Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Os desafios de abrir uma empresa

escritórioConstituí a minha própria empresa em meados do último mês de Agosto, dia 19 para ser mais preciso. Ora, este é um novo desafio para mim, e é-o também para quem decide arriscar na criação de negócios próprios e empresas. A única certeza que tinha e que tenho são os custos associados, seja a avença mensal do Técnico Oficial de Contas, bem como as contribuições para a segurança social. Resumindo, começaram as despesas antes de se iniciarem os rendimentos.

Existem diversos desafios associados, o risco de falhar está bem interiorizado. O que pode até ser positivo, todos nós sabemos que a maioria das empresas criadas não chega a festejar o seu primeiro aniversário. Assim o desafio do ponto morto das vendas, break even point, é muito real, conseguir que as receitas cubram as despesas é o primeiro objectivo. Para além dos desafios também existem pressões como seja a pressão das vendas para fazer face aos custos.

Na criação de uma empresa existem quase sempre dúvidas e incertezas face ao futuro

Só no último parágrafo estão várias ideias para desenvolver artigos. Eu vou dar tudo por tudo para que a empresa com o meu próprio nome ainda cá esteja daqui por alguns anos. Mas estou consciente que vai ser tarefa dura, especialmente no primeiro ano.

As despesas são certas

Ao constituir a empresa, iniciam-se as despesas, e no meu caso só 3 grandes rubricas. Mas não podemos esquecer aqueles custos quando inerentes a todos os negócios, como o arrendamento do espaço, despesas com eletricidade e água, despesas com seguros, gastos em economato e publicidade. Por vezes também são necessários meios de transporte, o que traz consigo mais uma séria de custos associados. Isto sem falar em material de escritório, bem como ferramentas associadas à actividade, o que no meu caso, e como é um negócio relacionado com a internet, se resume a computadores e impressoras.

O dia ideal para constituir uma empresa

Assim a primeira dica que fica é: retardar ao máximo a data de constituição de uma empresa. O melhor dia é o dia antes da primeira factura de venda. Não podendo utilizar essa data, então o primeiro dia em que se irá realizar investimentos, pois assim poderá amortizar esse investimento nas contas da empresa. A ideia é retardar ao máximo a constituição, mas não adiar a abertura efectiva do negócio.

O maior desafio

Num negócio as vendas e satisfazer os clientes são sem dúvida os maiores desafios. Mas se houver quem esteja disposto a pagar o preço para aceder aos nossos produtos e/ou serviços tudo se torna mais fácil. É verdade que existem modelos de negócios onde não se pressupõem vendas, mas regra geral existe sempre a necessidade de vender algo. Os clientes são fundamentais, nos negócios na internet podem ser utilizadores, a ocupar esse papel, as vendas virão de outro lado. Assim, diria mesmo que a maior incógnita é a facturação, as receitas são tudo. Por vezes até se vende alguma coisa, mas não o suficiente para cobrir as despesas, assim a definição de margens de lucro, a definição de preço ocupam lugares de destaque, que podem ditar o sucesso ou fracasso de uma negócio. E por vezes a forma como se aborda o mercado pode ser o elemento mais importante.

Não podemos esquecer que na elaboração do plano de negócios é muito fácil estimar as despesas e extremamente difícil estimar as vendas. Geralmente as vendas são estimadas com muito optimismo, sendo que depois não ocorrendo determinadas vendas, retira a oportunidade do investimento. No plano de negócio não podemos esquecer também que são geralmente realizadas análises de sensibilidade às vendas, de modo a testar financeiramente o projecto. Resumindo, as vendas ditam o sucesso ou o fracasso.

O desafio do financiamento

O financiamento de uma empresa é um grande desafio,  o ideal será utilizar capitais próprios para grande parte do investimento inicial, contudo sabemos que nem sempre é fácil conseguir as poupanças suficientes. Conseguir investidores ou financiamento nem sempre é fácil, para não dizer que pode ser complicado. Já apresentei algumas ideias sobre está temática nos seguintes artigos:

Também é verdade que se podem iniciar negócio com reduzido investimento inicial, especialmente pequenos negócios que possam ser desenvolvidos a partir de casa. Pois desta forma reduzem o investimento no espaço. Não é possível para todos os negócios sendo também pouco aconselhável por outras razões, o ideal é ter um espaço dedicado à actividade da empresa.

Um empresa é muita coisa

Constituir uma empresa para dar suporte a um negócio é também o primeiro passo na série de várias obrigações, sejam legais, bem como fiscais. Desde a contabilidade, os descontos para a segurança social, seguros, obrigações legais, como actas, sistema de facturação, etc. Existem muitos aspectos acessórios ao negócio que necessitam de ser tratados.

No meio de isto tudo, não se esqueça da componente do marketing que é a publicidade, logotipo, cartões de visita, website (pode ser gratuito, muitas das vezes), folhetos e se puder organização um evento (festa) para a inauguração ou instalação do negócio, também poderá ser útil.

O meu negócio

Não querendo avançar já com a apresentação da minha ideia de negócio, pois ainda não está completamente concluída, posso revelar que é um negócio B2B, ou seja, pretendo vender qualquer coisa a empresas. Num negócio simples e até pouco inovador, possuir factores diferenciadores face aos meus concorrentes. Estou a trabalhar na minha ideia de negócio há já mais de 2 anos! Por vezes a execução das ideias dá imenso trabalho.

A seu tempo vou apresentar aqui no blog o meu negócio, pelas minhas previsões lá para finais de Junho de 2015. De qualquer das maneiras irei fazer a apresentação inicialmente aos assinantes da newsletter. Também posso deixar claro, que não irei vender nada através da newsletter, poderei isso sim, oferecer.

Com esta experiência virão novos artigos decorrentes da minha aprendizagem, alguns estão já iniciados, abordando áreas como a estratégia e a execução do negócio.


Siga-nos também em Follow

Comentários

  1. Pedro diz:

    Boa sorte Nuno.

  2. Jorge diz:

    No país dos impostos e sem industria e cada vez mais reservado só para turistas é preciso mesmo saber fazer milagres…

    Vou acompanhar com atenção .
    Boa sorte Nuno

    • Nuno Casimiro diz:

      Olá Jorge

      Obrigado pela força

      Realmente o turismo é uma área que está a crescer em Portugal :-)

      Votos de sucesso

  3. ligia diz:

    Gostei do artigo! Boas dicas para quem pretende iniciar empresa e não faz ideia sobre as dificuldade e despesas iniciais. Boa Sorte para o novo desafio!

    • Nuno diz:

      Olá Ligia

      Obrigado

      Vou dar tudo por tudo para ganhar este desafio

      Votos de sucesso

  4. AM diz:

    Desejo-lhe todo o sucesso que espera obter com esta empresa. E que o “break even point” seja o mais rápido possível.

  5. Claudio diz:

    Já agora é ainda em relação ao break even, que seja também de baixo valor, mais fácil de atingir portanto…
    Boa sorte para esta nova fase da sua vida

    • Nuno Casimiro diz:

      Obrigado Claudio

      A ideia é essa, reduzir ao máximo as despesas fixas para conseguir manter o barco a navegar.

      Votos de sucesso

  6. Manuel diz:

    Muito boa sorte Nuno, vou acampanhar de perto!

  7. Armando diz:

    O maior sucesso para o seu novo projeto,Nuno.
    Em todos os artigos de “Investidor.pt”,conseguimos sempre aprender alguma coisa .
    Força Nuno !

  8. Joelse Luis diz:

    Olá pessoal muito boa tarde,
    Eu actualmente, sou agricultor, faço parte do projecto da Pimenta Biológica, é um projeto do Ministerio da Agricultura mas com financiamento estrangeiro e tenho 10.000 m quadrados de terra só com pimenta biológica. Como eu sei que é um projecto rentável e como tem algum custo e já investi muito e quero estender o projecto, comprar mais terra e investir mais nas plantações pelo menos 40.000 metros quadrados equivalente a 16.000 plantas, gostaria de solicitar parceria, investimento etc.

    • António Pinheiro diz:

      Olá J.Luis, gostaria de falar um pouco sobre o teu projecto e a localização

  9. Nuno Pires diz:

    Boa noite Nuno,

    Desejo o maior sucesso para o seu negócio!!!

    Estou a pensar iniciar actividade também no B2B, todas as dicas são bem vindas.

    cumprimentos,

    Nuno Pires

    • Nuno Casimiro diz:

      Olá Nuno

      Obrigado. Já por aqui existem alguns artigos sobre negócios com empresas.

      Votos de sucesso

      • Vanda Martins diz:

        Olá Nuno

        Gosto dos seus artigos. Sou trabalhadora como Administrativa num escritório de advogados em Lisboa a tempo inteiro e devido ao baixo salário (não compensa de maneira nenhuma tempo extra) recentemente, em Dezembro 2014, também decidi tentar aumentar os meus lucros, em part time, com anúncios online de transcrições jurídicas e outras, bem como traduções e já consegui alguns trabalhos, mas espero conseguir ainda mais. Contudo, também ando a ver outras ideias de lucro.

        Muito boa sorte

        • Nuno Casimiro diz:

          Olá Vanda

          Obrigado pelo comentário.
          Temos de fazer pela vida :-)

          Votos de sucesso