Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Como funciona a concessão de crédito

As instituições de crédito tem como objectivo não ceder crédito para receber as rendas dos créditos cedidos. A verdade é simples, o crédito é muito fácil de vender. Basta pensar no crédito habitação, a pessoa vai contrair na grande maioria dos casos, só falta saber em que banco. Este processo é complexo, já que envolve uma série de factores, como podemos verificar neste artigo.

Sabendo que isto,  as instituições financeiras desenvolveram formulas para fundamentarem o crédito concedido, por forma a criarem uma base onde podem analisar com rigor matemático as probabilidades do cliente cumprir ou não as suas responsabilidades financeiras perante o banco.

A concessão de crédito a particulares assenta em 2 critérios

Critérios de segmentação

Através deste metodo pressupõe-se que pessoas com as mesmas caracteristicas adoptam comportamentos identicos. Assim as principais classificações assentam nos aspectos:

  • Geográficos
  • Sócio Culturais
  • Sócio Profissionais
  • Macro económicos

Critérios de Scoring

Este modelo funciona como apoio à decisão da atribuição de crédito com base em critérios definidos no modelo onde é avaliado o proponente, algusn desses critérios são critérios de segmentação. O envolvimento com o banco permite recolher muitas informações valiosas, por exemplo:  conta poupança, evidencia por parte do cliente controle financeiro.

Avalia como o cliente se comporta na relação com o banco, por exemplo se utiliza frequentemente o saldo descoberto da conta ordenado, se utiliza e como liquida o saldo do cartão de crédito.

  • Scorring de Aceitação
  • Scoring de comportamento

A concessão de crédito a empresas

O mundo empresarial é bem mais complexo do que o de pessoas particulares. Para este tipo de clientes a concessão de crédito é analisada através dos registos financeiros da actividade, como o balanço, onde se pode verificar os activos, passivos e capital próprio da empresa e as demonstrações financeiras onde é possivel apurar os resultados financeiros da actividade. Com base nestes mapas e nas perspectivas do negócio em si, com a analise dos concorrentes é possível fazer um diagnóstico com objectivo de reduzir ao máximo o risco de incumprimento por parte da empresa. Estes casos são analisados pela equipa de gestão de risco do Banco. As análises que são realizadas:

Análise Qualitativa

  • Informações
  • Análise interna
  • Análise externa

Análise quantitativa

  • Identificação
  • Património
  • Incidentes bancários
  • Participações (accionistas)

De uma forma geral é assim que escrutina a concessão de crédito em instituições financeiras, mas existem casos onde apenas é necessário fornecer o número do cartão de contribuite, pois através deste é possível consultar a lista dos incumpridores de prestações de crédito. Caso não exista nenhuma ocorrência é bem possível conseguir um crédito através do telefone ou via postal. Nestes casos os capitais concedidos são reduzidos e tem um custo relativamente elevado com taxas de juro acima de 10%.

Os bancos não têm interesse em prejudicar os clientes. As instituições só avaliam porque querem ter menos incertezas face ao futuro, querem ser ressarcidos dos fundos que emprestaram.