18 ideias para negócios rentáveis e sustentáveis

bons-negóciosIdeias de negócios existem muitas, mas nem todas são económicamente rentáveis o que as tornam não sustentáveis. A sustentabilidade é a sobrevivência do negócio, e para um negócio poder perdurar no tempo tem de ser rentável. Parece confuso, mas não é assim tanto!

Listar ideias que obedeçam a estes critérios não é fácil nem consensual, pois não é certo que todas as empresas nestes sectores consigam manter actividade. Mas por exemplo, acredito que haverá sempre produção de legumes e fruta, contudo isso não garante que todas as empresas que se dediquem à produção de qualquer um deles produtos, sobrevivam.

Um negócio para ser sustentável tem de ser rentável, mas um negócio rentável pode não ter sustentabilidade.

Um negócio sustentável é um negócio capaz de perdurar no tempo, num horizonte temporal alargado de 10 ou 20 anos.

Um negócio rentável é um negócio que gera lucros (resultados positivos). Podendo apenas ser um negócio de ocasião.

18 NEGÓCIOS RENTÁVEIS E SUSTENTÁVEIS

Produção de produtos agricolas

A alimentação pertence ao grupo das coisas não dispensáveis, só por isso é infinitamente sustentável. Falta saber apenas o que produzir e a que preços. Mesmo fora do âmbito dos negócios, a agricultura de subsistência pode ser um óptima forma de iniciar uma actividade.

  • Produção de fruta
  • Produção de legumes

Produção de energia

A energia é o motor do desenvolvimento, muitas são as formas de poder obter energia. As energias renováveis ocuparam lugar de destaque nos últimos anos e irão ocupar cada vez mais espaço.

Na minha opinião, considero que a melhor forma de produzir energia eletrica é através de centrais de biomassa. Centrais que funcionam com madeira ou lenha, ou seja, pode ser aproveitada a limpeza de matas para produzir electricidade.

  • Produção de matéria prima combustível: madeira
  • Produção de energia fotovoltaica.

Fabrico e comércio de vestuário e calçado

O vestuário e o calçado fazem parte das necessidades básicas dos individuos. Tal como o sector alimentar, é uma área que não pode deixar de existir. As pessoas vão continuar a necessitar de vestuário para se protegerem do frio ou simplesmente porque, a não ser no Meco, o vestuário e calçado fazem parte do dia a dia.

  • Fabrico de sapatos de senhora
  • Confecção de casacos

Produção e distribuição de informação

Apesar de nos dias que correm os Orgãos de comunicação social estarem a passar diversas dificuldades, estas só acontecem porque os responsáveis não conseguem encontrar um modelo de negócio sustentável para as suas empresas. A questão é que ainda não  conseguiram adaptar-se  às últimas mudanças tecnológicas mas isto não faz do negócio da comunicação um mau negócio. O negócio da comunicação e informação é sustentável. É um assunto para desenvolver em breve.

  • Jornal temático
  • Rádio segmentada

Cuidados pessoais

Existem actividades relacionadas com o bem estar dos individuos que irão permanecer, a procura por estes serviços será estável para o futuro. No caso dos homens cortar o cabelo é um bom exemplo, no meu caso pessoal ocorre todos os meses. No caso das senhoras, mesmo que não seja necessário cortar ou acertar as pontas do cabelo, as colorações (para tapar cabelos brancos) acontecem de forma regular logo desde os 30 anos, aproximadamente.

  • Cabeleireiros de homens
  • Cabeleireiros de senhoras

Transportes

O transporte é o que permite a existência de mercados, caso não houve meios para alterar a localização de materias, viveríamos em dependente do que produzíamos para sobreviver. Sem deslocalização, as coisas seriam complicadas. Por exemplo: as grandes cidades não podiam existir.

  • Transporte de mercadorias
  • Reparação de veículos

Reciclagem

Os negócios que aproveitam desperdícios, são normalmente lucrativos. Ao recolherem o que ninguém quer, conseguem obter bens/objectos por um custo baixo de aquisição. Por exemplo a recolha de uma veículo para abate por valores em torno dos 100 Euros. Bastará vender o motor por 300 euros para obter uma grande rendibilidade.

  • Sucatas
  • Venda de peças usadas

Negócios relacionados com a natalidade

A natalidade irá continuara a acontecer, mesmo que de forma decrescente, assim os negócios relacionados com a natalidade tendem a ser sustentáveis, pois é um acontecimento que sustenta as sociedades. Existem muitos bons negócios relacionados com as crianças, pois os pais dão cada vez mais atenção aos filhos. Os filhos são tudo, mas são também uma despesa.

  • Clínicas pediátricas
  • Vestuário infantil

Negócios relacionados com a morte

Todas as vidas têm um fim. Com base neste princípio é possível desenvolver diversas actividades.Mesmo que por vezes não seja para todos, é um negócio como outro qualquer, pois alguém tem de tratar dos falecidos. Como é uma actividade que cria algumas barreiras é preciso ter um perfil muito específico mas permite obter boas remunerações dos capitais investidos.

  • Agências Funerárias
  • Crematórios

As ideias apresentadas para serem totalmente sustentáveis necessitam de um modelo de negócio acertado, nem todas as empresas nas áreas referenciadas são sustentáveis, basta por exemplo possuir uma estrutura de custos desajustada para deitar por terra a sustentabilidade e fracassar. Nota: Mesmo os negócios rentáveis podem ser destruidos pelo excesso de oferta, se houver excesso de oferta, os preços caem, a rendibilidade de um negócio por força da concorrência desce. Este pormenor também afecta os negócios sustentáveis!

Possuir uma estratégia para o negócio, é também um imperativo.

Subscrever actualizações

rss

Comentários

  1. moises diz:

    boas gostaria de saber se e preciso muito capital para fabricar texteis roupas.

    • Nuno Fernandes diz:

      moises, por fabricar entende-se uma linha de montagem de roupa, desde os tecidos até ao produto final…
      Certamente que irá gastar imenso dinheiro nas etapas completas desse negócio.
      Contudo, hoje em dia, muitos pequenos empresários estão a optar pela personalização. Isto é, pegam numa roupa ja feita de acordo com o que pretendem, e finalizam o produto com meros adereços e novas etiquetas… Isto, pode poupar tempo e dinheiro.
      Cumps

      Nuno AS Fernandes
      Rede Nacional de Mentores

  2. Edson Lopes diz:

    Boa noite pessoal,
    Eu vivo em Londres, pretendo abrir um restaurante em Lisboa mais tenho um pouco de receio por causa das crises que estamos a passar sera que e um bom investimento???

    Ou abrir qualquer negocio que dar lucrativo…
    Agradeço a vossa opinião

    Obrigado…

    • Pedro diz:

      Caro Edson,
      A hotelaria e restauraçao, são sem dúvida apostas válidas em Portugal. Lisboa pode ser uma surpresa porque tem cada vez mais oferta, no entanto, tenho uma ideia interessante para o Algarve.

    • Valter Souza diz:

      Estou no ramo de lavagens de viaturas, trabalho com frotas de várias empresariais, centros comerciais e parqueamentos privados.É o ramo do futuro, pois a tendência é cada vez mais haver carros no mercado. Temos oportunidades de negócios com baixo investimento. Procure nos.

      • paulo gonçalves diz:

        ola boa tarde, estou interessado em podermos falar sobre o negocio dos automóveis, meu numero telemóvel- 961740345

    • PedroG diz:

      Viva Edson, Tenho uma ideia um bocado diferente. Restauracao pode dar dinheiro mas tem que ser muito bem pensada e planeada. Boa localizacao, Encontrar um modelo rentavel (gama alta ou gama baixa com muitas vendas), boa organizacao. Depois nao esquecer de todas as legalidades e que a concorrencia e grande e claro esperar que Liboa cntinue a crescer em termos de turismo.

      Se e uma pessoa sozinha sem experiencia desaconselho seriamente.

      Ja agora, aluguei o meu restaurante e vim para londres trabalhar, porque ser’a?

      abraco

  3. Ismenia Harris diz:

    Eu estou a procura de ideias porem tenho amigos que acabaram de abrir um restaurante em Lisboa e estao positivos…tudo depende da propaganda!!!!

  4. Ariete diz:

    Olá, chamo me Ariete e neste momento estou em Angola a trabalhar. Gostaria de abrir um lar de idosos em POrtugal, será um negócio rentavel? Obrigado

    • Manuel Conceição diz:

      Olá Ariete
      Rentável talvez sim num período curto, se comprar ou tomar de trespasse um já existe e legalizado que cumpra todas as normas e regulamentos. Sustentável a médio longo prazo não sei se será, pois de ano para ano as normas e exigências vão sendo cada vez maiores, fazendo com que muitos dos ora cumpridores das regras doravante tenham dificuldade em cumprir, mais que não seja pela densidade de ocupantes, espaços de lazer obrigatórios, cuidados médicos e de vigilância profissional a tempo inteiro, etc.
      O que está em voga são “super” lares para idosos detentores de capital ou de boas reformas. A construir de raiz ou em palacetes adaptados, onde se paga jóia até para entrar.
      Nos lares de idosos para gente de fracos ou médios recursos, muitos deles dependentes do subsídio da SSocial no remanescente da pensão para pagar o lar, a própria Misericórdia se encarrega de os montar, auferindo também ela de dinheiro do Estado por mera transferência de verbas.

      Os lares passaram por um mau bocado (e bem), pois muitos deles eram autênticos buracos onde se guardavam (mal) idosos, sem qualquer carinho, conforto ou cuidados. Sem dignidade Humana quero dizer.

      Mas já que está em Angola, e se gosta de uma África mais “soft”, mais segura, mais próxima de Portugal, e se por acaso se interessar em investir num projecto de estufas de horticultura intensiva, veja o meu post abaixo como uma oportunidade diferente, cuja dimensão pode ser o que se quiser.

      Cumprimentos

      • Ana Maria diz:

        Ola Ariete,

        sou mediadora especializada no ramo das empresas… tenho alguns lares para venda ou trespasse em Portugal… se tiver interesse numa zona especifica ou se souber ja o que procura, posso enviar-lhe alguns dados para analise…

        Cumprimentos

        • Jpj comercial diz:

          Alô valter Sousa vivo em Angola tenho terreno bem localizado preciso entrar para o negócio que realizas,gostaria de rever sua ajuda.equipamentos,produtos de lavagem e fornecedores.
          JACINTO-angola

  5. tiago silva diz:

    boas
    gostaria de saber se apostar em venda de produtos agricolas , raçoes venda de animais
    se seria uma boa aposta. vivo na zona de penafiel-porto
    obrigado

  6. José António diz:

    bom dia
    Estou a pensar criar o meu próprio negocio, abrir uma frutaria na zona de vila do conde. Será uma boa escolha ou aposta.

    Obrigado

  7. Ines diz:

    bom dia, o meu namorado é técnico de electrónica, e tem tido muito trabalho fora do local de trabalho, reparações em casa por conta própria, e eu estive a pensar em abrir o meu próprio negocio com ele, isto é ele ter a própria oficina de reparações de electrodomésticos e eu ajudava o (em termos administrativos), será boa ideia abrir na zona onde ele vive que é uma aldeia perto da Lousã (Coimbra)??

  8. Alberto Costa diz:

    Olá, o meu nome é Alberto.

    Estou desempregado e meio perdido. Gostava de ter o meu negocio, mas o quê???
    Anteriormente trabalhavo num mercado abastecedor, onde geria um lugar de fruta. Tenho muito medo de tomar decisões. Alguém me consegue ajudar??? Estou mesmo perdido.
    Obrigada pela atenção.
    M. Cumprimentos,

    Alberto Costa.

    • fernandes diz:

      delfim fernandes.
      Não sei a sua idade, mas avaliando a sua mensagem pessimista queria tentar contribuir .
      Seguramente serei mais velho, e não estarei muito melhor de vida. Mas nunca baixei os braços. Tento sobreviver como posso, e até procuro parcerias, mas tenho notado que anda tudo à procura do que já não existe.
      De qualquer maneira, se achar que pode ser polivalente e quiser perder o medo, podemos conversar.

    • GSousa diz:

      Boa tarde a todos!

      É com muito gosto que encontro aqui várias pessoas com visão empreendedora, uns com ideias mais definidas que outros mas todos com vontade de “dar a volta por cima”. Para quem não tem como investir mas que gostaria de ter a oportunidade de trabalhar por conta própria, aconselho vivamente o Marketing de Rede que permite com pouco investimento criar uma rede de consumo de produtos de determinada empresa que proporciona ganhos justos e ilimitados por não existir um tecto de comissão máximo.

      Muitos começam no Marketing de Rede como base de lançamento para outros projetos ou investimentos porque criaram uma renda residual que permite que tenha o dinheiro a trabalhar para si e ter tempo para se dedicar a outros projetos ou investimentos.

      Existem várias empresas de Marketing de Rede de topo que já ajudaram milhares de pessoas a atingir a independência financeira. Por experiencia própria trabalho com uma em Particular e pela qual posso dar vos a conhecer o modelo de negocio. Como defensores deste modelo de negocio para se tornar num empresário com baixos custos e resultados imediatos encontramos o Donald Trump, Warren Buffet e Robert Kyiosaki entre outros.

      Fica a dica como uma das possibilidades de negocio com pouco investimento de capital.

  9. Ana diz:

    Boa Tarde

    Somos duas amigas que estávamos a pensar em abrir um negocio , pequeno mas rentável . Estamos no Algarve ( distrito de Faro ) e como sabe aqui funciona quase tudo sazonal. Gostaria de saber qual a sua opinião , qual seria a melhor aposta . Agradecemos qualquer ajuda . Obrigada

  10. samuel j. Bungo diz:

    Bom dia,gostaria de aprofundar o negocio de cuidado pessaois concretamente cabeleiro de homes esenhoras. Necessito de conselbos de como obter sucessos neste areas especificos . obrigado pea aten8çao

  11. Diogo Reis diz:

    Boas,
    Gostaria de saber se alguem porventura sabe o custo para puder abrir um centro de abate e reciclagem de veiculos?!
    Cumprimentos

  12. Manuel Conceição diz:

    Viva
    Tenho um projecto para horticultura intensiva sem utilização de solo e sob abrigo, em sistema de hidroponia, num mix de produtos a produzir para abastecimento de grandes resorts hoteleiros na ilha do Sal em Cabo Verde. Sou português, quadro expatriado aqui residente há muitos anos, conhecedor do ambiente de negócios, da administração pública e dos potenciais clientes.
    O projecto merece das autoridades locais todo o apoio e é considerado prioritário, beneficiando de largos benefícios fiscais.
    O mercado vale cerca de 6 milhões €/ano, neste momento sujeito a importações na ordem dos 90%, e o projecto visa em 4 anos atingir uma cota de 1/3.

    Procuro interessado em participar num projecto único a nível local, com enorme margem para crescer, que disponha de 100 mil euros e tenha capacidade para assumir a gestão administrativa.
    Agradeço respostas se verificadas estas 2 condições.

    • Jose Rui diz:

      Acho um negocio interessante sobre tudo em Angola, apenas necessitaríamos de reduzir ao máximo
      os custos de produção e poderíamos ter uma mina do ouro. fale me mais do que é necessário para começar a produzir…

      • Manuel Conceição diz:

        Viva, José Rui

        Tenho os custos quantificados para aqui, presumo que em Angola sejam superiores, a menos que houvesse isenção de direitos para as importações de consumíveis necessários à produção, ex: sementes, fertilizantes, substratos, desinfectantes, fito-sanitários, etc. Creio igual dependência do exterior no referente a materiais, excepto nas estruturas dos abrigos/estufas que poderão ser construídos com madeira local.
        Para começar precisa dos abrigos/estufas, máquina de fertirrega e depósitos de nutrientes. Ter água na proximidade e acesso a electricidade ou eventual gerador, sendo sempre este necessário mesmo se corrente eléctrica. Para dar uma ideia melhor, seria necessário o acesso a dados enfado-climáticos da região onde pretende montar, pois favorecem ou agravam a produção, o números de ciclos, etc.
        Dada a extensão do que seria necessário passar-lhe como informação, contacte-me por email que enviarei o que entender necessário. zmmsal@sapo.cv

        Saudações

  13. Maria da conceição diz:

    ola, tenho 40 anos e estou desempregada, e gostaria de abrir um pequeno negócio, rentável!
    Infelizmente estou totalmente perdida, pedia por favor, para me ajudarem. Vivo numa aldeia, onde há um café, não existe mais nada!
    Estou farta de estar em casa, tenho dois filhos e o dinheiro não chega, como o país está, acho melhor optar por um negocio pequeno e rentável!
    Obrigada de avanço pelas vossas sugestões!

  14. Julio Lobito diz:

    Olá boa tarde, sou angolano e gostaria de abrir uma pequena gráfica, visto ter jeito para design. Será um negócio rentável, tendo em vista a relação investimento/rendimento???
    Gostaria de umas dicas sustentáveis!!!

  15. Maria diz:

    Estou a ponderar abrir uma roulote de comida itenerante, mas ao que li são necessários licenciamentos, taxas das câmaras para poder vender comida. E o Cartão de Vendedor Ambulante serve para todos os locais ou é necessário adquiri-lo para cada local. Alguém me pode elucidar?

  16. clara baptista diz:

    Gostaria de abrir um negócio sob rodas relacionado com comes e bebes, o que me aconselham?

  17. Hiracelma diz:

    ola meu nome e HIRACELMA, sou Angolana,e vivo atuamente em portugal, gostaria abrir uma loja de roupa em angola e com minha propria marca. queria saber se seria bom negocio.

    • José Freitas diz:

      Estive em Angola e verifiquei que há um grande mercado na área do pronto a vestir. Se tiver algum espaço em Angola para abrir loja diga-me onde pois sou do ramo e tenho uma marca.

  18. José dos Santos tangui diz:

    bom dia
    Gostaria abrir um negócio duma agência funerária na província do Bengo/República de Angola, queria um conselho como fazer este negócio ou como inciar?

  19. Adriana diz:

    Estou concluindo o curso tecnico de fisioterapia, gostaria de saber se com esse diploma eu posso montar uma empresa por conta propria de tratamento fisioterapeuticos a domicilio. Por onde posso começar_)
    Estou na zona de Lisboa

  20. jose diz:

    boa tarde

    AS IDEIAS /DE NEGOCIO . INVESTIDOR.PT
    FOI MUITO BOM PORQUE NÃO SABIA O QUE FASER MESMO SENDO ELETRICISTA PROFISSIONAL ,MAS DEVIDO AS FALTA DE MÃO DE OBRA NO MERCADO DE SERVIÇOS ELETRICOS E TAMBEM A IDADE DE 66 ANOS OPTEI PARA VENDA DE DOCES NA RUA E DEU CERTO O MEU NEGOCIO/GRAÇAS ADEUS/VALEU /ABRAÇOS



AVISO:Todos os artigos publicados no blogue investidor.pt são puramente informativos e não podem ser confundidos com aconselhamento financeiro.