Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Atenção aos custos escondidos no telemóvel

imagem de um telemóvelA poupança ou a despesa ocorre por vezes sem dar-mos por isso, a última situação que me ocorreu é mais uma lição de como é difícil controlar os gastos de pequenas despesas domésticas. Hoje em dia é comum qualquer pessoa possuir um telemóvel, eu não fujo a essa regra, neste caso tenho um cartão pré-pago sem qualquer controlo dos custos.

Tudo poderia ter sido diferente, se possuisse um tarifário pós pago com factura detalhada ou se possuisse factura detalhada das comunicações móveis. Contudo, não realizo muitas comunicações, os custos também são sempre pequenos. Ora, o que cada vez é mais evidente que nenhum custo pode ser descurado, por mais pequeno que ele seja.

O caso do saldo que desaparecia

Após efectuar o último carregamento, em menos de 10 dias vi que o saldo “se tinha literalmente sumido”, liguei para a linha de apoio a clientes e falei um operador, que me forneceu a informação preciosa. Afinal de contas possuia uma subscrição de um serviço de televisão no telemóvel, que não me recordo de ter aderido, ou se alguma vez aderi. Ao que me foi referido possuía este serviço há bastante tempo, que nem conseguiam saber como nem quando aderi à televisão no telemóvel.

A realidade é que andei a pagar um serviço que custa mais ou menos 2 Euros por semana, nos últimos meses ou anos. 2,14 x 52 = 111,28 Euros por ano. Sem usufruir

Confirmar o que se está a pagar

Por vezes são nestas pequenas despesas de se atira dinheiro fora, pois os valores baixos e é precisamente onde existe menos controlo, o que origina e propícia estas situações. E como sabemos o conjunto de pequenos desperdícios geram um grande desperdício, pela oposição do ditado popular, grão a grão enche a galinha o papo.

O que pode estar a ser debitado na conta do telemóvel

Para além das comunicações móveis ditas vulgares: chamadas de voz e sms, podem estar a ser debitados na conta serviços que por vezes as pessoas nem subscreveram ou se subscreveram não tinham qualquer intenção de o fazer:

  • Internet no telemóvel
  • Televisão no telemóvel
  • Tarifários especiais ( custo fixo para comunicações específicas)
  • Jogos no telemóvel
  • Astrologia
  • Dicas várias, provenientes de serviços de valor acrescentado, debitado na conta do cartão de telemóvel

Fica a chamada de atenção

Já no passado tinha acontecido algo parecido com a minha mãe, através de subscrições forçadas ou através de campanhas de angariação de novos subscritores onde para experimentar oferecem um período gratuito de utilização dos serviços. As pessoas esquecem-se e depois ficam com o custo que debitado regularmente e não dão por isso.

Devido a este acontecimento pode ser boa ideia, confirmar o que está a ser debitado na conta do cartão de telemóvel regularmente, o que pode originar uma poupança ou a eliminação de um desperdício substancial ao fim de algum tempo, visto que subscrever serviços que não se utilizam ou não possuem utilidade é como deitar dinheiro para o lixo.


Siga-nos também em Follow

Comentários

Os comentários deste artigo estão fechados.