Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Workflow: Organizar ideias para criar um negócio

workflow-processoA organização é um elemento fundamental para quem pretende empreender, dispor as ideias de forma a fazerem sentido e terem utilidade é o mote para a elaboração de um esquema que nos permite agrupar ideias. WorkFlow é um sistema de organização de tarefas ou processo e pode ser considerado como um fluxo de trabalho na sua versão final. Também podemos apelidar esta ferramenta de diagrama de actividades.

O intuito deste artigo é ajudar quem já possui um ideia de negócio concreta e pretende iniciar a pesquisa do que necessita para colocar o negócio em funcionamento. Saber o que é necessário, organizar e alinhar as ideias, antes de iniciar a elaboração do plano de negócios. Este esboço é útil pois permite visualizar o negócio e ir aperfeiçoando em qualquer momento. Este esquema do negócio permite posteriormente construir o plano de negócios mais facilmente pois existe já um ponto de partida.

Os primeiro passos para a materialização de uma ideia de negócio

Este sistema de organização pode ter aplicações diversas seja na vida pessoal de cada um, bem como na organização de empresas, procedimentos e tarefas. É com base nestes diagramas de trabalho que construo as checklists que normalmente utilizo e que me permitem ser um pouco mais produtivo.

Como fazer um workflow

Existem naturalmente muitas formas de construir um workflow, o esquema de tarefas e procedimentos, no Microsoft Word existe essa função através da inserção de “insert -> SmartArt”, depois é só construir o diagrama de acordo com as necessidades. Existem  outras  possibilidades, outros métodos disponíveis, muitas vezes utilizados no seio das organizações.

  • Organograma: organização de pessoas
  • Layout: organização de materiais e espaços

Pessoalmente gosto de utilizar uma folha em branco e iniciar a construção pelo centro. Divido a folha em 3 partes:

  • Na parte de cima da folha: o que é necessário antes, o pré-negócio por assim dizer.
  • No meio: O negócio ou  objectivo.
  • No fundo: o que é necessário fazer, mas no futuro. Ideias que poderão ser utilizadas.

Este esboço é flexível e pode figurar como um apontador de ideias. Tudo pode aí ser incluído, mesmo que não tenha execução prevista. Não podemos esquecer que quando elaboramos a estratégia inicial para um negócio, esta é apenas o ponto de partida, pois com o decorrer do tempo e com o conhecimento do negócio podermos inserir alterações, seguir por outros caminhos, outras estratégias para atingir o mesmo fim.

Tudo pode ser melhorado

Priorizar acções

Um aspecto muito importante é categorizar prioridades, ou seja, começar pela base até ao tecto. Por exemplo, se o negócio for de revenda, a primeira coisa é consultar os fornecedores, pois só assim terá acesso às condições de compra, bem como as possíveis margens de brutas de comercialização que poderá praticar, ninguém define um preço de venda sem saber qual o valor de custo.

É aqui que surge o Workflow propriamente dito.

workflow-etapas

 Ideias para temas a abordar

Este esquema é centrado na actividade a desenvolver, no negócio em si.

  • O que é legalmente necessário para colocar em funcionamento o negócio
  • O que preciso de aprender para iniciar este negócio
  • Quem necessito de contactar
  • Preciso de contratar colaboradores: qual o perfil
  • Possibilidades de financiamento admitidas
  • O que posso fazer de diferente neste mercado
  • Formas de comunicar o negócio
  • Como posso expandir o negócio

Criar um negócio é organizar

Um negócio é uma forma que organiza 3 recursos (tal como nas empresas): recursos humanos, recursos materiais e recursos financeiros com vista à realização de serviços ou produtos com valor acrescentado. Assim planeamento é fundamental para poder tirar partido dos recursos aplicados. É da conjugação de recursos que surgem os negócios, partindo de uma ideia.

Muitas são as soluções de apoio na organização com vista a facilitar o processo de gestão de um negócio, mas entendo que as tradicionais como o lápis e papel não podem deixar de ser consideradas, pela liberdade que proporcionam. Não é necessário pensar muito, coisa que se for realizada através de um qualquer software, ainda terá de perceber como este funciona.

A criação de um negócio é algo que dá muito prazer, mas também acarreta uma boa dose de suor, é necessário fazer coisas, é necessário colocar mãos à obra para poderem nascer negócios em empresas com algumas hipóteses de sobreviver.

Mãos à obra na edificação de ideias de negócio.

Comentários

  1. daniel carlos diz:

    Sempre bom.