Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Como se ganha dinheiro em organizações sem fins lucrativos

Uma organização privada sem fins lucrativos tem como objecto social promover uma causa, ajudar pessoas ou promover actividades, como a cultura, desporto, educação ou simplesmente ajudar pessoas desfavorecidas. É gratificante poder ajudar os outros e existem boas razões para ajudar os outros, mas eticamente não podemos utilizar os fundos captados em benefício próprio.

Este artigo explora um pouco este assunto. Pois por vezes somos abordados por apoiantes/defensores de causas que nunca mais acabam. Se em certa medida temos o dever cívico de ajudar, também existem razões para não o fazer. Existem formas de ajudar os outros sem ter de doar dinheiro!

Ganhar dinheiro com donativos

Apesar de aparente ser uma boa causa muitas destas organizações têm outros objectivos! O objectivo de ganhar dinheiro com base em donativos, contribuições e apoios.

Quando as pessoas que estão à frente deste tipo de iniciativas são jovens, demasiado jovens, a questão fica no ar! Porque está esta pessoa à frente deste organização? Não que a idade, ou juventude tenha algo de errado, o problema está sempre nas pessoas. Se umas tem um espírito de missão outras não o têm.

Pessoalmente gosto de ver à frente pessoas que já não tem interesses financeiros, a fundação do Bill e Melinda Gates é um desses exemplo. A fundação tem como objectivo principal ajudar os outros. Distribuindo riqueza, a deles próprios juntamente com os fundos que conseguem angariar e com a sua própria fortuna pessoal. Existem muito outros exemplos mas geralmente pessoas já com uma certa idade e que querem deixam um legado.

A causa é só para o marketing

Por vezes damos conta de centenas de organizações que têm um objectivo nobre e onde é possível ajudar causas que merecem a nossa atenção. Contudo nem sempre as pessoas que estão por detrás destas organizações tem a ética necessária para desenvolver uma actividade de cariz social ou humanitário porque:

  • A organização é apenas um veículo para não pagar impostos. Isto desvirtua tudo pois é uma forma legal de não pagar impostos.
  • A organização é forma de ganhar dinheiro. Através da inclusão de facturas de serviços e produtos que pouco ou nada têm a ver com o objecto da sociedade.

Vi em tempos uma mini organização portuguesa que já estava a expandir-se e a lançar o projecto (causa) no Brasil e até dá para rir. Ficam as férias pagas, como que se fosse trabalho para a organização.

Mostrem as contas

Eu sou a favor e apoio este tipo de iniciativas, contudo exige-se clarificação das contas. Defendo que as contas (demonstrações financeiras) destas organizações deveriam ser tornadas públicas, seja através de um portal do Governo ao através do website da própria organização.

Só assim é possível analisar para onde vai o dinheiro que lhes é doado: se para as causas e seus beneficiários se para aquisição de viaturas topo de gama dos administradores/promotores ou viagens para destinos paradisíacos e que nada têm a ver com a defesa da causa. Almoços e outras formas de “estourar” o dinheiro que supostamente seria para apoiar a causa que esteve na origem da organização.

As pessoas que trabalham nestas organizações

Nem todas auferem salário. Existem muitas pessoas com voluntarismo e que por vezes participam em determinadas acções e não estão cientes de como funciona realmente a organização para a qual cedem o seu tempo. Como podemos verificar pode ainda “contratar” funcionários/trabalhadores a custo ZERO. É um negócio do outro mundo!

Conclusão

Se os donativos vão para despesas administrativas, então não se ajudam os beneficiários das causas, mas sim os detentores dessa organização e seus amigos/parceiros. Com base num doença,  numa condição social ou em algo desfavorecido pode criar-se um organização sem fins lucrativos. Motivos não faltam para fundamentar a criação de um negócio com base em donativos.

Cada vez gosto menos de trafulhices e esquemas para enganar o próximo!


Siga-nos também em Follow

Comentários

  1. Carla diz:

    Olá Nuno

    Mas não é por haver alguns pessoas com menos ética que vamos deixar de apoiar boas causas.

  2. Nuno diz:

    Olá Carla
    Vi, hoje o seu comentário.
    Concordo plenamente, existem instituições que merecem todo o nosso apoio e tem uma missão que nos ajuda a todos. As boas causas devem ser apoiadas
    Votos de sucesso

  3. Pedro Silva diz:

    Faço todos os meses um donativo a uma causa que acho que o merece.
    No entanto, aproveito esta oportundiade e confesso já ter sido burlado por pessoas que se fizeram passar por funcionários de uma instituição.
    Estavam num centro comercial com uma banca, produtos, crachás e tudo (ou quase tudo) em ordem.
    Nessa ocasião fiz um donativo de 50euros.

    Como sempre procuro ter um recibo desses donativos, e aquele nunca mais vinha, decidi ligar a essa instituição e pedi-lo. Para minha surpresa informaram-me que nunca tinham tido uma banca nesse CC e que já não era a primeira vez que o faziam.

    Os burlões chegam a apresentar cópias do Diário da Républica aos responsáveis dos locais onde pretendem fazer as burlas deles.

    Informaram-me, da insituição, que a solução será pedir sempre o BI da pessoa a quem esteja a fazer o peditório.

    Espero que contribua para despertar alguns leitores de modo a evitar futuros casos como o meu.

  4. Noémia Santos diz:

    Faço neste momento parte de um grupo que está a criar uma organização cultural sem fins lucrativos. Algumas informações deste artigo foram importantes, desde já obrigado. Será que tem mais informação relativamente a financiamentos e investimentos neste tipo de associações? Estamos no início e a procurar todo o tipo de ajuda que podemos. Obrigado desde já.

  5. hugo prudencio diz:

    olá,eu chamo me hugo prudêncio e vivo na ilha da madeira…estou a criar uma assoçiao ,para tentar ajudar as pessoas mais necessitadas, mas as verbas são muito poucas ñao estou a conseguir o meu objetivo para fazer a legalizaçao da associação,fiz um pequeno bar de apoio, o instituto habitacional da madeira ja nos cederam o espaço que estou extremamente agradecido,mas falta para a legalizaçao…estou me a voluntariar porque muita pessoa que lido e veijo esta passando muita necessidade, e estava pronto para o que pudesse fazer…mas precisava de fundos para legalizar ..espero que tocasse no vosso coraçao para me ajudarem ……um grande abraço hugo miguel teles prudencio.

  6. veronica sampaio diz:

    Boa tarde? Quero compartilhar aqui a associacao comunitaria e profissionalizante f jovemaprendiz no ceara, visando qualificar os jovens e inseri-los no mercado de trabalho. Preciso de ajuda pra montar uma biblioteca para eles. tipo: livros, prateleiras, armarios. que quiser ajudar favor nos informar por email para passarmos maiores informações. Se for ajuda em dinheiro, sera informado a conta tambem. obrigada!