Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

1 ideia de negócio para quem tem pouco dinheiro

Muitas vezes se pensa que é necessário muito dinheiro para montar um negócio próprio, hoje vou apresentar um ideia que pode ser utilizada por pessoas desinibidas e que não têm muitos preconceitos. Recolher objectos, restaurá-los e vendê-los.

A ideia da recuperação ou recolha de bens deitados fora por outros, já não é nova. Às vezes podem ser encontradas verdadeiras antiguidades e peças valiosas abandonadas por essas ruas.

Assim a matéria prima ou os bens a produzir ou comercializar vêm de objectos não desejados ou sem utilidade para os actuais proprietários, o que origina um ganho, pois o investimento em stock limita-se ao tempo e custo de fazer a recolha e armazenamento dos mesmos bens.

A ideia

São diariamente deitados fora ou abandonados imensos objectos que já não têm espaço nas habitações já por si bastante cheias de tudo. Assim podemos encontrar diversos móveis espalhados pelas ruas de Lisboa e não só, junto aos caixotes do lixo. Por vezes são peças em madeira maciça, algo raro hoje em dia nas lojas de mobiliário. Fazer a recolha destes objectos e dar-lhes o seu toque pessoal está ao alcance de todos nós.

Recolher, restaurar e comercializar

O título diz tudo, a primeira fase é fazer uma ronda à noite pelas ruas da cidade, procurando oportunidades, o que se encontrar que possa ter aproveitamento será recolhido com recurso a uma carrinha, bagageira do automóvel ou reboque. Posteriormente faz-se a limpeza, tratando-se de móveis lixa-se e repara-se. Fazer envernizamento ou pintura deixará o móvel como novo.

Depois é só pensar como transformar estes móveis em dinheiro. Para além de móveis existem outro tipos de objectos que também podem ser recuperados, candeeiros ou electrodomésticos são outros desses exemplos.

O que já não é interessante para alguns passa a ser muito atractivo para outros depois de se lhe ter dado uma cara nova. E aqui basta ter alguma imaginação pois pode apenas restaurar e manter a traça da peça que recolheu o ser mais ousado e dar largas à sua imaginação fazendo peças mais divertidas e coloridas ou mesmo aplicando materiais improváveis para a tornar numa peça de arte.

O que é necessário

Não é preciso muito, mas um automóvel ou carrinha, uma garagem para fazer a recuperação dos objetos e um local para venda, pode ser num site próprio, em sites de classificados ou leilões, em feiras ou até mesmo num espaço próprio. Ou quem sabe revender!

Cada vez me capacito mais que não existem limites nas possibilidades de criação de negócios, onde o dinheiro não é impeditivo para a concretização das mesmas, é necessário apenas força de vontade. Um dos outros factores que levaram à criação deste artigo é que existem imensas pessoas que gostariam de abrir um negócio com pouco dinheiro de investimento.

Comentários

  1. Joao gabriel diz:

    uma ideia antiga e muito moderna.
    agrada me especialmente e procuro pessoa com habilidade manual e muita criatividade.
    tenho espaço que poderei transformar em loja em Lisboa

  2. filipe diz:

    Agrada me essa ideia para quem. Goste de trabalhar com as maos seja habilidoso e que goste de restaurar um produto tal como era na sua altura. Diga algo poderia mos discutir um pouco melhor

  3. A.Silva diz:

    Se eu pudesse só me dedicaria a isso, e não o consideraria um trabalho, seria um prazer ter uma ocupação dessas. Falta de espaço é o meu problema.