Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Começar um negócio com menos de 500 Euros

Para começar um pequeno negócio não é necessário muito dinheiro. Apenas é necessário muita força de vontade. Por vezes existem oportunidades que podem ser aproveitadas dentro dos nossos conhecimentos pessoais e do que somos capazes de executar. Depois é só vender o serviço ou os produtos que se produzem. Os pequenos negócios têm a vantagem de poder conciliar interesses pessoais e habilidades com fontes de rendimento.

Pode pensar-se em grande mas começar pequeno. As vantagens de um negócio com baixo investimento inicial não podem ser deixadas de parte. Num pequeno negócio existe menos risco mas é necessária mais polivalência de funções.

Fazer brindes caseiros

Existem inúmeras ocasiões onde são utilizados brindes: casamentos, baptizados, festas, etc. O negócio da personalização de objectos pode muito bem ser feito a partir de casa e encaixar neste conceito.

Fazer bordados para venda

As tapeçarias nunca perderam o seu valor, são peças decorativas por excelência. Os vários tipos de bordados e técnicas têm um valor próprio. Neste capítulo podem fazer-se tapetes, quadros, colchas, toalhas e guardanapos. O bordado de Castelo Branco, Nisa, Portalegre, o Arraiolos, o ponto cruz enfim há muito por onde escolher.

Fazer reparações domésticas

Os edifícios habitacionais teimam em degradar-se com a utilização. É estuque a saltar, verniz do chão riscado, portas a ranger, estendais que deixam de funcionar.  Com uma caixa de ferramentas e um escadote abre a possibilidade de fazer consertos em casas alheias.

Fazer malas e bolsas

Uma actividade caseira que pode ter bastante sucesso, é a confecção de malas e carteiras. A par com os sapatos são dos artigos que a maioria das mulheres previligia nas suas compras. A febre das malas é bem patente na séries televisivas cujo público alvo é o feminino. Criar a própria marca, produzir em quantidades pequenas  e vender por preços consideráveis é uma opção.

Fazer bijuteria

Os adereços para a mulher fazem parte de um mercado que visa as necessidades de auto-estima das mulheres. Pulseiras, brincos anéis e fios (colares) têm venda massificada. Não precisa de ser ourives para entrar neste mundo, com missangas também se fazem bonitas peças. Com arame de alumínio fazem-se anéis. Com restos de tecidos fazem-se fios de trapilho.

Fazer limpezas

Tal com já aqui foi referenciado, os serviços de limpeza são actividades necessárias que podem ser levadas a cabo por qualquer pessoa. Bastará vontade para entrar neste negócio. Desde casas particulares, escritórios e condomínios são bons locais para iniciar esta actividade.

Fazer a gestão do condomínio

A gestão dos condomínios por vezes está a cargo de empresas, nada melhor que se apresentar como alternativa a elas. A diferença está em que seria um condómino a administrar o imóvel. Podendo ser vantajoso e daqui a apresentar os serviços aos condomínios circundantes é um pequeno passo, apostando na proximidade. Pouco mais é necessário que um programa informático para ter as contas em dia e os orçamentos de forma muito simples.

Fazer inspecções automóveis

Com a obrigatoriedade de inspeção de veículos surgiram várias oportunidades de negócio. Um serviço que se disponha a levar os veículos ao centro de inspecção está ao alcance de todos e não é necessário ser mecânico para oferecer esse serviço. Pode sempre complementar com dar uma vista de olhos à viatura, colocar lâmpadas, atestar reservatórios de água e verificar a pressão dos pneus. O resultado da inspecção dependerá do estado do veículo. Apenas é necessário ter carta de condução e o público alvo será maioritariamente condutores do sexo feminino, mas não só. Pois há muita gente que não tem tempo nem paciência para as inspecções.

Existem grandes negócios que começaram pequenos.

Comentários

  1. maria diz:

    Concordo que seja preciso muita força de vontade. E eu tenho e muita vontade de trabalhar. Falta-me é ideias. sou do Porto e preciso mesmo de começar a fazer alguma coisa pela minha vida. Detesto estar parada e nao gosto muito de trabalhar para o patrao. Pra além e que acho mesmo que Portugal precisa de ideias e pessoas trabalhadoras e empreendedoras. Nao quer partilhar connosco alguma ideia de negocio na zona do porto e com pouco investimento?

  2. Nuno diz:

    Olá Maria
    Agradeço o seu comentário.
    Chegou ao sítio certo, o que não falta aqui são ideias 🙂
    Estou a escrever um artigo que vem responder aos seus anseios, deverá ser publicado dentro de dias, entretanto se quiser espreitar os artigos onde investir 500€, 1000€ ou 2500€ em http://investidor.pt/mais/onde-investir-dinheiro/ encontrará algumas ideias.
    Presumo que já tenha visto o artigo com a lista para criar negócios !
    Votos de sucesso

  3. Nuno Martins diz:

    Bom dia… eu tenho andado a pesquisar sobre o “drop shipping” de artigos mais “incomuns”, tais como engenhocas, prendas etc… Em que os fornecedores serão na sua maioria chineses.
    A minha ideia seria criar uma loja online, a vantagem seria não ter que ter custos de stock de produtos, porque tudo viria directamente do fornecedor até ao cliente mediante a encomenda… Gostaria de saber a sua opinião sobre este tema. Já que a publicidade com amigos e facebook, adwords entre outros, deve ajudar para impulsionar o negócio. O único custo seria construir a loja online e o alojamento no servidor.
    Obrigado 😉

  4. Nuno diz:

    Olá Nuno

    Ainda não abordei aqui o “drop shipping” que possui vantagens e desvantagens, contudo parece-me uma boa ideia. Para os produtos em questão conheço algunas lojas online.
    Os custos serão mais do que construir a loja e o alojamento web, por exemplo a divulgação, que pode ser dispendiosa sem uma estratégia.
    http://investidor.pt/importar-da-china-para-vender-em-portugal/ este artigo aborda alguns ideias sobre o conceito de importar da China
    Votos de sucesso
    Nuno

  5. Nuno Martins diz:

    Obrigado Nuno… pois eu tenho andado a estudar e a pesquisar melhor o assunto, sobre as vantagens e desvantagens, escolher o produto para venda que tenha alguma saída (eu mesmo antes de pesquisar sempre gostei do conceito de “prendas gadgets” que apesar de haver algumas lojas, ainda é pouco divulgado) e é um conceito que acho que atrai algum nicho se fôr bem divulgado e estruturado… mas estas coisas é como tudo, sozinho sempre existe aquele receio e de não saber como se faz e a opinião\conhecimento de outras pessoas é uma mais valia, por isso que lhe escrevi e agradeço a ajuda ;)… os receios que tenho são pelo facto de poder demorar muito a chegar ao cliente (tendo em conta que pagam para ter os artigos o mais rápido possível)… alfandegas e escolher o melhor importador 😉

  6. carlos diz:

    Cuidado com vendedores chineses em sites como alibaba muitos sao esquemas para sacar dinheiro, depois mandam coisas , tipo lixo mais tarde nunca os vão encontrar.