Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Comprar e vender carros para rendibilizar o tempo livre

O mercado automóvel é bastante apetecível, pois todos querem ter o seu próprio automóvel para se poderem deslocar no entanto como grande parte das pessoas não tem dinheiro para comprar um carro novo opta pelo mercado de usados. O mercado de usados pode ser dividido em 4 grandes grupos: veículos de baixo valor, automóveis semi-novos, veículos de trabalho e apenas usados.

Veículos de baixo valor

Os carros até 1000 Euros podem ser incluidos neste grupo, têm por norma mais de 10 anos e são a solução ideal para quem acabou de tirar a carta e para quem tem efectivamente pouca disponibilidade financeira e não se quer endividar.

Estando inspecionados e a andar sem problemas, pode-se fazer negócios com boas margens, consegue-se ganhar 50% sem grandes chatices. Comprar um carro por 400€ e vendê-lo por 600€ não parece ser missão impossível  já que o valor continua a ser baixo. O truque aqui é sempre fazer boas compras e ter a sorte de não haver nenhuma avaria no tempo em que se possui. Uma outra vantagem na comercialização de carros de baixo valor é que não necessita de financiamento, sendo por isso os negócios fechados na hora e sem recurso a crédito.

Automóveis semi-novos

O remarting de viaturas através de um limpeza profunda e do excelente aspecto exterior do veículo sempre deu os seus frutos escoando frotas provenientes de empresas de aluguer de veículos. Também podem ser provenientes dos chamados automóveis de serviço, que por razões comerciais (Rapel das distribuidoras de automóveis) ou simplesmente para fazer demonstrações a clientes ou da equipa comercial da empresa são vendidos apenas com alguns meses. Para o comum dos negociantes de automóveis podem utilizar leiloeiras de automóveis como fonte de viaturas. Em menor percentagem podemos encontar veículos em que os proprietários não conseguiram suportar as prestações do empréstimo do carro ou contrato de leasing e de aluguer de longa duração e se limitam a entregá-los.

Aqui a perpectiva do negócio funciona em termos de valor já que em termos de margem de lucro não é muito elevada. Comprar um carro por 20 000€ e vende-lo por 25 000€, não é impossível, ganha-se 5000€ mas a margem é só de 25%, é, no entanto,  necessária elevada disponibilidade financeira para concretizar os negócios.

A coisa mais engraçada nestes veículos é que às vezes  os preços estão mesmo muito próximos dos automóveis com Zero quilometros!

Veículos de trabalho

Os automóveis ligeiros de mercadorias também são um mercado interessante. Regra geral são resistentes, podendo contar com milhares de quilometros ou dezenas de anos e estarem ainda com força para trabalharem sem darem grandes problemas aos seus proprietários. A polivalência destes veículos permite satisfazer vários tipos de clientes ou potenciais compradores.

As carrinhas de caixa aberta, chassis com cabine, ligeiros comerciais (vans) e as carrinhas fechadas são provenientes maioritáriamente de frotas das empresas e profissionais independentes, e têm no mercado como potênciais clientes pequenos empreendedores que necessitam de um veiculo de transporte, mas dispõem de poucos recursos ou pessoas que necessitam fazer transportes ou mudanças e não querem recorrer a serviços de aluguer de veículos. Já que pelo que se paga por um aluguer de uma carrinha do tipo Ford Transit pelo periodo de um mês é quase suficiente para comprar uma carrinha do mesmo género com menos de 20 anos e depois ainda a pode vender.

Existem boas oportunidades em veículos com mais de 4 anos, provenientes das empresas, pois é por norma quando têm um valor comercial de zero nos seus balanços por força das amortizações acumuladas. Os automóveis têm normalmente uma taxa de amortização de 25% ano nas empresas, logo é financeiramente vantajoso efecturem troca da frota aos 4 anos para usufruirem da dedução.

Usados

Os automóveis usados são a alternativa económica para quem quer ter um carro em condições razováveis e sem gastar muito dinheiro. É o maior mercado de automóveis usados, na verdade são milhares que estão para venda, seja na posse de comerciantes ou particulares. Estes são maioritariamente provenientes do utilizador particular.

A comercialização de automóveis pode passar por momentos difíceis, mas existirá sempre alguém a precisar de trocar de carro seja porque razão for, troca por maior, por melhor, mais económico, melhor  perfomante, mais confortável, maior versatilidade, ou simplesmente compra carro porque nunca teve.

Um dos primeiros negócios de comercialização que me despertou interesse foi no mercado automóvel, pensava eu que poderia ganhar algum dinheiro neste tipo de actividade. Nunca consegui fazer grandes negócios.

Existem muitas oportunidades para ganhar dinheiro com actividades relacionadas com o sector automóvel, no caso da comercialização é necessário fazer boas compras e conseguir vender rapidamente. Sendo um mercado apetecível é normal que exista muita concorrência e vendedores experientes que fazem valer os seus conhecimentos e contactos para ganharem a vida. Tal como na maioria dos negócios é necessário aprender e dominar todas as vertentes do negócio para ser bem sucedido, um bocadinho de sorte também não faz mal a ninguém.


Siga-nos também em Follow

Comentários

  1. Juliano Augusto diz:

    Muito bom artigo, explica bem detalhadamente, compra de carros é sempre uma incerteza, o carro pode parecer bonito por fora e nem tanto a parte de motor, chassis, etc… Li esse e-book que me ajudou a economizar cerca de 20% na compra de carros, ganhando de R$1000 até R$5000 em uma simples compra ,. Mas gostaria de saber amigo, se realmente compensa comprar carros importados e trazer para o brasil ?