Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

ideias para gastar menos em refeições domésticas

Com o constante aumento dos preços dos alimentos, cada vez é mais complicado encher o frigorífico de comida sem despender quantias elevadas de dinheiro. Poupar é mais que uma necessidade, é uma forma de maximizar o potencial financeiro de cada um, prescindir de alguns dos produtos de que mais gostamos nem sempre é fácil. É pois necessário procurar alternativas que satisfaçam da melhor forma as necessidades de quem pretende poupar sem ter de abandonar a sua qualidade de vida.

Apesar das dificuldades financeiras serem cada vez maiores, poupar continua a ser possível, sendo para isso necessário aprender a fazer escolhas sensatas e ponderadas. Eis algumas dicas para poupar em refeições domésticas sem perder qualidade:

Planeamento

A base no que toca a questões financeiras é projectar o futuro. Definir um orçamento mensal e segui-lo à risca. Desta forma permitirá fazer uma gestão mais cuidada das despesas, ajudando assim a evitar gastos supérfluos. Existira também uma pressão positiva para diversificar e fazer uma alimentação mais variada. Se planear convenientemente poderá optar por alimentos mais em conta sendo que a diferença entre os tipos de alimentos é enorme. O preço dum  quilo de carne de vaca ou de frango é completamente diferente. Em relação à fruta que se adquire será mais ou menos a mesma situação e deverá sempre optar pela fruta de época que é sempre mais em conta.

Atenção aos preços

Estude bem os preços de diversas superfícies comerciais, de forma a optar pela mais económica. Parece algo óbvio, mas a verdade é que muitas pessoas não se dão ao trabalho de estudar os preços de diversas superfícies, acabando assim por pagar mais do que deveriam. Especialmente aconselhado nos alimentos que compramos mais vezes.

Fique-se pelos alimentos mais essenciais

Tentando assim colocar de lado alguns produtos mais dispensáveis, como é o caso de doces, refrigerantes e refeições pré-preparadas. Isto ajuda-lo-á a poupar algum dinheiro para além de contribuir para uma alimentação mais saudável. Não é preciso andar a comer marisco todos os dias!

Compre em  quantidades

Geralmente, quanto maior for a quantidade que comprar de um determinado produto, menos terá de pagar por ele. Por isso, e de forma a poupar, faça sempre compras em grande na medida das suas necessidades, e verá que notará uma diminuição significativa nos gastos. Contudo não deve comprar quantidades que não necessita, só por ficar mais barato, pois comprar o que não se precisa não é poupar.

Aproveite os cupões promocionais  e de descontos

Frequentemente, são disponibilizados pelos hipermercados muitas promoções e descontos. Se possível, aproveite as oportunidades, pois muitos deles dar-lhe-ão vantegens financeiras consideráveis. Ao fim do ano, se fizer as contas a tudo o que poupou com estes cupões, poderá ter uma surpresa bastante agradável. Mas não se deixe ir em promoções! E comprar o que não necessita.

Tenha preferência por marcas brancas

Ao contrário de certas crenças, as marcas brancas não são produtos de pior qualidade. Aliás, na maioria das vezes, os produtos contidos dentro das embalagens de marcas brancas são exactamente os mesmos das marcas mais conhecidas, mas numa embalagem diferente. E o melhor de tudo é que, ao optar por marcas brancas, estará a beneficiar da oportunidade de pagar menos do que aquilo que pagaria caso optasse por uma marca mais conhecida. A isto chama-se comprar de forma inteligente. Já do ponto de vista empresarial, diria que é má ideia comprar marcas, se puder compre o original.

Conclusão

Dicas bastante simples que, quando devidamente seguidas, dar-lhe-ão a oportunidade de poupar umas quantias consideráveis de dinheiro sem ter de necessariamente abdicar da qualidade. Tudo o que precisará será de alguma disciplina na gestão do seu dinheiro e assim certamente que conseguirá atingir os seus objectivos.


Siga-nos também em Follow

Comentários

Os comentários deste artigo estão fechados.