Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Criar um restaurante, uma ideia de negócio comum

A restauração é um sector de actividade muito apetecível. Quem nunca pensou em criar o seu próprio restaurante? A razão é muito simples, quem frequenta restaurantes, apercebesse do potencial do negócio ou porque têm dotes para a cozinha e todos elogiam os seus cozinhados. Como todos somos bastante críticos dos outros, conseguimos ver aspectos de poderiam ser melhorados de forma a satisfazer melhor o consumidor. Tendo como base nós próprios, pois somos consumidores e potenciais empreendedores.

O que é um restaurante

Pode parecer básico, mas por vezes definir certos conceitos pode não ser fácil, a minha definição de restaurante: espaço reservado a servir refeições quentes ou frias escolhidas pelo cliente, a troco de um valor. Espaço geralmente associado a uma cozinha, com sala de refeições com lugares sentados e onde são servidas refeições através de empregados.

Tipos de restaurantes

Existem muitos tipos de restaurantes, podem ser temáticos como pizarias ou marisqueiras, ser direcionados a uma cozinha, por exemplo: indiano, chinês ou japonês, pode ter como objectivo servir refeições baratas ou ser referencia pela sua ementa ou cardápio.

Cada tipo de restaurante tem o seu público alvo, e assim terá de satisfazer as necessidades dos clientes, se o cliente quer pagar pouco nunca poderá estar à espera de grande qualidade. Contudo existem formas de contornar esta máxima, pois se o preço pretende cobrir todos os custos, se houver uma conceito onde esses custos são menores é possível, dar mais por menos.

É certo que existem muitos restaurantes, nem todos conseguem sobreviver se não forem diferenciados e satisfazerem os seus clientes por completo. Assim a selecção do tipo de restaurante é uma das primeiras a realizar, pois este factor influenciará todos os outros: Localização, ementas, decoração, nível de preço, dimensão, etc.

Conceito de restaurante

Após fazer a definição de restaurante, verifiquei que não é necessário ter uma cozinha para poder servir refeições, por exemplo o catering externo muitas vezes utilizado em eventos. Mas também existem muitos locais similares onde se pode vender refeições e que não são restaurantes, por exemplo: cantinas, em tudo idêntico a um restaurante, contudo são os clientes que levam a refeição para a mesa através de tabuleiros.

Os novos espaços de restauração, onde são os clientes que transportam as suas refeições estão em voga nos centro comerciais, assim os espaços para fazer uma refeição estão a acompanhar as novas tendências, contudo fogem ao conceito de restaurante tradicional ou clássico, aproximando-se mais de cantina.

Os conceitos para confeccionar refeições são até bastantes, por exemplo: as casas de fazem refeições para levar para casa, take way estão também em alta, onde pizzarias e churrasqueiras assumem o lugar de topo.

Fundamentos

Um restaurante vem satisfazer uma necessidade básica do ser humano, a alimentação. Por isso enquadra-se nos negócios simples que são úteis em muitas situações, pois ir a um restaurante não é nada de extravagante em muitas situações, por exemplo numa grande cidade, almoçar num restaurante perto do local de trabalho é a melhor solução para essa necessidade.

Outro aspecto, é que para provar/degustar novos pratos, novas receitas, iguarias, conhecer novos sabores, novas técnicas de cozinha é facilitado através da utilização de restaurantes diversificados.

Tipos de clientes

Se é verdade que qualquer pessoa pode frequentar qualquer restaurante, não quer dizer que uns não estejam mais vocacionados para determinado tipo de clientela. Assim podemos encontrar restaurantes concebidos para ambiente/clima de negócios, vocacionados para turistas, vocacionados para refeições rápidas, para transporte por outros países, cozinha especializada e até restaurantes para ocasiões especiais.

Muitos mais restaurantes podem ser criados através de conceitos que ainda não foram explorados, pois se existe espaço para inovar e captar clientes neste mercado garantidamente.

Vantagens

Existem muitas vantagens em criar um restaurante, a primeira e que salta logo à vista é de deixa de ser necessário cozinhar em casa, outra pode ser a realização de um sonho,  para além das vantagens de possuir uma empresa.

Desvantagens

Talvez o horário de funcionamento crie alguns embaraços para muitos, pois é normalmente nas horas do jantar que as famílias se juntam e convivem. Possuir um restaurante onde a familia (agregado familiar) dê um ajuda pode ser também encarado com um reforço da sua união, mas atritos também podem acontecer.

As razões ou motivações para abrir um restaurante podem ser muitas, mas nunca podemos esquecer que por ser um negócio que muitas pessoas ambicionam, existe também muita concorrência. Os restaurantes afamados pertencem ou possuem os grandes Chefs que são (em princípio) quem sabe mais sobre cozinha.

Sendo este uma ideia de negócio bastante comum entre as pessoas, ainda vou abordar mais este negócio, focando pontos esquecidos neste artigo ou aspectos mais ligados à operacionalidade do negócio e estratégia.

Comentários

Os comentários deste artigo estão fechados.