Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Porque falham muitos negócios online

falhanço-onlineA criação de um negócio é um processo que pode até ser considerado fácil. Por outro lado, criar um negócio rentável e sustentável é outra história. Se no mundo real muitos negócios ou empresas não conseguem festejar o 2º aniversário, na internet as coisas não são muito diferentes. Existem semelhanças, mas também existem muitas diferenças.

Podemos ver este artigo também como aspectos a ter em atenção na criação de negócios online. De modo a evitar o fracasso.

As barreiras à entrada nos negócios na internet são cada vez maiores, se antigamente se criava um site ou blog e com alguma optimização se conseguia visitantes e gerar rendimentos, hoje essa tarefa é mais difícil e sê-lo-á ainda mais no futuro. A consolidação de posições dos websites existentes não dá muita margem para aventuras amadoras. Não que seja impossível destroçar os websites existentes e consolidados, mas pode custar muito. Custa um pouco mais do que no passado.

Muitos projectos online têm fechado nos últimos tempos, mas também existem mortos-vivos que não conseguirão sobreviver por muitos mais anos, uma vez que dão repetidamente prejuízos. Só para dar alguns exemplos de sites que fecharam em Portugal: clix.pt ou netviagens.pt. Por vezes os sites mais conhecidos e que pensamos serem projectos de sucesso, não conseguem gerar rendimentos para cobrir as despesas. Perpetuar um negócio que não rende custa dinheiro a alguém! Por vezes é difícil perceber a diferença entre persistência e teimosia.

O tempo e a oportunidade

Quando se cria um projecto que é inovador e único onde a concorrência é pouca e não existem grandes players no mercado há hipóteses de singrar e afirmar-se no mercado. Tornando a entrada de concorrentes um pouco mais difícil. Não é frequente surgir um site novo e ganhar logo notoriedade, mas já tem acontecido, os últimos tiveram investimentos substanciais.

O momento de entrada no mercado é fundamental.

Criar um projecto no tempo certo é importante. E faz toda a diferença. (no mundo online e fora dele)

Ideias de negócio inviáveis

Transformar uma ideia de negócio num negócio não é coisa fácil, a ideia pode ser óptima, mas para ser um negócio é necessário ter viabilidade, muitos dos negócios que são lançados estão condenados logo desde o momento de lançamento.

Mas nem todos os negócios inviáveis sucumbem, podemos alterar a ideia de negócio original, desenvolver a ideia de modo a poder concretizar um negócio. Por vezes a ideia que origina um empreendimento é uma ideia bruta que necessita de ser limada e melhorada. Analisar frequentemente o negócio é fundamental.

Inexistência de negócio ou negócio insuficiente

Os negócios que mais aprecio são os negócios de nicho. Num nicho de mercado ou pequeno segmento de consumidores é possível a qualquer um ser líder de mercado. Ser líder é do melhor. No entanto a dimensão do nicho de mercado influência fortemente o negócio. O que interessa ser líder num nicho de mercado onde não é possível sobreviver financeiramente? O prestígio pode ser a resposta.

O que interessa ter um site sem concorrência (se não há mercado online)? É verdade que nem sempre o retorno financeiro é o objectivo dos projectos online, por vezes o objectivo é proporcionar visibilidade ao criador. Mas no longo prazo, as motivações financeiras acabam por ditar o futuro dos projectos.

Na internet é possível “atacar” os nicho de mercado mais pequenos, mas cuidado, o tempo é precioso, e não dá para tudo.

Falta de músculo financeiro

O capital é cada vez mais o factor diferenciador nos projectos online, quando se possuí músculo financeiro, podem fazer-se milagres, ter capital para investir (próprio ou alheio) é fundamental. A ideia de criar um negócio online sem investimento é cada vez mais uma miragem. Ter um website e não fazer publicidade é saber que as probabilidades de sucesso serão muito reduzidas.

O capital permite alavancar os bons e os maus negócios, mas por vezes bons negócios morrem, apenas porque não houve capacidade de empurrar com dinheiro os primeiros meses ou anos.

Modelo startup

O lançamento de um negócio onde não existe um modelo de negócio concebido é uma denominada Startup. Ninguém sabe o que dali pode surgir, será um Google? Um Facebook ? O mais provável é não ser nada!

A falta de músculo financeiro para lançar um negócio com perspectivas de grandiosidade pode ser facilitada através do recurso a modelos de financiamento arriscado. O capital de risco está aí para investir, nas boas e também nas más ideias de negócio. O pior é que sem modelo de negócio não existe futuro no negócio, assim muitas startups morrem mesmo antes de alguém ouvir falar delas.

Toda a gente fala das startups que estão a nascer, crescer; mas ninguém fala das que desaparecem.

A equipa

As pessoas são cada vez mais o pilar dos negócios. As pessoas que estão por detrás de um projecto podem ser o elemento que tudo faz mudar. Transformar fracassos em sucessos é possível. Com pessoas de confiança e credíveis é mais edificar bons projectos.

As pessoas são o motor de tudo.

Empenho e Execução

Quando nos empenhamos numa coisa faz-se acontecer, por vezes a única que distingue uma boa ideia de uma simples ideia é a concretização com uma execução perfeita. Muitas ideias até são similares a outras e apenas o que as distingue é a forma como foram implementadas mas que pode ditar o sucesso do fracasso.

Mudança

A mudança faz parte das nossas vidas, na internet as coisas mudam a grande velocidade, por vezes os negócios morrem com as mudanças. Existem poucas certezas nos negócios online. As tendências ditam por vezes a nossa sorte! O que hoje é verdade amanhã pode não o ser. Os telemóveis, os tablets e as redes sociais são disso um bom exemplo.

A sorte

O factor sorte é cada vez mais um dos elementos que faz pender a balança do sucesso e do fracasso. Contratar o programador ou o design errado pode ser algo desastroso. Também pode chamar-se sorte não haver 2 ou 3 pessoas a lançar uma ideia semelhante na mesma altura.

Ainda é possível triunfar

Se não se reunir as condições ideais para criar um negócio online, também não há problema, pode evitar-se falhar através do método que mais aprecio. Fazer as coisas lentamente e sem esperar muito. Também é verdade que se pode percorrer o caminho mais lentamente, mas todo este processo tende a ser moroso. Se um projecto for lançado em modo part-time sem esperar nada, tudo o que vier é bem-vindo. Há quem diga que se deve pensar grande, eu acho que se deve ser realista. Ser ambicioso, mas com moderação.

Só quem tenta pode falhar, por isso há sempre mérito nas iniciativas falhadas. Um dia vamos acertar 🙂

Comentários

  1. jorge diz:

    que ideias de negocio on line concretas… que nicho ainda pode estar disponível quando toda a gente tem acesso a tudo ? e os sectores mais rentáveis são dominados pelos os donos disto tudo como google facebook..etc

    • Nuno Casimiro diz:

      Olá Jorge

      O que não faltam são ideias concretas no meu blog 🙂
      http://investidor.pt/assunto/negocios/ideias-de-negocio/

      Há nichos interessantes em Portugal, com pouca ou nenhuma concorrência.
      Daqui por uns meses vou mostrar isso.

      Agora por exemplo, estão a ser criados diversos projectos relacionados com o Pokémon Go !

      Votos de sucesso

  2. jose meneses diz:

    Depois de ter lido o seu artigo sobre o sucesso ou falhanço de alguns negócios online, eu estou a pensar em iniciar um negócio online para vender produtos Portugueses em Inglaterra , vestuário ou calçado Portugues, por favor pode dar-me uma opinião sobre se a ideia é sustentavel e lucrativa?
    Os melhores cumprimentos

  3. Bruno diz:

    Ainda há muito para ganhar online.
    Para os que estao a dar os primeiros passos deixo aqui o meu testemunho que fui de 0 a 10 000 em vendas em 17 meses e sinto que o melhor ainda esta para vir.
    Nunca desistam.
    Muito sucesso

  4. Luis M diz:

    Olá Nuno,

    Estou a desenvolver uma ideia disrruptiva que, tendo sucesso, se pode tornar maior do que o facebook e o google juntos.
    Estou a acabar de escrever as especificações dos requerimentos do sistema (plataforma na cloud com acesso móvel por app).
    Estou em simultâneo a procurar a equipa inicial de programadores para a criação da versão beta (tenho um protótipo mockup criado).
    Esta fase é mais complicada pois para ter bons programadores na equipa necessito de investimento.
    Sendo uma ideia ambiciosa tem de ter um sistema sólido com as melhores práticas e recursos tecnológicos.
    A ideia é universal, dirige–se a todo o mercado e pessoas e é de retorno muito elevado.
    O investimento inicial será para a criação do sistema funcional mínimo e o seu lançamento.
    A ideia inclui uma forma para seu auto–financiamento online e concorrerá para aceder a fundos comunitários.
    Tornando a vida mais fácil nos dois primeiros anos onde o investimento será grande quando a plataforma atingir a massa critica expectada.
    Entretanto a plataforma começa a dar retornos muito elevados e o seu valor a crescer exponencialmente.
    Tenho um plano inicial de negócios, de lançamento e marketing.
    O sistema inclui formulas para a aceleração do seu crescimento em nº de utilizadores.

    A minha pergunta é, o que devo fazer nesta fase? Sabendo que quero manter 51% que prefiro manter a empresa portuguesa e que a confidencialidade é da máxima importância, devo avançar agora para conseguir o investimento inicial ou encontrar uma equipa inicial mesmo que não seja a ideal para os objectivos da ideia?

    Obrigado

    Luis M

    • Nuno Casimiro diz:

      Olá Luís

      Vou responder ao seu comentário com uma pergunta:
      Pode alguém copiar a sua ideia de negócio?

      Na internet não há ideias “protegidas”, motores de pesquisa há vários, redes sociais também.

      As boas ideias são sempre copiadas.
      Por vezes podemos é ter factores diferenciadores.

      Boa sorte para os seus projectos
      Votos de sucesso

  5. Miguel diz:

    Boa tarde Sr. Nuno,

    Em relação aos negócios online na minha opinião não são assim tão fáceis porque é necessário ser dos primeiros e normalmente são negócios com ciclos muito curtos.Existe uma enorme concorrência principalmente externa e de grandes empresas que deixa muito pouco para explorar.

    Cumprimentos
    Miguel

  6. Nuno Casimiro diz:

    Olá Bruno

    Claro que sim, a internet é um mundo novo de oportunidades 🙂
    Eu vivo da internet há uns anos

    Através das vendas tudo é possível

    Votos de sucesso

    Votos de sucesso