Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Estratégias para atingir a independência financeira

Conseguir chegar ao ponto onde não é necessário trabalhar para ter dinheiro para pagar todas as despesas mensais é cada vez mais um objectivo dos pequenos investidores ou empreendedores que sabem concretamente quais os seus objectivos financeiros. Chegar ao patamar da independência financeira não é fácil para quem tem um património reduzido ou não tem o empenho necessário para seguir os objectivos ultrapassando os altos e baixos dos negócios e investimentos que irão surgindo ao longo da caminhada financeira.

Sabemos que o dinheiro gera dinheiro e que quanto mais se tem mais se pode ganhar mas existem formas de construir um património suficiente para se lançar em voos mais altos e ganhos também mais avultados.

Os primeiros passos não são fáceis para quem não tem património e existem alguns truques para atingir esse objectivo: sacrifícios.

  • Poupar -  reduzir os desperdícios e reutilizar
  • Aumentar competências – aprender novas matérias, ter mais conhecimentos
  • Trabalhar mais – dormir menos
  • Estar informado – As decisões são fundamentadas em informação
  • Investir – procurar os melhores investimentos

O caminho para ter uma vida financeira despreocupada não é igual para todos pois o valor necessário é diferente de pessoa para pessoa. Os riscos a que cada um consegue expôr-se também são diferentes logo o horizonte temporal das aplicações também será diferente.

Conseguir atingir o estado em que trabalhar pode ser uma opção com os rendimentos a darem-nos o financeiro necessário para que a nossa vida decorra sem sobressaltos é o objectivo de quase todos! É preciso manter esse objectivo em mente para que o caminho seja traçado diariamente.

As 3 formulas que podem gerar rendimentos mensais constantes e que têm maiores probabilidades de sucesso são:

Comprar imóveis para arrendar

Comprar imóveis abaixo do valor de mercado e depois rendibiliza-los através de arrendamento é um estratégia de sucesso e que rapidamente produzirá resultados. O imobiliário ainda é dos melhores investimentos que se pode fazer, especialmente em determinadas localizações.

O arrendamento é uma das formas que melhores resultados produzem na obtenção da independência financeira pois as rendas são rendimentos depositados mensalmente. A posse de imóveis também funciona  como garantia de investimentos, ou seja, o imóvel é uma garantia real em caso de recurso ao crédito para financiar o negócio.

Investimentos financeiros

Através de investimentos financeiros é possível atingir uma retribuição que possa cobrir todas as despesas mensais, seja através de dividendos ou de juros mas será sempre necessário ter-se aplicado um valor na ordem de 240 vezes aquele que se necessita mensalmente. Isto porque a retribuição média esperada, para um risco baixo, é próxima dos 5%. A compra de acções deverá ter em consideração e cingir-se apenas a empresas que façam distribuição de dividendos e aplicações onde os rendimentos sejam distribuidos regularmente. Assim Certificados do Tesouro podem constar nesta carteira ao invés dos famosos Certificados de Aforro já que nestes últimos é feita a capitalização dos rendimentos . Para além dos comuns depósitos a prazo com renovações inferiores a 1 ano, existe também a possibilidade de investir directamente na dívida de grandes empresas portuguesas com a aquisição de obrigações (títulos de dívida dessas empresas).

Negócios

Criando um negócio e delegando todas as tarefas pode conseguir-se muito rapidamente um rendimento mensal constante em poucos meses. Descobrir o negócio certo é talvez o maior desafio. É também a fórmula que pode dar resultados a partir dum valor muito baixo de investimento ou património, por exemplo: 25000 euros podem ser mais do que suficientes para gerar uma renda mensal de 1000 euros depois da estabilização da actividade da empresa ou negócio.


Siga-nos também em Follow

Comentários

Os comentários deste artigo estão fechados.