Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Investir de forma partilhada ou através de sociedade

partilhar investimentosA ideia de investir em sociedade ou de forma de partilhada, com a divisão de riscos e ganhos é uma forma inteligente de realizar investimentos e empreender, por inúmeras razões. Levando por isso ao aprofundamento de novas formas de o fazer.

O artigo dedicado aos clubes de investimento, mostrou-nos claramente que é uma possibilidade a considerar na hora de investir nos mercados financeiros para detentores de forte capacidade financeira. Contudo existe outras formas jurídicas para investir de forma partilhada e até muito mais clara do ponto de vista da compreensão e complexidade da questões envolvidas. Sendo que o valor de entrada muito menor.

Investir em empresas, Participações Sociais

Ao comprar um titulo de uma empresa cotada está a investir no mercado, existe uma forma de agradar investidores e usufruir de todas as vantagens dos clubes de investimento. A criação de uma empresa SGPS: Uma Sociedade Gestora de Participações Sociais não é mais do que empresa que tem como objecto de actividade a compra e venda de participações de empresas, sejam elas cotadas (acções) ou não (quotas).

A criação de uma empresa SGPS pode ser realizada através de uma sociedade por quotas ou como sociedade anónima, sendo que o objecto da actividade é a aquisição de participações, existem varias condicionantes para a actividade destas sociedades! No mínimo um dessas participações deverá ser superior a 10% e as quotas acções deverão ser mantidas por mais que um ano.

As sociedades por quotas, hoje nem capital mínimo possuem (1 Euro), mas uma Sociedade Anónima tem como capital mínimo de constituição o equivalente ao uma Sociedade Anónima, ou seja 50.000€ e deverá no possuir no mínimo 5 acionistas. As diferenças entre um tipo de sociedade e outro, são algumas: por exemplo as Sociedades Anónimas podem emitir obrigações (títulos de dívida), coisa que está vedada às Sociedades por Quotas.

Diferença entre ser sócio e ser accionista

A grande diferença entre estas 2 formas de denominação de investidores em sociedades resulta apenas do tipo de sociedade, assim:

  •  Sociedade Anónima = Accionista
  • Sociedade por quotas = Sócio

Vantagens de investir em sociedade

Com já foi referido, existe partilha de risco, sinergias de conhecimentos e competências, mas talvez a maior das vantagens seja o efeito de escala que pode ser alcançado, por exemplo comprar uma empresa, pode ser necessário um investimento elevado e fora das capacidades financeiras de muitos (mesmo com recurso a crédito), mas se esse investimento for dividido por várias pessoas pode ser execuivel. Outro exemplo seria, comprar um prédio, onde cada investidor ficava com um apartamento para si.

Potenciar o investimento

Se existe entidade onde a alavanca financeira se adequa é sem dúvida as empresas, recorrer através ao crédito para realizar investimentos em participações sociais, possibilita um maior controlo (poder de decisão) sem utilizar capitais próprios, para o risco do financiamento se limitar à sociedade, é conveniente não utilizar garantias do foro pessoal, para fundamentar esses financiamentos.

O poder financeiro aumenta o poder negocial e o último permite fazer melhores negócios.


Siga-nos também em Follow

Comentários

Os comentários deste artigo estão fechados.