Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Reduzir o investimento inicial num pequeno negócio

imagem de poupar dinheiroNo processo de criação de uma empresa, temos de ponderar todos os custos, assim uma ideia que nunca pode deixar de ser considerada é a selecção dos bens necessários para desenvolver a actividade. O dinheiro como bem escasso deve ser muito bem aplicado e de forma a poder obter os maiores retornos e favorecendo a optimização de recursos.

Na fase inicial da criação de uma empresa é muito fácil utilizar os fundos que se dispõe em activos que podem não ser fundamentais para a actividade da organização. Assim ser criterioso é o mínimo que se pode pedir de forma a poder maximizar as hipóteses de sucesso da iniciativa empresarial.

Sacrifícios no presente para recompensas no futuro

Optar pela utilidade

Mais que os gostos pessoais sobre determinado equipamento, a selecção deve recair sobre a utilidade dos mesmos, um computador é um computador, uma cadeira é uma cadeira, e o mesmo se passa em todo o equipamento necessário para a actividade. Utilidade e durabilidade devem ser os condutores da selecção dos bens. Se bem que possa existir equipamentos onde os critérios de aquisição possam ser diferentes, dependendo sempre dos objectivos.

Optar pela necessidade

As necessidades da actividade empresarial são diferentes das necessidades do empreendedor, a actividade pode não necessitar de uma viatura, e o empreendedor pretender utilizar uma. Na fase iniciar e até a empresa entrar em velocidade de cruzeiro, após o 2 ano poderá-se usufruir realmente dos benefícios de possuir um empresa, contudo até esse momento chegar, deve dar-se foco na sustentabilidade e sobrevivência do negócio. As recompensas ocorrem no final de um processo ou acção, raramente no início.

Foco no que é importante

A magia dos pequenos negócio que se transformaram em grandes, ocorreu decerto através de uma correcta aplicação dos recursos da organização, num pirâmide hierárquica deve-se dar sempre importância ao que é realmente importante. Na criação de um negócio, importa dar atenção aos aspectos que não podem ser descurados, controlo de custos e aplicação do investimento. Maximizar os recursos.

Exemplo pessoal

Na concretização do meu projecto empresarial, deparei-me com a questão, adquirir para empresa o que gosto ou o que necessito. De forma a reduzir o investimento inicial, decidi optar pelo que satisfaz a necessidade, deixando de lado o aspecto subjectivo das escolhas. Por exemplo na aquisição de computadores, gostaria de trabalhar com iMacs, mas devido ao seu preço, deixarei a sua aquisição para o futuro, pois a necessidade é apenas possuir computadores de trabalho com acesso à internet, onde não são necessários requisitos extraordinários, apenas a parte da funcionalidade interessa, neste momento.

A utilização do dinheiro deve ser muito bem pensada

O diferencial entre o preço de um computador vulgar de um topo de gama, permite por exemplo investir em comunicação.

Este foi só um exemplo, muitas das escolhas irão ser condicionadas pelo retorno que estas possibilitam ou pela sua operacionalidade. Assim será possível diminuir as potenciais perdas caso algo corra mal. Mesmo esperando que o meu negócio tem uma estratégia vencedora, onde poucos aspectos podem deitar a ideia por terra, só se as vendas não ocorrerem ;-)


Siga-nos também em Follow

Comentários

  1. a.tista diz:

    qual é a média de investimento inicial de uma empresa ( de um restaurante, por exemplo)