Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Aprender com os erros e com os sucessos

Existem muitas formas de aprender, entre as quais as experiências vividas, seja as que são vivas por nós próprios ou por outros. A aprendizagem com base na experimentação, tem as suas vantagens e desvantagens como não podia deixar de ser. Pois podemos cometer erros que representam grandes perdas de tempo e também de dinheiro. Um erro pode ser um fracasso e um sucesso pode ser uma vitória.

Também aqui existem vários aspectos que podem ser interessantes de analisar, pois erros e experiências negativas a todos podem  acontecer, tal como os sucessos. Se nós soubesse-mos quando obteríamos sucesso, ou quantas tentativas seriam necessárias para atingir o sucesso seria mais fácil pois iria permitir situarmo-nos. Como não existe tal formula mágica, o ideal é tentar até conseguir atingir os objectivos. Pode-se aprender como os erros e com os sucessos, sejam os mesmos nossos ou de outrem.

Aprender com os nossos erros

Talvez a opção que custe mais, pois tem um impacto negativo sobre nós próprios. Custa tempo, dinheiro e energia. A aprendizagem com base nos nossos próprios erros é altamente eficaz pois produz cicatrizes. Analisar o que correu mal e proceder a uma alteração na próxima vez que estejamos a enfrentar um desafio semelhante. Poderá ainda permitir replicar as partes que correram bem pois num processo que resultou num fracasso, não quer dizer que tudo tenha corrido mal. Por vezes basta a iniciativa ter sido tomada fora de tempo.

Aprender com os erros dos outros

Uma boa ideia é aprender com os erros dos outros, retira-se o conhecimento do sucedido, as lições provenientes dos resultados obtidos por determinada acção e ganha-se uma lição onde os custos são dos outros. Evidentemente que ninguém gosta muito de promover os seus erros, pois primeiro terá de admitir que errou, o que nem sempre é fácil. Quando encontramos alguém disposto a falar-nos dos seus fracassos poderemos ter acesso a uma fonte de conhecimento.

Aprender com os nossos sucessos

A forma mais feliz de aprender, aprender com retorno positivo, ganha-se duplamente. Para além da aprendizagem do processo concluído com sucesso e de toas as suas condicionantes, adiciona-se o retorno proporcionado pela mesma iniciativa. Altamente encorajador para voltar a repetir a experiência. Se existe factor dinamizador e impulsionador de novas iniciativas é o sucesso, com base no pressuposto: se consegui uma vez por que razão não hei-de conseguir outra.

Aprender com os sucessos de outros

Ao analisar os sucessos de outros, que na vertente financeira são apelidados de milionários, e descobrir como eles conseguiram alcançar tal proeza, para replicar a ideia central. Existem traços comuns entre os detentores de fortunas, sendo o empreendedorismo e a visão talvez os mais evidentes. A visão ou felling para os negócios ou investimentos é a mais difícil de assimilar. Muitos milionários  tem por base o seu sucesso na antecipação de tendências mundiais, ora este é um exercício que não é para todos. Mas a verdade é que no meio de tantos palpites alguns acabam por ser certeiros. Uma das características é que não desistem de perseguir os seus sonhos, persistência é fundamental.

Muitos livros foram e vão ser escritos com base na última premissa (aprender com os sucessos dos outros), escritores encontrarem-se e entrevistarem vários milionários com o fim de descobrir as razões porque conseguiram alcançar a riqueza e depois expõem tudo em formato de papel para divulgar e fazer a sua própria fortuna é disso um belo exemplo.

Comentários

Os comentários deste artigo estão fechados.