Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Alguns negócios baseados na recuperação e reutilização

A reciclagem começou a ser vista com outros olhos já na época de 70, no entanto hoje em dia já é vista como uma forma de negócio bastante rentável, além de todos os benefícios que tem para a sociedade. O negócio dos desperdícios é bastante rentável, possibilitando o aparecimento de grandes fortunas.

Material informático

Hoje em dia a aquisição de material informático é quase uma obrigação, principalmente para quem tem filhos em idade escolar. Por isso a compra constante de material informático faz com que outro material já existente deixe de ter qualquer utilidade e nem sempre se sabe o que fazer com ele. Tem aqui uma oportunidade de negócio na área de reciclagem, a reciclagem de material informático. Depois da angariação de vários produtos poderá facilmente reutiliza-los para outros fins e fazer desse seu negócio um negócio de utilidade pública.

Metais

A área dos metais é também vista como uma boa fonte de rendimentos na reciclagem. A aquisição de novos bens nem sempre implica a aquisição de bens em primeira mão e por vezes o reaproveitamento de material poderá ficar muito mais em conta, além de que ainda está a ajudar o ambiente.

Energias renováveis

A área de reciclagem está paralela ao bom uso do planeta, e a melhoria do ambiente. Por isso poderá usar as energias que este dá para fazer a reciclagem dos mesmos e ainda usufruir disso, por isso a instalação de painéis solares, ou até reaproveitamento do calor da lareira podem ser uma boa forma de iniciar um negócio. Além de estar a contribuir para o bom ambiente está ainda a ter uma fonte de rendimento que não tem quase investimento nenhum além daquilo que a natureza dá constantemente.

Papel

Se pensarmos na quantidade de papel que é deitado ao lixo, e da quantidade de árvores que têm que ser abatidas para que haja papel para os vários fins, percebemos a importância que a reciclagem tem nos dias de hoje. Hoje em dia existem imensas empresas que se dedicam a reutilização, e reciclagem de papel já utilizado. Esta é também uma boa forma de negócio já que são toneladas de papel utilizadas diariamente e nem sempre têm o melhor fim.

A área da reciclagem e aproveitamento de bens disponíveis é um negócio com boas possibilidades de expansão para os próximos anos, tirando partido do valor residual dos objectos o  transformando-os novamente em objectos úteis e de valor acrescentado.

Para ter algum sucesso em alguns dos ramos da reciclagem convém passar ao consumidor final vantagens, nomeadamente no preço de aquisição ou de venda, pois muitas vezes sem um incentivo é difícil convencer as pessoas a terem uma atitude mais pró activa com o ambiente e com ao nosso planeta.

É caso para dizer que: ganhar dinheiro com o que os outros não querem.


Siga-nos também em Follow

Comentários

  1. Renato Ribeiro diz:

    Caro Nuno,

    Aproveito desde já para o felicitar por esta preciosa página que possui uma vasta e diversificada informação para o grande mundo dos negócios. Um Bem Haja.
    Aproveitava ainda para lhe pedir uma ajudinha que tem haver concretamente em saber como funciona o negócio da reutilização/reciclagem de roupas usadas/velhas e como é que este negócio pode ser gerador de elevados imputs financeiros.

    Obrigado,

    Cumprimentos,
    Renato

    • Nuno diz:

      Olá Renato
      Agradeço as sua simpáticas palavras
      Possuo um artigo que aborda um pouco esse assunto: http://investidor.pt/loja-para-venda-de-produtos-em-2%C2%AA-mao/
      No caso do vestuário, não conheço o mercado, já vi algumas lojas de roupa usada, para crianças e não só. Só não sei quem comprará :-(

      Já a reutilização de peças de tecido (roupas rasgadas ou cortadas em tiras) permite criar as chamadas “mantas de trapos”, em teares. O que pode ser uma forma inteligente de fazer este aproveitamento. Outra ideia seria criar vários tipos de peças, como: tapetes ou espreguiçadeiras com tecidos usados.

      Votos de sucesso

      • Renato Ribeiro diz:

        Olá Nuno.

        Muito obrigado pelas suas dicas (tapetes ou espreguiçadeiras com tecidos usados) que efectivamente poderá ser uma forma diferente e de certo modo inovadora na área da reutilização de peças de tecido.
        Segundo o que ouvi dizer, existem na cidade de Braga pelo menos 2 empresas que se dedicam à recolha de roupas usadas, depositadas em contentores que estão localizados em locais estratégicos. Para tal essas empresas pagam alguns centimos por Kg de roupa usada recolhida nesses contentores à instituição/organização que aceitou a implementação desses contentores perto das suas sedes/valências. Não sei concretamente é o destino desses mesmos materiais e como deles se poderão obter rendimentos.
        Neste momento não me recordo do nome dessas duas empresas, mas vou tentar reavivar a memória e concerteza que na próxima já poderei indicar o nome dessas empresas.

        Cumprimentos e votos de sucesso