Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Fazer trading com fundos de investimento

As possibilidades para investir são imensas, será quase impossível para um investidor individual poder utilizar todos os mecanismos para rentabilizar o património. Contudo há que conhecer as alternativas e seleccionar as que vão ao encontro das suas expectativas e rendibilidade de acordo com o risco que está disposto a assumir. Os fundos de investimento configuram-se como uma alternativa aos depósitos a prazo na versão de investimento de longo prazo.

Investir através de fundos de investimento tem várias vantagens, desde a diversificação, gestão profissional dos fundos, segmentação dos investimentos, baixo valor de entrada, etc. O investimento em fundos de investimento é uma boa solução de investimento para quem dispõe de pequenos montantes para investir, sendo mesmo a forma menos dispendiosa de ter exposição aos mercados bolsistas. Temos de observar que em determinados fundos existem comissões de subscrição e de resgate, que podem ser importantes considerar em investimentos de curto prazo. A comissão de gestão do fundo é retirada sobre o valor do fundo, em valor percentual e interno.

Existindo vários tipos de fundos de investimento, importa seleccionar os que são mais adequados

Os fundos de investimento ao abrigo do Código do Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Singulares CIRS, goza de vantagens fiscais, daí a oportunidade de usufruir deste benefício fiscal e utilizá-lo para proveito próprio. Provavelmente até já existirão investidores mais informados a efectuar este tipo de operações, não só com fundos, mas também com obrigações (títulos de dívida).

Por exemplo um fundo de investimento que replique um índice, pode ser o instrumento alternativo. Obviamente que este tipo de operações só funciona em movimentos de ascenção do mercado, posições longas. Mas será uma forma de contornar a fiscalidade, nomeadamente sobre os investimentos directos.

Investir em fundos de investimento da bolsa nacional, também pode ser uma alternativa ao investimento directo em ações, contudo existem sempre preocupações pois os gestores dos fundos da bolsa nacional não replicam o indice psi20 de forma linear. Há que fazer o trabalho de casa e estudar bem o fundo que se vai investir.

São milhares de fundos de investimento

Se existe aspecto que pode tornar a decisão de selecção de um fundo de investimento em algo de trabalhoso, é o elevado número de fundos que existe no mercado. Existem fundos de investimento para todos os gostos: Acções, títulos de dívida, índices, fundos de fundos. Neste capítulo existem fundos nacionais que são considerados bastante bons, é só procurar os que mais se adequam ao perfil de investimento de cada um.  Se bem que é praticamente impossível, para o investidor comum, analisar toda a oferta no mercado.

A maior dificuldade talvez seja a decisão sobre a hora da venda e compra, pois as cotações dos fundos ou o valor das unidades de participação são normalmente apresentadas no final do dia. As ordens de compra e venda também ocorrem no dia seguinte. Ao fazer trading com fundos de investimento ainda há isenção nas mais valias, pelo menos por enquanto. Fazer compra e venda através deste produto de investimento, pode por isso ser vantajoso fiscalmente, basta conseguir as ambicionadas mais valias.


Siga-nos também em Follow

Comentários

  1. Verónica diz:

    Bom dia eu tenho uma divida sobre o Trading? Porque não entendi com vou trata-lo contabilisticamente em Portugal, como devo fazer?

    Pelo tenho pesquisado fiscalmente tem em conta o pais de origem que vão as exportações, neste caso angola.

    Poderia me dar uma ajuda como devo fazer?
    Obrigada