Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Comprar versus investir, a decisão é sua!

Na abordagem a este tema vamos faze-la de uma forma muito centrada na questão monetária, assim importa definir desde já o que é comprar e investir, apresentando depois então as suas diferenças. A semelhança entre os 2 actos, é que ambos são uma aquisição.

O que é comprar

Comprar é quando se adquire produtos ou serviços que satisfazem necessidades, sejam elas qual forem, comprar é ter despesa. Despesa inicial, custo de aquisição e posteriormente custo de manutenção. Por exemplo a aquisição de um automóvel. Primeiro paga-se (comprar-se), depois tem que se fazer as manutenções (mais saída de dinheiro) e por fim vende-se por uma pequena porção do que custou inicialmente, é caso para perguntar se existe pior negócio que a aquisição de uma automóvel novo. Comprar é aquisição de despesas.

O que é investir

Investir é quando se adquire algo que vai gerar rendimentos no futuro, sejam juros, dividendos, comissões, mais valias e resultados financeiros. Aqui adquire-se não uma despesa, mas um fluxo de entrada de ganhos financeiros para o futuro. Quando se compra acções de uma empresa cotada em bolsa que paga dividendos regularmente, obtêm-se rendimentos através dos dividendos e ainda se pode ganhar através da valorização das acções, neste caso até existe um despesa que é o custo da manutenção da carteira de acções e que diminuirá a rendibilidade do investimento. Investir é adquirir rendimentos futuros.

Diferença entre comprar e investir:

Quando se comprar bens ou serviços não melhora a sua condição financeira no futuro, enquanto que se investir está a criar riqueza para o futuro. O dinheiro acaba por sair da sua conta à ordem, deixa de estar disponível essa é a semelhança entre os dois actos.

Quando se compra está-se a pensar no presente, quando se investe está-se a pensar no futuro.

É preciso determinação para resistir à tentação de comprar e começar a investir, existem desejos e ambições que condicionam todo este processo. É legitimo querer ter o telemóvel de última geração com mil funções tal como o é a moto 4 para “curtir” nos fins-de-semana ou a casa de férias para passar uns dias de vez em quando. Todos temos direito a concretizar os nossos sonhos, a isso chama-se comprar a felicidade, se investirmos podemos ter essa felicidade na mesma, teremos é que a adiar. Pois esses objectos podem ser adquiridos com os rendimentos gerados por um investimento que é efectuado hoje.


Siga-nos também em Follow

Comentários

Os comentários deste artigo estão fechados.