiro

As pessoas tentem a olhar só para um lado, os verdadeiros milionários são os criadores destas moedas digitais, já existem mais de 1500 criptomoedas!  É obra. Não sei que tipo de moedas digitais existem, nem como se adquirem.

O futuro nas cripto moedas

Sinceramente não vou perder muito tempo a pensar nisso, até porque não antevejo nenhum futuro brilhante para estes produtos de marketing, criado a pensar num certo tipo de pessoas, nunca pensei é que as massas pensassem em aderir a este tipo de coisas.

Mas eu devia esperar isto e muito mais, já tive casos de pessoas que me questionaram sobre forex e nunca tinham investido na bolsa de valores. Ao longo destes anos de internet, tenho recebido propostas de todo o tipo de esquemas, se não é legal, estou fora. Às vezes até de negócios legais fujo.

Não sou contra investimentos arriscados para quem os consiga realizar (os investidores profissionais), mas promovê-los é outra história, por isso já aqui desaconselhei o investimento em Forex. Tal como desaconselho investir CFDs, Warrantes e instrumentos financeiros complexos.