Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Vender sem ser muito vendedor

nunoPara se realizar uma venda não é necessário adoptar a postura de vendedor.

O vendedor tem muitas vezes uma conotação negativa, o vendedor é visto como alguém que quer impingir qualquer coisa. O que nem sempre é verdade, o vendedor quer desempenhar a sua função, apresentar os seus produtos e/ou serviços evidenciando as suas qualidades e argumentando o que os distingue dos demais.

Não é por acaso que deixámos de ouvir falar de vendedores, ninguém tem interesse por esta profissão, tão nobre e necessária como qualquer outra. A solução foi mudar o nome, então o que pode encontrar em vez de vendedor: consultor de vendas, gestor de clientes, assistente comercial, comercial, delegado comercial, consultor pré-venda, gestor de conta, gestor de produto, técnico comercial, … (já para não falar dos termos em inglês) .

Nas vendas o vendedor é o apresentador de soluções para os problemas dos clientes.

Podemos vender sem ser vendedores

Uma das coisas que não me sai da cabeça e após apresentar o artigo fim do grátis era cair no erro de me tornar num vendedor, eu não quero isso. Não quero ter essa imagem negativa associada.

Pretendo vender coisas mas sem as recomendar. Não que, não possa falar nelas, mas tornar este blogue num blogue vendedor não me passa, nem nunca passou pela minha ideia. Outra coisa diferente é publicitar os meus projectos, isso é diferente. Isso já eu faço há anos.

Mas vou apresentar os meus produtos e/ou serviços, de forma a dar-lhes alguma visibilidade :-)

Vender sim, mas como?

Ninguém gosta das pessoas que tentam impingir coisas, nem estão sempre com uma postura vendedora. Um dos truques que utilizava quando fui vendedor de material para oficinas era mesmo esse. Não forçava nada as vendas, o que acabava por surpreender os mecânicos. Acho que cria empatia ter uma postura descontraída nas vendas.

Eu não me movo pelo dinheiro, nem vou centrar a minha actuação na realização de negócios, mas sabe bem quando conseguimos vender sem enganar e receber por isso ;-)

Nas vendas o ideal é que todos fiquem contentes.  Significa que ninguém se sente enganado.

Vender o máximo

Para dar corpo à ideia de lucrar verdadeiramente é necessário adoptar na maioria das vezes uma postura agressiva de vendas, mais vendas pode originar mais lucros. Mas muitas das vezes mais vendas origina mais trabalho. Como sabemos trabalho não significa dinheiro.

Todos os vendedores nas suas reuniões sabem o que é a pressão das vendas, os objectivos audaciosos, as comissões e os prémios, tudo isto fomenta a dar demasiado foco nas vendas e nos resultados. É o corre corre atrás de vendas. O que acaba por condicionar os vendedores, por vezes a pressão acaba é por prejudicar o desempenho.

Vender ainda é uma arte

Vender na internet

As vendas na internet podem ser um pouco diferentes, podem servir de factor regulador. Regular a utilização e reduzir a carga de trabalho. Por exemplo nalguns sites de classificados o utilizador pode colocar 1 anúncio em determinada categoria, sendo o 2º anúncio pago. Ora, isto impede o utilizador de publicar repetidamente o mesmo anúncio. É uma solução que gera retorno e reduz o trabalho.

Vender online será decerto um dos temas abordados no futuro aqui no blog, tanto há para dizer, por exemplo as formas e mecanismo de pagamento.

Vender bons produtos

A arte da venda por vezes não é difícil de desenvolver, o primeiro passo é ter criar bons produtos, produtos que as pessoas querem ter. Não estamos a falar de satisfazer necessidades básicas, por exemplo: os produtos Apple. Existem muitos computadores, mas eu comprei o Macbook pro retina, e não foi barato. Pior até tenho alguns 5 computadores cá em casa. A Apple não se esforçou nada para me vender o computador, bastou-lhe cria-lo.

Assim para facilitar o processo de venda basta ter bons produtos pelo preço aceitável. Há bons produtos que são de difícil venda, apenas por possuirem um preço desajustado. (estou a pensar em aspiradores).

Um bom produto com um bom preço pode ser a chave para o sucesso, é isso mesmo que eu procuro.

As minhas vendas

No meu caso pessoal não é necessário vender muito, basta ir vendendo algumas coisas. Basta vender um pouco aqui e ali para obter um rendimento agradável. Mas se  conseguir compor um cabaz de produtos interessantes até posso vir a conseguir resultados extraordinários.

Hoje tenho alguns produtos (poucos) online que permitiram colmatar as quebras das receitas publicitárias, mas no futuro as vendas online serão a minha principal fonte de receitas.  Não fosse esse o meu foco neste momento. Digo que não é difícil, e sem fugir à postura que ambiciono.

Podemos vender sem pressionar clientes, podemos vender de forma que nos prestigie e dê autoridade. Basta ter bons produtos ao preço certo, basta ter produtos que são úteis e desejados.

Subscrever actualizações

rss

Comentários

  1. David Rufino diz:

    Quando se unem as vendas online (redução de custos de operação) com bons produtos, ai vender ganha uma nova vida!

    Abraço,

    David Rufino