Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Começar um negócio sem investimento inicial

Para iniciar um negócio não é necessário dinheiro. Existem alguns modelos de negócio que permitem o seu lançamento sem ser necessário qualquer investimento inicial. As hipóteses são várias e algumas foram já aqui apresentadas, por exemplo algumas ideias foram afloradas no artigo abrir um negócio com pouco dinheiro.

Tendo esta ideia como base (Começar um negócio sem investimento inicial) e onde o risco financeiro é nulo, chegamos à conclusão, que para ter um negócio basta apenas querer e ter tempo para o desenvolver. Como somos nós que gerimos o nosso tempo, são 24 horas num dia, se dormirmos 8, utilizarmos 2 horas para refeições, ainda nos sobram 14 horas para produzir ou simplesmente fazer coisas.

Antes de listar as alternativas, e há-as para todos os tipos de pessoas e géneros, há que referir que se o investimento financeiro tende para zero, o investimento ocorre em tempo em forma de trabalho e a remuneração sob a forma de objectivos. Os negócios relacionados com a internet ficam de fora deste artigo.

Tem de se fazer alguma coisa para ganhar o dinheiro, normalmente são vendas. Ninguém dá nada a ninguém.

Dar explicações

Um exemplo clássico e bastante antigo: dar explicações. Esta actividade pode ser realizada por professores e alunos. Um aluno do 11º pode dar explicações com facilidade a outro aluno do 7º basta que tenha jeito e goste de saber mais. Para um professor dar explicações acaba por ser um rendimento extra, enquadrado na sua vocação. O que é necessário: o passar a palavra nas escolas é a melhor divulgadação. Esta oportunidade restringe-se ao meio escolar.

Formação – Workshops

Cada vez mais o conhecimento é um recurso que pode ser capitalizado, assim quem sabe pode utilizar esse conhecimento e transformá-lo  num negócio. Com um investimento mínimo podem ser organizados colóquios e workshops sobre quase todos os assuntos. Seja Workshops culinários, Workshops sobre técnicas mecânicas, workshops sobre gestão de páginas do Facebook, workshops pastelaria, workshops de criatividade, Workshops financeiros, etc. Não é difícil organizar um evento, basta ter assunto, depois mediante o valor das inscrições (pagamento antecipado) será só reservar uma sala num hotel para a realização da iniciativa.

Recentemente fui a um workshop de alimentação vegetariana, realizado na cozinha de uma escola.

Fazer angariação de clientes e mediação

Existem geralmente 2 tipos de mediação que podem ser transformados num negócio, são negócios de venda de serviços. Na vertente mais simples não é necessário qualquer investimento financeiro para lhes aceder, embora por vezes seja necessário possuir formação específica para aceder a estas oportunidades. Ser mediador de seguros, ou ser um mediador de crédito (os chamados consultores financeiros) permite obter rendimentos sobre clientes angariados para determinada instituição ou simplesmente receber uma comissão pelas suas vendas.

Ser angariador, levar clientes para uma empresa de forma pura, pode ser realizado de diversas formas, seja através de contactos

Onde procurar: Seguradoras, mediadores de seguros (com dimensão), imobiliárias e empresas de telecomunicações.

Vender à comissão

Depois da venda de serviços, existe um mundo inteiro de possibilidades de venda de produtos que pode ser realizada através de vendas à consignação ou até mesmo vendas por catalogo. Existem nesta capitulo algumas empresas ou produtos mais famosos, mas também existem oportunidades por explorar. Pois quando as oportunidades são abertas, qualquer um pode vender caminha-se para a hiperconcorrência. Provavelmente não há em Portugal quem não conheça a tupperware, ou quem não conheça alguém que venda e as famosas reuniões de chá/lanche para apresentação de produtos. Existem empresas em que os produtos de demonstração têm de ser adquiridos.

Algumas empresas que vendem os seus produtos através distribuidores independentes ou comissionistas
  • Electrodómesticos de Cozinha: Bimby
  • Utensílios de cozinha: Tupperware
  • Sistemas de limpeza (aspiradores): RainBow, Kirby e Ritello
  • Suplementos alimentares: Herbalife
  • Cosmética: Avon, Oriflame
  • Empresas de publicidade, venda de publicidade à comissão
  • Empresas de segurança, venda de extintores e ou alarmes à comissão

Nalguns dos casos anteriores, os produtos são vendidos com base na estratégia de demonstração de produto nos próprios lares das familias, o  que coloca  o produto logo dentro de casa e depois é só pagar :-)

A técnica das demonstrações é uma boa forma de impulsionar vendas, a imagem deste artigo é uma das “ferramentas de cozinha” mais utilizada cá em casa. Adquirida numa feira (FIL artesanato) há alguns anos atrás, não propriamente barata mas que se revelou uma aquisição muito útil. Pois por vezes compram-se equipamentos ou utensílios que raramente são utilizados (desperdício financeiro).

Mais algumas ideias podem ser encontradas na secção negócios de baixo investimento

Os melhores produtos para vender são os que ainda não são vendidos através de distribuidores. Para fazer isso acontecer será necessário contactar as indústrias que produzem o produto que se pretende vender bem como as empresas do sector em que se prende comercializar. Muitas oportunidades estão em aberto, pois quem não pretende vendedores comissionistas para os seus produtos, onde o encargo financeiro é zero? As receitas provêm dos resultados ou seja através das comissões de venda.

Por vezes somos tentados a pensar que para iniciar um negócio é necessário muito capital, mas nem sempre é assim. É certo que o negócio propriamente dito não é nosso, mas recebemos em função do que realizamos, tal como quando possuirmos um negócio. É o risco do empreendimento.

A experiência em vendas é fundamental para criar um negócio, por isso nada melhor que aprender a vender, para depois utilizar essa experiencia em benefício próprio.

Tal como tudo, começar um negócio sem investimento inicial tem as suas desvantagens, pois na maior parte dos casos não existem patamares mínimos de remuneração. No limite e no pior dos cenários todos os esforços de venda ou de execução de serviços podem traduzir-se em perdas: por exemplo de tempo. Já se a actividade requer deslocações acabamos forçosamente por incorrer em perdas. São os riscos de grande parte destes negócios. Mas penso que não são inibidores da não experimentação.


Siga-nos também em Follow

Comentários

  1. lucio diz:

    boas
    tenho uma ideia no ramo automovel.
    mas nao sei como registar nem como a divulgar…
    conseguem ajudar???

  2. Francisco Cláudio diz:

    Boa tarde
    Quero arrancar com o negócio de consultor de marketing digital. Estou desempregado e não tenho recursos. Quer isto dizer que tenho de começar através do método “custo zero” ou sem custos.
    Tenho computador, bastante tempo, internet e tenho bases solidas acerca de Comunicação Social (to a tirar uma licenciatura em Comunicação Social – Comunicação Cultural), sou bloguer e por fim acredito viemente nas capacidades da internet e nas redes sociais.
    Podem ajudar-me com aconcelhamento ou outro.

    Obrigado

    Francisco Cláudio

    • Nuno Casimiro diz:

      Olá Francisco

      Obrigado pelo seu comentário

      Pode ler os artigos do meu blog, acho que lhe podem dar boas dicas ;-)

      Votos de sucesso

  3. antoni diz:

    quero muito trabalha só não posso pagar nada

  4. jose diz:

    boas desde ja gosto muito dos seus posts pois tem-me dado algumas ideias mas infelizmente não tenho meios para iniciar o que quer que seja, e sem meios nada se inicia neh…
    você me poderia dar umas ideias de se seria possível o centro de emprego dar apoios financeiros para abrir negócios ou algo do género, eu já tenho bastante pratica na área de cafés pois praticamente quase que nasci lá, desde pequeno que eu gostava de ir com o meu pai para o café que ele tinha mas infelizmente não consegui aguentar e encerrou as portas, gostava de abrir um café, com algo mais até se possível tipo restauração,,,mas falta os meios para isso ser possível….alguma dica…desde já obrigado e bom trabalho com o site.

  5. humberto silva diz:

    bom dia,pretendo abrir um negocio(padaria).tenho carteira profissional e 10 anos de experiencia no ramo de panificaçao,pretendia ajuda para lançar uma pequena padaria.agradeço a compreençao e aguardo resposta,obrigado.

  6. EUGENIA BRITO diz:

    bom dia,pretendo abrir uma loja de souvenir,na minha localidade nao tem nenhuma por agora onde pretendo vender alem de artesanatos local de jovens artesaos sabonetes artesanais e biojoias feitos por mim como tambem camisolas com logos e fotos de cabo verde .tenho experiencia no ramo de vendas ,pretendia ajuda para orientar e se possivel na gestao de uma pequena guesthouse que sou socia e nenhum de nos temos conhecimentos de gestao nem de administracao .agradeço a compreençao e aguardo resposta,obrigado.