Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Transformar interesses pessoais em rendimentos

Encontrar as capacidades de cada um e transformá-las em rendimentos não é tarefa fácil, por vezes nem nós próprios sabemos no que realmente somos bons. Saber quem verdadeiramente somos e o que conseguimos fazer melhor que os outros é fundamental para conseguir ganhar mais dinheiro.

Assim a análise pessoal deve ser feita o quanto antes para que possamos conjugar o que conseguimos fazer bem com o que nos dá gozo, para além de podermos sempre aumentar estas competências. Não é muito invulgar estas competências estarem nos gostos pessoais de cada um. Se uma pessoa gosta de artes decorativas e sabe muito sobre esse assunto tem as ferramentas para conseguir transformar esse conhecimento em dinheiro. Basta criar um negócio que inclua o seu hobby e se proponha a repartir o seu conhecimento de forma inovadora.

Artes decorativas

O negócio das artes decorativas já aqui foi analisado , oferecendo um perspectiva negativa das actividades ligadas a este interesse, contudo não revelei as melhores ideias para retirar rendimento através de modelos de negócio que ainda não existem, pelo menos em Portugal. Não será preciso muita imaginação, basta ver quais são as necessidades das pessoas que gostam de artes decorativas, e depois propor uma solução. Às vezes é muito fácil. O mais difícil é avançar, ou convencer alguém para avançar. Por exemplo: os cursos de artes decorativas foram/são uma boa forma de rendibilizar esta apetência e ainda existe espaço para inovações nesta área.

Negócios anuais

Para entrar num sector muito lucrativo, com 10.000.000 de possíveis clientes só em Portugal, são negócios relacionados com aniversários, fazer prendas para oferecer com o recurso à personalização de objectos para quem gosta de manualidades. Fabrico de pastelaria caseira, já aqui abordada nos artigos: fabricar pastelaria e vender bolos, indicado para quem gosta de cozinhar. Para quem gosta de lidar e tomar conta de crianças pode entrar num negócio com imenso potencial e baixo investimento aluguer de insufláveis.

Vender ao domícilio

Quem gosta de conhecer novas pessoas e tem uma rede de contactos pode utilizá-los para ganhar um complemento salarial sem ser necessário forçar qualquer venda, basta fazer demonstrações da cozinha Bimby, a taxa de conversão deve ser elevada, pois o aparelho é realmente bom e o preço apesar de não ser para todas as bolsas (1000 €) não é mais que a soma de todos os aparelhos que substitui.

Formação

Ensinar e formar sempre foi um grande negócio, e vai continuar a sê-lo. Praticamente em todas as áreas é possível transformar conhecimentos num rendimento, fazer formações, escrever livros, dar palestras, dar aulas, explicações, workshops, cursos e mini cursos podem ser adaptados a quase todas as áreas, eis alguns exemplos:

  • Cursos de pesca desportiva
  • Workshops em manutenção de motos
  • Palestras sobre empreendedorismo
  • Formação em informática (pode ser simples, tipo Excel e Word)
  • Cursos de decoração
  • Mini cursos de maquilhagem
  • Formação de animadores para festas (pinturas faciais, balões, jogos, etc)
  • Aulas de escrita criativa

Artigo que acrescenta mais ideias: começar um negócio sem investimento inicial

Os mais comuns gostos pessoais são suficientes para ter uma actividade que lhe dá prazer e ganhar dinheiro ao mesmo tempo, podendo ainda aprender no momento com a interacção e as partilhas sempre úteis dos participantes das acções realizadas.

Nem é necessário entrar em conhecimentos e competências fora de vulgar para ter um actividade comercial dentro das preferências pessoais de cada um. Transformar talentos em dinheiro é possível e até com um simples blogue é possível fazê-lo.


Siga-nos também em Follow

Comentários

  1. Elisabete Seabra Duarte diz:

    Sr. Nuno Casimiro.
    Bom dia.
    Embora ainda não tenha dado mais notícias, o que é certo e verdadeiro é que continuo a gostar dos seus artigos e a ajuda preciosa para consulta dos mesmos.
    Obrigado por continuar a dar-me ideias e a mostrar que parece fácil fazer coisas, embora por vezes seja difícil implementá-las. Neste momento estou com grande dificuldade de saber como começar.
    Agradeço desde já todas as dicas.
    Elisabete Duarte

    • Nuno Casimiro diz:

      Olá Elisabete

      Obrigado

      Vou retomar a publicação de novos artigos em breve.

      Votos de sucesso