Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Organização de eventos, mais um negócio de contactos

foto de um casamentoA organização de eventos é também um daqueles tipos de negócio que reúne um grande número de potenciais empreendedoras.  Especialmente após a realização da cerimónia de casamento, grande parte das vezes organizado pelos nubentes e onde sem dúvida a noiva tem uma papel fundamental.

Após um experiência bem sucedida é comum pensar-se que se pode encarar a organização de eventos como uma ideia de negócio a desenvolver. O mercado é bastante alargado, pois vai muito para além da organização de um simples casamento. Contudo este não pode ser um negócio exclusivo de mulheres, é um negócio para todos os que têm empenho, motivação, gosto pela actividade e uma forte componente de empreendedorismo.

O público alvo tipo

Todas as entidades que realizam eventos são potenciais clientes, cliente particular: Casamentos, batizados, festas de anos e Celebrações especiais. No mercado empresarial também é comum haver iniciativas, muitas delas provenientes do departamento de relações públicas ou directamente da gestão da empresa. Também no Estado é comum haver oportunidades para fazer a organização das várias iniciativas, seja através de Câmaras Municipais ou Juntas de Freguesia., só para referir os mais correntes.

O tipo de organização

Pode ser global ou total onde todos os aspectos são controlados pelo organizador ou partilhada caso o cliente queira participar. Na prestação de serviços as tarefas podem ser definidas de acordo com a vontade dos clientes, assim haverá alguns que pretendem dar a sua opinião, outros existirão que não pretendem perder os seu precioso tempo com aspectos menores. Como exemplo, a selecção de flores. Assim a autonomia será sempre a que for permitida pelo cliente.

Organização  e criação do próprio evento

Esta é uma área de negócio que não depende de terceiros, depende apenas do empreendedor,  pois está tudo ao seu alcance. Para exemplificar este tipo de evento, podemos pensar numa festa temática ou até melhor numa feira internacional de  artesanato.

Assim a função compreenderá arrendar um espaço, contactar expositores para mostrarem os seus trabalhos mediante o pagamento de um valor por stand e fazer a comunicação do evento. Depois cobra-se também algum valor aos visitantes, criando um 2 em 1.

O lucro é proveniente dos pagamentos recebidos deduzidos dos custos com o espaço, promoção e organização.

O que é necessário para ser organizador

Como em todos os negócios são necessários clientes, por hoje e com a informação à distancia de um click é possível encontrar tudo na internet. Mediante as pretensões do cliente, como seja o tipo de evento, assim será a actuação.

Por exemplo na organização de uma reunião entre colaboradores, onde existe uma componente de formação, num local externo à empresa, é só contactar os vários locais possíveis, geralmente recorre-se a hóteis.

O exemplos poderiam ser variados, onde teríamos de incluir serviços mais invulgares, como o transporte de personalidades públicas ou famosos do mundo do espectáculo, contratar empresas de catering para servir refeições, empresas de flores para dar alegria ao espaço, ou até alugar quadros para a decoração do espaço. Realmente, muito se pode fazer neste tipo de actividades onde existe apenas o limite da nossa imaginação.

A parte divertida deste negócio é que não necessita de instalações próprias ou outros bens, apenas é necessário, um telemóvel, uma agenda e um arquivo de contactos.

Resumidamente, poderíamos dizer que um computador, um telemóvel, um automóvel e uma agenda poderiam ser suficientes para arrancar com este negócio. Curiosamente, muita gente tem tudo o que é necessário para desenvolver esta actividade.

Vender a organização

Criar o negócio é fácil, vender o serviço é que já é mais complicado, por isso é difícil sobreviver neste sector, especialmente nos primeiros anos, até ter notoriedade no mercado e um book de eventos realizados com sucesso no seu currículo. Mas este é um denominador comum a praticamente todos os negócios.


Siga-nos também em Follow

Comentários

Os comentários deste artigo estão fechados.