Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Ensinar o valor do dinheiro às crianças e aos jovens

criança com dinheiro na mãoEste é o primeiro artigo dedicado ao tema do ensino de questões financeiras para crianças e jovens com o seu relacionamento com o dinheiro. Este conjunto de conteúdos que visam dar algumas ideias na educação financeira dos mais pequenos está dividido em temas.

Quer se queira quer não, todos temos de lidar com questões financeiras, seja mais cedo ou mais tarde. Assim promover este tipo de assunto em casa e com os mais novos irá despertar no mínimo a sua atenção para o mesmo. Para reter os ensinamentos poderá ser necessário repetir várias vezes os mesmo.

A idade ideal para falar de dinheiro com as crianças

Comecemos pela idade ideal para ensinar estes conceitos: talvez a idade ideal seja por volta dos 6 anos, ou na entrada para a escola primária, pois é aqui que as crianças começam a ter mais contacto com os números.

Explicar as finanças pessoais aos mais novos é uma tarefa que requer predisposição e interesse dos pais ou tutores, pois não é fácil explicar o que está por detrás do dinheiro e o seu respectivo valor.  Se bem que o conceito de valor pode ser facilmente explicado por um exemplo típico.

O valor de um copo de água para uma pessoa com sede num deserto é completamente diferente do valor do mesmo copo de água num local como a sua residência. É tudo uma questão de escassez e necessidade.

Para que serve o dinheiro ?

A resposta é muito simples, para gastar e comprarmos o que queremos.

Contudo temos de observar aspectos importantes, o dinheiro pode multiplicar-se, assim se decidirmos não comprar um bicicleta hoje e investir esse dinheiro, podemos conseguir comprar um automóvel (mesmo que usado) dentro de alguns anos.

Resumidamente trocamos a possibilidade de comprar algo hoje para podermos comprar algo melhor no futuro. Algo que não seria possível comprar com o valor que dispomos actualmente. Construindo-se assim o caminho para uma vida sem problemas.

Este conceito é fundamental para todos mas em especial para os mais novos. Falámos até aqui de poupar para investir, nada mais.

Então o que as crianças precisam de saber é que se pouparem podem multiplicar o seu dinheiro através de investimentos. Quem poupa hoje, tem para uma reserva para o futuro.

A primeira lição a ensinar às crianças é o conceito de poupança.

Poupar ???

Será mais ou menos óbvio que se existe coisa de que as crianças não querem ouvir falar é de poupar, assim vamos ter de motivar essa poupança. Tal como acontece com os crescidos, colocando objectivos e prémios para motivar essa atitude.

Assim e ao invés de dar tudo o que as crianças pedem, começar por lançar desafios de poupança para que os miúdos possam ficar contentes. Os prémios nem precisam de ser dispendiosos,  qualquer coisa que eles adorem que fica em suspense, por exemplo uma ida ao cinema ou uma refeição numa hamburgueria.

Valor do dinheiro

Explicar o conceito de valor às crianças, pode não ser fácil, pois não é fácil valorizar os bens que adquirem,  a ver pelo artigo valor do dinheiro, existem conceitos que não são fáceis de colocar em palavras. Até porque o valor do dinheiro altera-se. Penso que não é isso o mais importante para ensinar às crianças.

No próximo artigo sobre finanças pessoais para as crianças ou jovens, vamos abordar o conceito de trocar consumo presente por consumo futuro, com aplicação e multiplicação das poupanças realizadas. O tema  foi até abordado por alto no artigo eu também quero um Ferrari, onde se relaciona o que sonhamos ter com o que podemos ter.

Comentários

Os comentários deste artigo estão fechados.