Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Negócio do transporte de mercadorias. Entregas e recolhas.

O negócio do transporte pode ser de mercadorias ou de passageiros. Existe uma grande utilidade desta actividade comercial para as sociedades e consegue resistir mesmo em tempos de crise. Detêm o poder de acrescentar valor para o país, pois a distribuição de bens essenciais como a alimentação, medicamentos ou os combustíveis estão a seu cargo. Com a mobilidade das pessoas e o aumento do consumismo são necessários meios para a realização desses desejos: seja na mudança de habitação ou na simples compra de um sofá, é sempre necessária uma empresa de transporte para realizar o serviço de entrega .As abordagens a este sector podem ser feitas de várias formas: através de veículos ligeiros, através de pesados ou até mesmo de moto. Existem outras formas de transportar bens que não serão abordados: transporte aéreo, transporte ferroviário e transporte marítimo. Neste artigo apenas abordaremos o transporte de mercadorias por via terrestre.

Veículos Ligeiros,  pesados ou motos

Dependendo do tipo de serviço que se quer prestar assim será o veículo a selecionar. Em circuito urbano regra geral utilizam-se ligeiros de mercadorias pois têm maior flexibilidade, não existem limites de utilização nem são controlados pelos famosos taquímetros. No caso da actividade de transporte de documentos ou pequenos objectos pode ser utilizado uma moto que confere ainda maior rapidez no serviço, proporcionando economias ao nível dos combustíveis, maximizando a actividade através da facilidade  de movimentação e estacionamento. Já no transporte para locais longínquos, os pesados de mercadorias ganham terreno, pois permitem transportar algumas toneladas (10 ou 20) com o recurso apenas a um motorista. Quando o objectivo é transportar em quantidade são a melhor opção.

Transporte B2B ou B2C

Cada tipo de cliente tem as suas necessidades, assim a oferta de serviços deverá ser ajustada a cada um deles. Também aqui podemos segmentar a actuação na focalização da actividade. B2B (Business to Business) direccionado às empresas B2C (Business to Consumer) dedicado à satisfação dos consumidores. Ou até mesmo ser multi funcional e oferecer soluções para qualquer tipo de cliente.

Algumas características desta actividade

Existem tantas áreas onde se pode actuar!

  • Transporte especializado (ex: medicamentos)
  • Transporte internacional
  • Mudanças
  • Estafetas – moto ou com carro
  • Serviços personalizados  - Ao serviço de empresas (regime outsourcing)
  • Entregas e recolhas (vendas e devoluções)

O preço a praticar ao cliente pelos serviços prestados pode ser apurado através de 4 bases de calculo:

  • Preço fixo, segundo uma tabela pré construída
  • Preço por quilometro
  • Preço por quilograma
  • Preço por volume

Em alguns casos pode até ser utilizado uma combinação dos critérios expostos. Aplicando ainda sobretaxas consoante o serviço sejá noturno ou diurno e também pela urgência do pedido.

É talvez o sector mais apetecível, pela crescente necessidade de deslocar os bens até aos consumidores. As compras online estão a crescer, mudando o paradigma. As pessoas em vez de irem às lojas, compram online e recebem os produtos nas suas residências.

Um ideia de negócio

Ainda não existe nenhum empresa (que eu conheça) a operar exclusivamente com lojas online e cada vez existem mais. Uma das dificuldades dos empreendedores online é mesmo encontrar empresas que façam as entregas por valores razoáveis. Existem também algumas ideias de negócio baseadas em transportes neste artigo.

É fácil criar uma Empresa de transportes e mudanças?

Este é mais um negócio que pode ser comparado ao negócio das limpezas na sua vertente mais simples, transporte de encomendas e objectos pequenos. Pois apenas é necessário um automóvel comercial ou ligeiro de mercadorias até 3500 Kgs, um GPS e um telefone para poder arrancar com o negócio. Depois é só fazer a divulgação e esperar pelos contactos para fornecer os serviços. O ciclo de vida desta actividade é perpetuo: mesmo em tempos de guerra são necessários transportes, pois é sempre necessário transportar alimentos e outros bens de primeira necessidade. Mas há um número infindável de artigos que necessitam de serem transportados para chegarem ao seu destino final!


Siga-nos também em Follow

Comentários

  1. sousa diz:

    Gostei muito do artigo.
    Quero (gostaria) de iniciar um negócio de transportes de pequenos volumes, com um viatura até 3500kgs de peso bruto, no entanto, pelo que me parece, a legislação exige que se constitui-a uma empresa em regime de sociedade com capital minimo de 50mil euros. Como apenas pretendo ter uma viatura, sendo eu o próprio condutor, será que existe alguma forma de “dar a volta” sem que tenha, desnecessariamente, que me submeter a esta lei? Poderei criar uma actividade em nome individual, por exemplo, como transportador (no exemplo que descrevi)?
    Agradeço imenso a quem souber me ajudar.
    Cumprimentos
    Sousa

    • Ricardo diz:

      Boa Tarde,

      Tenho uma pequena empresa em Lisboa com 11 anos de experiencia na distribuição. Fiquei muito interessado nesta vossa ideia e com vontade de fazer parte da mesma. Estou dentro do negocio e penso ser util para a iniciativa.
      Aqui fica o contato: geral@nextworld.pt

  2. Nuno diz:

    Olá Sousa, obrigado.

    Realmente este negócio é muito simples, mas encontrar alguns entraves legais à actividade.

    Fiz pesquisa rapida sobre o assunto, encontrei isto no site do IMTT:
    “As empresas titulares de alvará ou de licença comunitária emitidos pelo IMTT, podem licenciar veículos automóveis com peso bruto igual ou superior a 2500 kg”

    Uma solução será utilizar um veiculo abaixo dos 2500Kg. Será que a actividade não se pode exercer através do regime de Trabalhador independente? Um estafeta de moto não necessita de licenciar a moto (acho eu).

    A solução é ir a uma repartição de finanças questionar o funcionário sobre o assunto.

    As questões legais dos negócios são sempre morosas e é preciso fazer um investigação cuidada. As normas, regulamentos e outras imposições legais estão sempre a mudar

    Votos de sucesso

    • Helder diz:

      Bom dia,
      Gostei da ideia e sugiro a criação de uma rede (de individuais) para entrega nacional, em que cada participante recebe pelos Km realizados para a rede, aproveitando as sinergias da rede para praticar um preço competitivo.
      Quem achar que esta ideia tem pernas para andar contacte-me para elaboração de um plano de negócios.

      Cumprimentos,
      Helder

      • Nuno diz:

        Olá Helder, obrigado

        Realmente essa é uma boa forma de desenvolver negócios em rede. Beneficiando de várias sinergias. Até agregar várias pequenas empresas numa marca/rede pode ser viável.

        Votos de sucesso

  3. Paula diz:

    Olá bom dia,

    acho a ideia muito boa e com pernas para andar , gostaria de saber ( porque ja passou um ano) se a ideia se concretizou .

    ha algum tempo que penso em fazer algo assim .

    Obrigado e muitos parabens ao NUNO este blog é de uma enormissima utilidade e grande ajuda

    Paula

    • Nuno diz:

      Olá Paula

      Agradeço o seu comentário e as suas amáveis palavras

      Estou a desenvolver (colocar em práctica) a minha ideia de negócio, daí o ritmo das actualizações do blog tenha abrandado.

      Votos de sucesso

      • Douglas diz:

        Bom dia
        Tenho uma empresa de transporte no Algarve e gostei imenso da sua ideia. Pois estou em processo de expansão. E a sua ideia é o que o mercado esta precisando para nos PME precisamos nos unir, assim podermos competir com as grandes empresas. Pois hoje a palavra do dia para a crise é o COOPERATIVISMO comercial.
        E o grande desafio das pequenas empresas é poder alçar projetos maiores a nivel nacional e a principal barreira encontrada é a capacidade logistica que é muito limitada, porem com esta sua ideia acabamos por eliminar este problema.
        Caso queira entrar em contacto para conversarmos mais sobre sua ideia. gesser_27@hotmail.com

  4. Antonio diz:

    Bom dia
    Gostei das ideias aqui colocadas e tenho andádo á procura deste tipo de negocio, pois fiquei desempregado e preciso de trabalhar. Tenho um armazém com 200m2 a 5km de Alcobaça e 6km da Nazaré, tenho também um furgon Mercedes Vito e vontade de de trabalhar. Se por acaso alguém estiver interessado e uma vez que estou numa zona que diria central pode ser que tenha algum interesse . Também gostaria que me informasse se possível se é preciso alguma documentação especial para poder efectuar este tipo de transportes com este carro. Aqui fica o meu contato: amlcf1@hotmail.com

  5. Paulo Jorge diz:

    Gostei muito eu vuo abir uma transportadora
    De marcoderias