Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Formas criativas de lidar com arrendamentos

Os negócios em arrendamento podem ser bons ou podem ter várias contrariedades, tal como já ficou demonstrado no artigo prós e contras do arrendamento habitacional, contudo existem formas que podem ser bastante positivas para os proprietários, o subarrendamento, onde se cede o imóvel por um valor mais baixo do que o mercado está disposto a dar ou então pode-se ceder o imóvel a alguém de confiança que trate de tudo e posteriormente haja uma repartição dos ganhos brutos.

Temos então 2 formas para passar/ceder as responsabilidades sobre o imóvel a terceiros sem vender:

Cedência do imóvel com repartição de lucros/receitas

A alternativa de divisão de rendimentos é uma forma de não ter o imóvel no mercado de venda, nem deixar o imóvel ao abandono, pois continua sempre a ser um encargo através dos impostos que recaem sobre o imobiliário, como ficava sujeito à degradação da não utilização (problemas com a canalização).

Comecemos pela ideia ou sugestão para a divisão do valor das rendas:

  • % para o proprietário
  • % para o gestor do imóvel

Para receber % do valor da renda do imóvel o gestor do imóvel deverá ter algumas funções, nomeadamente: encontrar inquilinos, fazer os contratos, receber as rendas, efectuar pequenas reparações, tais como substituir torneiras, estucar mossas existentes, pintar o imóvel, reparar portas e janelas, practicamente tudo o que necessite de ser reparado, mas que envolva mais custos de mão-de-obra do que de materiais. Em caso de incumprimento do pagamento das rendas será também responsável por tudo o que for necessário para colocar os inquilinos fora do imóvel.

Vantagens da cedência do imóvel sem vender

A principal vantagem para o proprietário é que não necessita de vender o imóvel para ter algum rendimento com o mesmo e não terá qualquer chatice decorrente da actividade do arrendamento.

É certo que fazer a arrendamento por conta própria é mais vantajoso financeiramente, já que fica com toda a renda, mas também ficará com toda as chatices inerentes a esta actividade, e pode-se dizer que há até quem prefira ter imóveis vazios a ter os problemas do incumprimento nas rendas e andar sempre a ver se consegue cobrar algum dinheiro.

A vantagem de o gestor do imóvel é que consegue obter um rendimento fixo mensal sem investimento financeiro, terá é a responsabilidade pelo negócio em si. Poderá dizer-se que esta é uma modalidade que pode até ser implementada por empresas, com a criação de um negócio para dar resposta às necessidades de muitos proprietários.

Outras opções

As empresas de mediação imobiliária até já têm uma solução com vista a ajudar os proprietários que têm imóveis para o mercado de arrendamento, angariam clientes (inquilinos) por valores que vão desde 1 renda a 2 rendas, simplesmente por mostrar o imóvel e elaborar o contrato de arrendamento. Se depois o arrendatário deixar de pagar, tudo ficará a cargo do proprietário, ou seja o risco fica apenas com o proprietário. Seria completamente diferente se a empresa imobiliária tivesse que assegurar o recebimento das rendas, por exemplo pelo valor de uma renda anual.

Apesar do arrendamento ser fortemente penalizado fiscalmente quando efectuado por particulares não deixa de ser uma fonte de rendimento apetecível e pode até proporcionar a independência financeira.


Siga-nos também em Follow

Comentários

Os comentários deste artigo estão fechados.