Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Os verdadeiros super negócios

Muitos são os negócios que geram bastante retorno, por vezes quando se incorre em riscos elevados temos a hipótese de obter grandes retornos. No entanto existem modelos de negócio em que o risco diverge da rendibilidade. Financeiramente o retorno está associado ao risco, maior risco origina maior retorno. Mas existem modelos de negócio que fogem a esta máxima, tornando-se negócios que geram  bons lucros, por vezes mesmo com investimentos muito reduzidos.

dinheiro-eurosEstamos a falar de negócios fora da internet, e para ilustrar este conceito vou expor o modo de actuação de uma empresa em que estive envolvido em 2000. Digo envolvido, pois a empresa actuava de modo pouco sério, sem contratos de trabalho. A empresa acabou por encerrar, no entanto o modelo de negócio que utilizavam era bom. No caso concreto apresentava algumas falhas, mas grosso modo o modelo de negócio era orientado para o retorno. A empresa comercializava produtos publicitários, nomeadamente toldos e reclamos luminosos.

Mas na internet existem modelos que batem todos os records de rendibilidade, assim se consiga realizar vendas, tal como explicado no artigo: quer ser milionário, crie um negócio rentável.

Negócios invertidos

Na maior parte dos negócios, investe-se em stocks para vender posteriormente, mas podemos vender primeiro e só depois adquirir. O investimento em stocks é reduzido a zero. Ora, é fácil perceber isto, mas para isso acontecer terá de ser vender através de catálogos ou com recurso a mostruários.

É possível desenvolver uma actividade nestes moldes, conheço várias actividades que actuam assim, no entanto, também possuem os seus desafios, realizar os recebimentos é um deles. Quando se actua no mercado B2B (mercado das empresas) é usual conceder crédito, o que condiciona um bom  modelo de negócio. Mas podemos sempre definir as próprias regras do jogo, as condições de pagamento.

Encontrar primeiro os compradores

Nada melhor do que encontrar primeiro os compradores, pedir-lhes um sinal e só depois  avançar com a aquisição do que vamos comercializar. Funciona razoavelmente bem em produtos que possuam um valor de elevado. Mas também é possível em produtos e serviços de baixo valor através de encomendas em quantidade.

Usufruir de descontos em fornecedores por compras em quantidade é difícil, mas existem formas criativas de desenvolver esta etapa, por exemplo realizando vendas durante um período de tempo, retardar as entregas e efectuar a aquisição do material vendido em conjunto. Ao não trabalhar com stocks poupa-se no espaço, já que não é necessário armazenar nada ( o espaço tem o seu valor). Estamos no mercado como verdadeiros intermediários, promovemos a venda, sem os riscos e custos relacionados com os stocks (manuseamento, desvalorização, armazenamento). Vender o que não se tem :-)

Ganhar dinheiro a fazer muito pouco

O trading de bens é uma actividade que gera retornos com base em diferenciais de preços, e não na produção do que quer que seja. Tal como atrás referi, a empresa onde fui comercial por muito pouco tempo actuava do seguinte modo: recrutava comerciais que iriam “bater o mercado” vendendo toldos, reclamos luminosos e outros artigos publicitários. Até aqui nada de invulgar, quando se angariava um cliente que queria comprar um toldo, contactava-se todas as empresas que produziam toldos, pedindo orçamentos. Depois era só adquirir a quem vendia mais baixo e aplicar uma margem de 50% ou 100%. Super simples e à distância de alguns telefonemas.  Rentabilidade elevada, trabalho muito pouco e risco diminuto.

O segredo por assim dizer estava na força de vendas a procurar as oportunidades. Outra estratégia utilizada era através do telemarketing, ligar para todas as empresas da região, nunca se sabe quem tem necessidade do que temos para venda !

Super negócios

Já vimos que vender o que não temos pode ser potencialmente lucrativo, não pode ficar de fora a questão dos recebimentos, sendo possível reduzir este risco, assim é só encontrar compradores para qualquer coisa e depois desenvolver uma verdadeira prospeção de mercado e proporcionar o que desejam.

Sistemas similares

Na internet também existe esta versão, através do Dropshiping, abordado no artigo ser revendedor de produtos sem ter stock, é um negócio que existe e que se enquadra no conceito abordado neste artigo, mas na minha óptica pessoal, não acho que seja um grande negócio, pois sendo fácil, é também facilmente replicado, logo deixa de ser atrativo.

Os negócios imobiliários de agências imobiliárias também utilizam parte deste conceito, ganham comissões pela venda de imóveis de entidades terceiras. Os negócios de mediação assentam nesta premissa, os rendimentos são obtidos após encontrar o cliente e este pagar. Não é por acaso que Portugal é dos países da Europa com maior número de mediadores de seguros.

As vendas à comissão são uma actividade que proporciona bons rendimentos face ao investimento.

O que realmente interessa

Os clientes são a base de qualquer negócio, encontre quem compra e tem um negócio, quem tem o cliente tem tudo.

Só não tem um negócio quem não quer, não é necessário sequer investir, basta saber como vender. Muitos foram (e são) as pessoas que enriqueceram a vender à consignação, vendiam e só depois pagavam ao fornecedor. Com um pouco de criatividade é possível desenvolver assim uma actividade. Tantos são os sectores, produtos e serviços onde podemos colocar algum do nosso tempo, com intuito de ganhar dinheiro, se for de forma profissional pode ganhar-se mesmo muito dinheiro. Conseguem altas rentabilidades, para investimentos muitos reduzidos.

Se vende, ganha; se não vende, não ganha. Simples e com risco nulo.


Siga-nos também em Follow

Comentários

  1. Maria Ferreira diz:

    Gostei do que escreveu.
    Gostava de trocar algumas impressões consigo sobre o assunto, pode ser?
    Fica o meu email.
    Obrigada.

  2. Ana Viegas diz:

    Comecei ha pouco tempo a estudar o tema; Ter um pequeno negocio.
    Vivo no Algarve, tenho um andar num prédio comercial que se encontra fechado, queria dar-lhe uso!
    Gosto do que tem a ver com remodelações, imagem, crianças, ambiente, etc…
    Se surgir uma ideia,
    ;)
    Atentamente

  3. Mutaro Gomes diz:

    Olá boa tarde
    Tenho enterese de ter um investidor/a praia fazer negocio simples que pode dar um bom resultado… queria enventuar num negócio de dizer fraldas descartável para bebes… e queria encontrar um investidor para fazer este negocio.
    Obrigado
    Mutaro Gomes

  4. Manuel Dias diz:

    Tenho um negócio que vendeu 200 000.00 euros em 2014,estando a trabalhar sozinho, o negócio pode crescer muito,mas muito mais onde consigo arranjar alguém que tenha dinheiro para investir