A oportunidade de um novo concorrente
Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

A oportunidade de um novo concorrente

A concorrência não é uma coisa má. É bom haver concorrência. É isso que nos faz avançar. A oportunidade de um novo concorrente pode ser vista de vários ângulos. Possibilidade de aquisição, cooperação, venda, motivação, evolução ou simplesmente pela expansão do mercado.

Estar atento ao mercado é fundamental. Para poder decidir os próximos passos. Aprimorar estratégias e avançar com mais determinação.

No passado escrevi 2 artigos sobre o tema, que ainda se mantêm actuais:

Mas existem muitos mais aspectos que gostaria de apresentar. Por exemplo nos negócios na internet.

Qualidade crescente

O panorama da internet em Portugal, alterou-se bastante nos últimos anos. Se antigamente qualquer site conseguia visitas, hoje é cada vez mais difícil só por si. A aposta na qualidade dos projectos na internet é cada vez maior. Os pequenos ainda podem triunfar, mas os custos serão decerto maiores.

Com o aparecimento de novos concorrentes é suposto, encontrarmos projectos inovadores e com mais qualidade. O potencial do negócio é determinado por vezes logo na fase de arranque. Mas podemos sempre corrigir e melhorar os nossos negócios.

O foco na qualidade dos websites é a todos os níveis.

Será por exemplo impensável hoje alguém lançar um projecto sem ter um site responsivo (adaptado aos dispositivos móveis). Eu sei isto, mas alguns dos meus sites ainda não estão modernizados.

Concorrência digital crescente

Quem tem negócios na internet só pode ter uma certeza: Terá concorrência. Se não tiver concorrência online pode ser mau sinal.

Não há surpresas. Só falta saber quem são ou serão.

Por vezes as surpresas estão na capacidade financeira dos concorrentes. Pois com fundos comunitários a suportar projectos online é possível fazer maravilhas.

A forte capacidade de investimento não pode ser deixada de lado. Por vezes também existem business angels e/ou empresas de capitais de risco capazes de investir imenso na obtenção de resultados e crescimento. Competir com entidades que não olham para os prejuízos e os consideram investimento é duro. Mas não são imbatíveis.

Não existem mercados onde não seja possível triunfar. Falta só saber o custo.

Estratégias para a concorrência

No campo das opções estratégicas existem muitos caminhos. Muita formas de sobreviver ou até mesmo de ganhar face aos novos concorrentes. Uma das ideias mais importantes é não deixar de investir nos nossos negócios, dar-lhes atenção e se possível introduzir inovações.

As inovações da concorrência podem ser ideias antigas nossas que não chegaram a ser implementadas. Por vezes são ideias que estão a ser trabalhadas. Se há coisa que posso assegurar por experiência própria é que as ideias necessitam sempre de reflexão. Existem por vezes decisões ainda não tomadas por falta de oportunidade. Ninguém sabe tudo, e a velocidade de execução também é importante ou determinante.

Descobri recentemente uma ideia “minha” implementada por outros. A ideia até pode não ser nova, mas desconhecia a sua existência / implementação.  Uma ideia  que nos sites certos fará imenso sucesso. Eu até pensei registar a ideia do processo, mas não se registam ideias. Onde há valor, há dinheiro. Um dia explico tudo.

Uma das minhas recomendações para lidar com a concorrência é não os enervar. Pois pode tornar-se num factor motivador. A estratégia mais simples é focar-mo-nos no nosso caminho. Na internet há espaço para todos.

Os concorrentes novos e antigos

No mundo dos negócios online, não podemos menosprezar ninguém.

Nunca se sabe quem vai fazer a diferença. Se existem oportunidades (por exemplo de melhoria) é certo que isso está na cabeça dos concorrentes instalados. Só falta saber quando será concretizada.

Os concorrentes novos trazem alegria, pois estão focados na conquista de mercado. Mercado que devem ter estudado bem. Sabem onde estão as oportunidades. Empurram os adversários comerciais para a melhoria, pressionam de forma positiva o desenvolvimento dos negócios no mercado. E o próprio mercado torna-se melhor, criando mais barreiras a futuras entradas. Quem não acompanha a evolução, acabará por ficar para trás. Como se costuma dizer: ou evolui ou morre.

Lidar com a concorrência

No final somos todos empreendedores procurando o nosso espaço. Não há mal nisso. Mas podemos ser simpáticos com os nossos futuros concorrentes. Ninguém nos impede de cultivar boas relações. Por exemplo no passado, gostava de contactar os concorrentes num nicho de mercado onde pretendia ter presença. Nem sempre o conseguir fazer. Mas recordo-me com quem estabeleci contacto.

O nicho das finanças pessoais

Quando iniciei o blog investidor.pt havia relativamente poucos projectos online ligados à finanças pessoais e aos negócios em Portugal.

Hoje são imensos os espaços online onde se podem encontrar conteúdos sobre as finanças pessoais e empresariais. A concorrência cresceu e muito. O marketing de conteúdo a dar um ar da sua graça. Muitos até se inspiraram por aqui 🙂

Neste contexto tenho de melhorar um pouco mais o meu blog. É isso que tenho andado a fazer, embora pouco se note. Eu vivo bem com a concorrência.

O investidor.pt não dará o próximo passo. Pretendo ser eu a escrever no blog. Se bem que este não é o tema do artigo.

As apostas no longo prazo podem dar bons resultados nos negócios. Mas os festejos nos negócios online, fazem-se no dia a dia. No longo prazo podemos não ter negócio! Ou ter um negócio mais pequeno.

Pessoalmente gosto de surpreender a concorrência, já o fiz no passado e sou capaz de o fazer no futuro. Basta simplesmente focar-me nisso. Sempre com ética e respeito pelo trabalho dos outros 😉

Os comentários deste artigo estão fechados.