Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Iniciar um negócio com menos risco, é possível.

Este artigo contêm uma estratégia muito útil para quem quer ter um negócio próprio e tem uma actividade por conta de outrem (está empregado). A abertura de um negócio nem sempre vem acompanhada de sucesso. Aliás a maioria dos negócios tem muita dificuldade em ultrapassar o primeiro ano de vida.

Não é difícil perceber porquê, ninguém conhece a empresa e pouca gente sabe que o empreendedor iniciou uma actividade comercial por conta própria. A fase de arranque envolve vários riscos, assim estabelecer concretamente o como tudo se vai desenrolar é crucial.

Um exemplo visto mais que uma vez

Quando trabalhava na Matutano, vi acontecer mais que uma vez, colegas sairem da posição de vendedor para se estabelecerem por conta própria através do trespasse de um café que consideravam boa oportunidade. Os resultados foram diversos, houve quem se desse bem, quem ficou assim a assim e quem se arrependeu da decisão tomada, deixar um salário certo pelo incerto é uma decisão arriscada. Vai estar a sair de uma posição de conforto para enfrentar o desconhecido. Tudo dependerá do negócio e do sector, o artigo será útil apenas para alguns.

Passo para trocar um salário certo pela incerteza

Planeamento. Seja qual for a actividade deve haver um planeamento cuidado de como vai abordar o mercado. Analisar exaustivamente o mercado é fundamental.  Redigir um documento onde descreve tudo sobre a actividade, nomeadamente:

  • A quem vai comprar (fornecedores)
  • O que vai vender (produto ou serviço)
  • A quem vai vender (público alvo)
  • Como está o sector (mercado e concorrência)
  • Como vai vender (métodos de venda)
  • Onde vai vender ( localização do negócio)
  • Como vai divulgar o negócio ( comunicação, publicidade, propaganda)
  • Como vai receber ( métodos de pagamento)
  • Quantidades que vai vender (volume de vendas)
  • Margem de lucro ( percentagem que vai aplicar )
  • Resultados dos negócio (margem de lucro X volume de vendas)

Será mais ou menos isto. Elaborar um manual de procedimentos, analisando o maior número possível de cenários. O que fazer se isto acontecer, criando assim um clima de organização e permitindo ser outra pessoa a trabalhar por si. Criando novas ideis para abordar a actividade.

A técnica para ter um menor risco

Depois de desenhado todo o negócio e estratégias para o colocar em marcha é altura de procurar uma pessoa para executar as tarefas que o empreendedor tinha destinadas para si. Sim, o truque é contratar alguém para tomar conta do negócio.

  1. Pagar menos ao empregado do que o empreendedor aufere actualmente
  2. Oferecer salário base mais percentagem das vendas ( ganham todos) sempre.
  3. Pode apoiar a actividade com o tempo livre que dispõe.
  4. Se o negócio vingar. Pode despedir-se e expandir o negócio.
  5. Se o negócio correr mal. Fecha-o.  Não perde o posto de trabalho. Começa a pensar em outro.

A pergunta que poderá estar a fazer é: mas eu é que sei fazer. Não existem pessoas insubstituíveis. Dependendo do nível de competências e conhecimentos requeridos, decerto encontrará alguém capaz de fazer o mesmo que você. E talvez ainda com mais empenho, pois saberá que se o negócio falhar, perde o posto de trabalho.

Pode nem precisar de um plano de negócios

O ideal será fazer um, mas nem sempre é  necessário. Existem actividades que podem ser desenvolvidas inicialmente a partir de casa e nos dias de folga, por exemplo: estes. Mas existem muitos outros, que não precisam de um rigor fora de série (caso o investimento seja pequeno). Arrisca-se e depois logo se vê.

Financiar o negócio

Se a pessoa trabalha não deve ser muito difícil conseguir 5 ou 10 mil Euros. Um crédito pessoal pode ser a solução. Porque não vender o 2º automóvel da família para investir num negócio? Claro está que se a pessoa está altamente endividada deve iniciar o planeamento da actividade ainda com mais antecedência, e começar a poupar (não se pode ter tudo), para se lançar nesta aventura. A recomendação para não haver surpresas desagradáveis é: quanto é que poderei perder se tudo correr mal e quanto tempo preciso para me recompor.

Este artigo teve em consideração uma pessoa que trabalha e usufrui de um vencimento acima de 1000 Euros e que pretende iniciar um pequeno negócio. Claro que noutras condições tudo o que foi dito pode estar completamente errado.

Comentários

  1. José Ribeiro diz:

    Bom dia,
    Tenho em mente abrir um negócio de criação de peixes, mas me falta ter uma boa organização e uma boa gestão como saber vender e onde.
    Preciso desta ajuda como de um investidor para iniciar o negócio.

    Cumprimentos,
    José Ribeiro

  2. marisa diz:

    Boa tarde,
    Quero abrir um mini-mercado numa aldeia onde ja existe 2. Vou iniciar me pela
    primeira vez e estou as escuras de todos os passos a dar pra abrir e qual o investimento
    Cumprimentos
    Marisa Matos

    • Nuno Casimiro diz:

      Olá Marisa

      Só pelo seu comentário percebi que vai ser complicado :-/

      Votos de sucesso
      Nuno Casimiro