Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Desinvestimento para poder voltar a investir

investir-em-acçõesOs recursos escassos como os recursos financeiros devem ser muito bem geridos. Isto é fácil de dizer, no entanto a sua concretização nem sempre é fácil. Mas o que por um lado pode ser visto como algo pouco positivo, o desinvestimento tem as suas vantagens e benefícios.

Desinvestimento é deixar de investir em algo, mas não nos podemos limitar aos custos financeiros, por vezes existe o desinvestimento em algo através do factor temporal. O recurso mais escasso e que todos temos igual é o tempo, saber geri-lo é a diferença entre ser feliz ou não o ser. Pois muitas vezes utilizamos o nosso tempo de formas que não gostaríamos. Devemos melhorar sempre. Saber aplicar o nosso tempo é essencial para que possamos atingir as nossas metas.

Desinvestimento para poder investir

Sabendo que o dinheiro faz parte também dos recursos escassos, investi-lo deve ser um acto refletido, devemos por isso perguntar-nos se não poderíamos investir esta soma num outro investimento ou empreendimento que nos trouxesse mais mais-valias. De salientar que as mais-valias podem ser de várias ordens. Por exemplo investir num negócio que nos agrada mais, investir para obter maiores rendimentos. Acho que isto é algo que todos gostamos, obter bons rendimentos com os nossos investimentos.

A ideia essencial é libertar recursos para poder investir noutros activos.

Escolher investimentos

A vida é feita de escolhas, e temos que viver com as nossas próprias escolhas, geralmente pagamos os nossos próprios erros, bem como o contrário. Não há ninguém melhor para gerir o nosso dinheiro que nós próprios. Opinar sobre as finanças pessoais e investimentos dos outros é sempre fácil, já gerir o nosso património nem sempre é assim tão fácil. Por vezes somos teimosos (diferença entre teimosia e persistência), a teimosia não leva a lado nenhum.

Dedicar algum tempo a refletir, ponderar e planear não é tempo desperdiçado, antes pelo contrário. As escolhas em todas as áreas não deveriam ser tomadas por impulso. Se bem que podemos aproveitar os nossos impulsos e ideias para amadurecer e se for oportuno concretizar. Só o tema da escolha de investimentos é um mundo, pois temos de ter em atenção o custo de oportunidade, que resumidamente é os investimentos que ficam por realizar. Se invisto 1000 euros na acção da empresa X, não posso utilizar esses mesmos 1000€ na acção da empresa Y. Se dedicamos o nosso tempo a algo, não podemos fazer outras coisas.

Novos investimentos

O ideal para realizar novos investimentos é utilizar rendimentos de investimentos anteriores, quem não quer que assim seja? Mas nem sempre é possível concretizar estes novos investimentos com esses rendimentos. Deste modo temos de voltar a analisar onde estamos a investir com resultamos aquém do esperado.

O reinvestimento: o investimento através de receitas é do melhor, mas poucas vezes acontece, geralmente utilizasse capitais alheios para fazer alavancagem (investimento com recurso a crédito), o que pode ser perigoso financeiramente.

Ponderar esses mesmos investimentos, e se se considerar que não estão a trazer o retorno esperado, desistir. Desistir não é mau, por vezes revela que estamos menos ligados emocionalmente, por vezes é um sinal de maturidade, experiência e conhecimento. Saber sair não é para todos, a bolsa tem dado grandes lições aos pequenos investidores nos últimos anos (infelizmente). Saber desistir pode proporcionar ficar a salvo de menos-valias.

Desinvestimento nos negócios

Quando investimos continuadamente numa área de negócio deixamos de fora outros investimentos ou outras oportunidades. O desinvestimento numas coisas permite o investimento noutras. Ora se uma empresa investe em anúncios de televisão repetidamente, talvez seja boa ideia, fazer publicidade em radios e jornais, e/ou vice-versa. Ou caso seja possível, até poderá parar o investimento em marketing durante algum tempo para ver qual o impacto que origina, isto quando não se sabe a correlação entre o valor investido em marketing e as vendas. Pessoalmente acho que poucas são as empresas que têm essa noção do que realmente funciona.

Os meus novos investimentos

Cada vez mais os artigos do blogue estão relacionados com as situações com que me deparo, recentemente decidi desinvestir no negócio dos domínios de internet, não desisti dos negócios online. Mas tenho agora disponibilidades para investir noutros negócios e noutras áreas.

A poupança será canalizada para mais investimento publicitário, nomeadamente aos meus novos projectos online bem como a um projecto agrícola que pretendo iniciar este ano. Depois de desistir da ideia (a minha primeira ideia de negócio) , ou será que apenas a congelei! Decidi reactiva-la.

Acho que os melhores investimentos acontecem naquilo dentro dos nossos interesses pessoais. Vou investir na agricultura. Sou capaz de escrever também qualquer coisa sobre esse projecto no futuro, aprecio o sector primário da economia como está bem patente nos artigos que já escrevi sobre o assunto (artigos sobre agricultura).

No curto prazo, vou canalizar as poupanças realizadas com a não renovação de domínios de internet em mais publicidade online. Se perder menos tempo com domínios, posso por exemplo dedicar-me mais ao blog, gostava de conseguir publicar 1 artigo por semana, vamos ver se me foco e dedico.


Siga-nos também em Follow

Comentários

  1. Miguel diz:

    Olá Nuno.
    Parabéns pelo artigo e por tantos outros já publicados.
    Espero que mantenha este espaço o qual permite a muita gente obter muitas noções, clarividência e até inspiração para ‘aquele” projeto teimosamente adiado.
    Com efeito, a dispersão em multiplos projetos gera inevitavelmente a perda do foco e, consequentemente, a perda de qualidade.
    Mas, não querendo menosprezar o setor primário da economia, espero que mantenha este espaço.
    Nota: Não se esqueça que, caso pretenda sulfatar ou aplicar um pesticida qualquer, deve tirar a licença de “aplicador” recentemente exigida por Lei :-)

    • Nuno Casimiro diz:

      Olá Miguel

      Obrigado pelas suas palavras

      Este blog há-de continuar, eu até gostaria de escrever mais. Mas o tempo não dá para tudo.
      Tenho de me focar nisso.

      Ainda tenho de tirar um curso de agricultor :-)

      Votos de sucesso

  2. António Marques diz:

    Boa análise, parabéns.
    Permita-me de fazer aqui um apelo, a investidores interessados na criação em projetos que estou a desenvolver na agro industria, com grande futuro, baseado em produtos e processos inovadores.

    Aos interessados envio-lhes o meu email para mais informações.
    Cumprimentos.