Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Desvantagens de alguns negócios em franchising

Como vimos no atrás existem muitas vantagens em abrir um negócio em Franchising, contudo existem também alguns problemas, muito derivados da idade do negócio e mesmo das intenções da Marca que está a fazer a sua expansão através deste modelo.

As principais desvantagens que se podem encontrar em alguns franchising:

Marcas recentes e sem reconhecimento

praia ao anoitecerPagar para ser franchisado de uma Marca que tem apenas alguns meses de vida, pode não trazer grandes vantagens, já que no norma essa marca não é conhecida, logo o valor de entrada ou direito de entrada, acaba por não se justificar, apesar de haver também algumas excepções, essas são mesmo poucas.

Modelo de negócio não comprovado

Ora se o negócio é recente, ou tem uma unidade de negócio, como pode ser um negócio comprovado, pouco mais é do que um projecto de investimento com projecções de fluxos de caixa baseados em estudos feitos à medida.

Por vezes as empresas requerem a participação dos franchisados para melhorar o negócio quando este entra em declínio ou mesmo fracasso, paga-se e depois ainda tem de se dar uma orientação à própria marca. Se um negócio não for devidamente comprovado e com provas dadas, o risco de investimento num Franchising dispara.

Taxa de publicidade e Royalties Fixas

Como em todo o lado, existe entidades que querem apenas ganhar dinheiro fácil, as taxas de publicidade e Royalties fixas são disso um exemplo, quem cai nesta armadilha, fica preso a um contrato que pressupõe o pagamento mensal destes valores, mesmo que facture 0 (Zero), ou seja Um custo fixo que asfixia o negócio logo desde os primeiros tempos. Se a marca não tiver uma presença e notoriedade forte no mercado como pode justificar estas taxas fixas? Baseado em Quê? Desconfie sempre que lhe sejam apresentadas estes modelos de negócio.

Liberdade do negócio

O facto de estar ligado a uma Marca através de um contrato, pressupõe seguir determinadas regras e normas impostas pela Marca, logo a liberdade de acção e inovação no seu negócio, fica literalmente reduzido a Zero.

Fornecimento externo de Produtos e serviços

Se este capitulo pode ser uma vantagem do Franchising, também o pode ser uma desvantagem, caso a Marca, negocie com os revendedores e prestadores de serviços directamente e sobre o volume de facturação faça incidir uma margem para si própria, como o franchising não tem espaço de manobra arrisca-se a comprar e pagar acima do custo de mercado. O controle dos fornecedores por parte das Marcas pode ser perigoso.

Comentários

  1. Jerónimo diz:

    Boa noite.

    Caro Nuno,

    Desde já deixo os meus parabens pelo excelente site que aqui tem.
    A sua imparcialidade na abordagem dos temas é de louvar, e qualquer pessoa que se aventure num negócio possui aqui um excelente ponto de partida.

    Tenho aqui uma questão a colocar-lhe, e gostaria de saber a sua opinião sincera, pois encontro-me com algumas duvidas. Irei ocultar algumas informações para garantir a minha própria confidencialidade.

    Estou indecido entre dois modelos de franchising de um mesmo serviço, chamemos-lhe franchising “X”, e franchising “Y”.

    Ambos os franchising são da mesma area de negocio, ambos com provas dadas no mercado português (digamos com cerca de 100 franchisados cada em portugal), e apenas diferem num ponto crucial, direitos de entrada, royalties, taxa de publicidade.

    O franchising “X” tem um direiro de entrada de 30.000€, sem royalties, e com uma taxa de publicidade de 100€.

    O franchising “Y” tem um direito de entrada de 10.000€, 500€ mensais de royalties, e não tem taxa de publicidade.

    Ambos os contratos são por 5 anos.

    Qual a sua opinião sobre qual o franchising mais vantajoso?

    Atenciosamente,

    Jerónimo Santos

    • Nuno Casimiro diz:

      Olá Jerónimo

      Agradeço as suas palavras e incentivo. Obrigado.

      Em relação à questão que coloca, e olhando apenas para o ponto de vista financeiro, sem calcular valor actual do investimento (pode ser importante fazer este calculo), vou simplificar:

      Franchising x = investimento 30.000 + 100×60= 36.000
      Franchising Y = Investimento 10.000 + 500×60= 40.000

      Ora, parece-me se tivesse feito os cálculos seria equivalente.
      Assim, eu talvez escolhesse o que necessita de menor investimento inicial.

      A escolha de uma marca de franchising é necessário analisar muito mais do que os valores de investimento, importa conhecer a opinião de outros franchisados, bem como a opinião que os clientes têm da marca ou a estratégia da marca. Leia com muita atenção o contrato de franchising 🙂

      Votos de sucesso

      Nuno

  2. Hernani Oliveira diz:

    Acho que sei quais são esses franchisings. Tome cuidado com os pontos mencionados pelo Nuno Casimiro. Uma das coisa mais importantes a saber SEMPRE, é saber como se pode sair do negócio e do franchisings em si. Os contratos costumam ser leoninos e omissos nesses pontos. Exija isso por escrito. Os custos são enormes, as limitações imensas e as exigências absurdas. Eu saí ao cabo de 3 anos e só tive sorte em ter quem me comprasse o lugar e me desse um bom preço. Mas quem comprou teve de negociar com o master.
    Pense muuuuito bem antes. Abraço.

  3. Hernani Oliveira diz:

    Nuno Casimiro, o seu artigo está excelente. Parabéns pela objectividade e simplicidade.