Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Como poupar na factura da electricidade

Ainda existem formas de fazer poupanças sem perder qualidade de vida, na verdade existe ainda muito desperdício de recursos no dia-a-dia de cada um. A conta da factura da electricidade pode certamente ser  inferior se aplicarmos algumas medidas de contenção e redução dos consumos mensais e quem sabe até mudar de fornecedor de energia.

Poupar pode não custar

O processo de optimizar os custos com a energia eléctrica pode ser um problema de mentalidades, utilizar aparelhos eléctricos com maior eficiência é apenas o princípio de um rol de coisas que podem ser feitas. Alterar a iluminação, substituindo as lâmpadas de filamentos pelas novas economizadoras, reduzindo focos de luz projectados por iluminação mais difusa. Alteração do método de contabilização e facturação dos consumos, através da utilização de contadores bi-horários, em qualquer dos seus programas.

Reduzir com alguma motivação

Se o objectivo é mesmo baixar a conta de energia eléctrica, então é preciso algum esforço complementar, especialmente nos tempos iniciais, assim: eliminar parelhos em stand-by, colocar as máquinas de lavar roupa, de secar e lavar a loiça em funcionamento nas horas de menor custo da energia eléctrica. Um truque é ligar as máquinas quando se vai deitar.

Investir para pagar menos

Para reduzir custos por vezes é necessário efectuar alguns investimentos, assim pode necessitar de investir no calafetamento de portas e janelas ou para quem tenha possibilidade, alterar as janelas, utilizando vidro duplo, a climatização das habitações é muito mais fácil, tornando a casa ainda mais acolhedora.

Mudar de fornecedor

Os consumidores de baixa tensão que possuem contador bi-horário estão a ser contactados pela Endesa e têm oportunidade de usufruir de um desconto de 5% no custo da energia consumida, pode  não parecer muito mas no final de uma ano pode representar uma poupança de 30 Euros, caso o consumo mensal seja em redor dos 50 Euros. Apenas é necessário assinar o contrato de adesão com a  nova empresa de fornecimento, aliás nem chega a haver corte no abastecimento, logo não existe nenhuma razão para não poupar também desta forma.

Existem muitas formas de poupar electricidade, mas cada caso é um caso, o melhor é sempre analisar onde se pode reduzir ou eliminar para que no final o valor a pagar por este bem de importância vital para todos seja o mais baixo possível.

Comentários

Os comentários deste artigo estão fechados.